Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Comer um avocado por dia diminui risco de AVC e ataque cardíaco, diz estudo

iStock
Imagem: iStock

Do VivaBem , em São Paulo

30/10/2019 16h38

Pesquisadores da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, descobriram que consumir um avocado por dia pode evitar ataques cardíacos e AVC. Os resultados do estudo foram publicados no periódico Journal of Nutrition.

O avocado é excelente para a saúde por conter altos teores de gorduras boas (principalmente do tipo monoinsaturado", antioxidantes, vitaminas como A, C, E e do complexo B, e muitas fibras.

Como o estudo foi feito

  • Os cientistas recrutaram 45 voluntários com sobrepeso ou obesidade
  • No começo do teste, os pacientes tiveram que seguir uma dieta típica americana por cerca de duas semanas. Depois, tiveram que incluir um avocado todo dia no cardápio
  • Em seguida, os participantes foram divididos em três grupos alimentares: que consumiam baixo teor de gordura, gordura moderada ou gordura moderada com abacate diário.

Ao analisar os resultados, os cientistas verificaram que os participantes que consumiam avocado todos os dias tiveram uma diminuição do colesterol ruim após cinco semanas de teste.

Qual a diferença entre avocado e abacate? *

Você já deve ter ouvido o termo abacate e avocado e se perguntou se os dois eram a mesma coisa, certo? Apesar do nome diferente, avocado nada mais é do que uma variedade de abacate. É o nome genérico que dá a variedade Hass, tipicamente menor que os abacates que conhecemos, como os tipos margarida ou Fortuna.

Além disso, o avocado também tem um teor menor de água que os abacates mais comuns no Brasil, por isso é muito usado em pratos salgados, como guacamole, prato típico do México.

A única desvantagem é que o avocado costuma ser um pouco mais caro do que o abacate normal. Até alguns anos, por ter um teor de gordura elevado, acreditava-se que a fruta tinha uma quantidade alta de gordura ruim, o que aumentaria a chance do desenvolvimento de doenças cardiovasculares. Porém, com esse estudo e outros trabalhos científicos esse mito foi desmentido.

*Dados utilizados de matéria publicada em 28/04/2018.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Alimentação