Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Adele eliminou 19 kg com dieta sirtfood, que permite chocolate e vinho

A perda de peso vem acontecendo desde 2017, quando ela começou a dieta, segundo o jornal The Mirror - Getty Images/Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic
A perda de peso vem acontecendo desde 2017, quando ela começou a dieta, segundo o jornal The Mirror Imagem: Getty Images/Axelle/Bauer-Griffin/FilmMagic

Giulia Granchi

Do VivaBem, em São Paulo

30/10/2019 16h49

Se você acompanha a carreira de Adele desde o início, certamente percebeu que a cantora perdeu peso nos últimos anos. De acordo com o jornal The Mirror, desde 2017, já foram eliminados cerca de 19 kg com pilates e a dieta "Sirtfood" — que inclui maravilhas como vinho e chocolate amargo no cardápio.

Parece moleza? Pois saiba que o plano alimentar, criado em Londres, não permite qualquer guloseima. De acordo com Cynara Oliveira, nutricionista e supervisora do departamento de nutrição do Hospital Santa Lúcia, o cardápio baseia-se no aumento da atividade das sirtuínas ou SIRS (Silent Information Regulators) por meio do consumo de alimentos que contém polifenóis, que são compostos naturais.

As sirtuinas são enzimas que teoricamente estão ligadas a benefícios como o aumento da expectativa de vida, emagrecimento, combate a inflamação e estímulo à formação de massa magra. "Elas também são moduladoras do metabolismo do tecido. Em estudos feitos em ratos, a ativação levou à redução da massa gorda e também a transformação da gordura branca em gordura marrom, que é capaz de queimar mais calorias", explica.

Quais alimentos são permitidos e proibidos

De acordo com a nutricionista, os seguintes alimentos são comuns na dieta:

  • Suco de uva
  • Chá verde
  • Chocolate meio amargo
  • Tâmaras
  • Oleaginosas
  • Cebola roxa
  • Limão
  • Rúcula
  • Salsa
  • Couve
  • Frutas vermelhas
  • Cúrcuma
  • Azeite de oliva
  • Trigo sarraceno

Os alimentos proibidos são basicamente aqueles que devem ser evitados qualquer tipo de dieta: alimentos ricos em carboidratos simples, gorduras saturadas e ultraprocessados.

Dieta é feita em duas fases

A primeira fase dura sete dias e é mais restritiva. A segunda, pela qual o paciente deve ficar por duas semanas, tem o objetivo de manter os benefícios ganhos. Algumas pessoas repetem o ciclo diversas vezes ou apenas levam os ensinamentos gerais da dieta para a rotina de alimentação.

"A fase restritiva torna o plano difícil de ser seguido. Isso não favorece que a pessoa seja reeducada e crie hábitos saudáveis em longo prazo. Quando o paciente retoma sua alimentação anterior, pode acabar exagerando e retomando o seu peso anterior, e às vezes, infelizmente, ganhando até mais, devido a queda do metabolismo", indica Oliveira.

Pontos negativos

Segundo Oliveira, o plano alimentar pode não funcionar para todos. "O ajuste no cardápio deve ser personalizado, pois depende de variáveis como a prática regular de atividade física, composição corporal, idade, e histórico de saúde. Não levar em conta esses fatores pode ocasionar deficiências nutricionais e também prejudicar o metabolismo, ocasionando um efeito reverso ao desejado", aponta.

Podcasts do UOL
Ouça o podcast Maratona, em que especialistas e corredores falam sobre corrida. Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas de áudio.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Alimentação