Topo

Sem Frescura: AVC? Infarto? Que perigo tem segurar um espirro?

Gabriela Ingrid

Do VivaBem, em São Paulo

11/11/2019 04h00

Você pode ver esse programa com legendas no Youtube de VivaBem.

Sabe quando você dá aquele espirro que limpa até a alma? É uma delícia, né? Mas nem sempre a gente consegue fazer isso sem preocupações e aí a solução que a maioria das pessoas encontra é prender o espirro na hora que ele sai.

Bom, se você faz isso, eu só tenho a dizer: por favor, pare. Esse alerta vale porque, segundo especialistas, prender o espirro quando ele está saindo pode causar problemas de saúde sérios.

Isso porque o espirro é um mecanismo de proteção do corpo, que serve para eliminar possíveis partículas irritantes do nosso sistema respiratório.

O corpo faz isso expulsando o ar a toda velocidade. Cientistas, inclusive, estimam que a velocidade de um espirro é algo em torno de 160 km/h.

Isso gera uma pressão alta dentro do nosso organismo, que normalmente é aliviada com a expulsão do ar pelas narinas e pela boca.

Se você fecha o nariz e a boca, essa pressão pode causar danos a diversas partes do corpo. Os tímpanos podem sofrer lesões, pessoas com osteoporose podem fraturar costelas e, nos casos de pessoas com condições propícias, pode acontecer até mesmo um AVC.

É importante ressaltar que há pessoas com espirros que causam um som mais alto, e outras que são menos escandalosas nesse sentido. E isso é supernormal.

Agora, se você está em uma situação social e não pode fazer aquele barulhão todo, pode usar algumas táticas. Uma delas é colocar a dobra do braço na frente da boca, mas sem tapar. Isso vai abafar o som.

De qualquer maneira, o que especialistas recomendam para espirrar corretamente é manter a boca aberta e não tapar o fluxo de ar. Fazendo isso dificilmente você terá problemas. Siga essas dicas e bons espirros.

As informações do vídeo foram reunidas com a ajuda de Rodrigo Noronha, cardiologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo; Pedro Ernesto Barbosa Pinheiro, Otorrinolaringologista do Hospital Samaritano Higienópolis; Celso Padovesi, pneumologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo; Claudia Eckley, otorrinolaringologista do Fleury Medicina e Saúde.

O roteiro é de Rodrigo Lara.

Acompanhe as informações do Sem Frescura toda segunda-feira, porque dá para ser saudável sem frescura.

Sem Frescura