Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Leite não é inimigo da dieta e você pode até mesmo consumir o integral

Versão desnatada do leite é a mais recomendada para quem está de dieta e/ou precisa reduzir gordura da alimentação - iStock
Versão desnatada do leite é a mais recomendada para quem está de dieta e/ou precisa reduzir gordura da alimentação Imagem: iStock

Danielle Sanches

Do VivaBem, em São Paulo

27/11/2019 04h00

Resumo da notícia

  • O leite pode ser ingerido mesmo para quem está de dieta ou precisa restringir a quantidade de gordura na alimentação por problemas de saúde
  • E a boa notícia é que a versão integral não precisa ser excluída, desde que outras adaptações sejam feitas na dieta
  • No entanto, faça essas mudanças com acompanhamento nutricional e médico, já que o leite integral não é indicado para quem tem problemas de saúde
  • A versão sem lactose, embora tenha apelo "saudável", não terá redução de gordura e calorias se for adquirida na versão integral

Visto por muitos como dispensável e até vilão da alimentação, o leite é um daqueles alimentos que provoca polêmica sempre que é mencionado, especialmente quando o assunto é dieta.

No entanto, longe de ser ruim para o organismo e fonte importante de cálcio, a bebida pode, sim, ser consumida mesmo por quem está restringindo a ingestão de calorias para manter o peso em dia. De acordo com Silvia Ribeiro Messalem, nutricionista do Hospital Edmundo Vasconcelos, as pessoas que não têm intolerância ou alergia e gostem da bebida podem incluí-la na alimentação sem medo.

Para emagrecer, precisa ser o desnatado?

Quando se fala em perder peso e reduzir calorias, parece lógico retirar o leite integral, já que o desnatado, por ter mais gorduras, possui menos calorias. E isso realmente é uma opção para quem tem obesidade, doenças do coração, hipertensão ou colesterol alto.

No entanto, se a dieta é para perder poucos quilos e o sobrepeso é leve, dá para tentar retirar calorias de outras opções do cardápio e manter a versão integral na dieta. "Mesmo nas dietas para emagrecer, podemos tentar respeitar as preferências pessoais", afirma Marcella Garcez Duarte, médica nutróloga, diretora da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

Vale lembrar que, legalmente, a diferença entre os leites é o teor de gordura: o integral possui em torno de 3% de gordura, enquanto o desnatado leva até 0,5%. O semidesnatado está no meio: e oferece entre 0,6 e 2,9% de gordura.

Segundo Messalem, embora o processo de retirar gorduras também possa reduzir a quantidade de vitaminas lipossolúveis presentes no leite (como as A, K e D), grande parte dos leites semi e desnatados presentes no mercado hoje são enriquecidos com esses nutrientes, garantindo um o aporte necessário para o corpo.

E a versão sem lactose?

Queridinho de várias dietas da moda, que pregam um "detox" no corpo retirando tudo que tenha lactose (o açúcar do leite), o leite zero lactose acaba sendo uma pegadinha: se adquirido na versão integral, tem a mesma quantidade de gordura e açúcar da versão tradicional.

"O que a indústria faz é introduzir a enzima lactase, que quebra esse açúcar em outros dois tipos chamados de galactose e glicose", explica Messalem. "Ele fica mais fácil de ser absorvido, mas não tem influência na dieta", avisa a especialista.

Tem melhor hora para consumir?

No Brasil e em muitos lugares do mundo, é comum inserir o leite já no café da manhã, um hábito "para começar o dia de forma mais agradável", diz Messalem. Algumas pessoas também gostam de tomar uma porção antes de dormir para passar a sensação de aconchego, especialmente se a bebida for aquecida.

Podcasts do UOL
Ouça o podcast Maratona, em que especialistas e corredores falam sobre corrida. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

Alimentação