Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

7 doces liberados para quem está com triglicérides alto (e 5 para evitar)

O ideal é que doces sejam consumidos com moderação e em quantidades reduzidas por quem tem triglicérides altos - iStock/VivaBem
O ideal é que doces sejam consumidos com moderação e em quantidades reduzidas por quem tem triglicérides altos Imagem: iStock/VivaBem

Samantha Cerquetani

Colaboração para VivaBem

18/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Os triglicérides são um tipo de gordura que servem como reserva de energia do corpo humano, que em excesso pode acarretar doenças.
  • Os piores inimigos das taxas altas de triglicérides são alimentos açucarados e ricos em gordura saturada.
  • Quem está controlando os triglicérides precisa se atentar aos doces escolhidos para evitar problemas de saúde.
  • Salada de fruta, chocolate amargo, pasta de amendoim, maçã assada com canela e picolé de frutas podem ser opções de sobremesas.
  • É melhor evitar os doces refinados, sorvetes de massa, biscoitos recheados e frutas em calda.

Os triglicérides são um tipo de gordura encontrada no organismo que são armazenadas para fornecer energia. Se você costuma comer mais calorias do que gasta, seus triglicerídeos podem começar a aumentar e ficar acima de 150ml/dL (quadro chamado de hipertrigliceridemia).

O problema é quando a quantidade de triglicérides armazenada acaba ficando mais alta do que a recomendada. Nesses casos, aumenta-se o risco de doenças cardiovasculares, obesidade, diabetes, entre outros problemas de saúde. Um simples exame de sangue pode mostrar se os triglicerídeos estão normais ou elevados.

Os piores inimigos dessas taxas de triglicérides são alimentos açucarados e ricos em gordura saturada. É importante fazer escolhas alimentares mais saudáveis, reduzir carboidratos e gorduras e praticar atividade física regular.

Mas isso não quer dizer que quem tem triglicérides altos não pode comer doces. O ideal é que esse tipo de alimento seja consumido com bastante moderação e em quantidades reduzidas. E para quem não quer abrir mão de um docinho, a dica é abusar da criatividade na cozinha e preparar receitas mais saudáveis e com menos gordura ou açúcar.

Lembrando que na dúvida, o ideal é buscar a ajuda de um profissional para ter mais orientações sobre a possibilidade de inserir doces na alimentação, sem prejudicar os níveis de triglicérides.

A lista a seguir foi elaborada com a ajuda de Viviane Bellucci, professora do curso de Nutrição da FMU (Faculdades Metropolitanas Unidas), Maria Fernanda Vischi D'Ottavio, nutricionista do Hcor (Hospital do Coração) e Renata Marciano, nutricionista e professora do curso de nutrição da Uninove.

Coloque no prato

iStock
Imagem: iStock

Pasta de amendoim
Um alimento que está em alta e é o novo queridinho entre os praticantes de atividade física é a pasta de amendoim. Ele sacia a fome, é bem saboroso, nutritivo e uma opção como fonte de vitamina E, vitaminas do complexo B, além de diversos minerais como ferro, zinco, selênio, entre outros. Vale ressaltar que o consumo não deve ocorrer todos os dias da semana, pois tem alto valor calórico. Devem ser escolhidas as marcas industrializadas isentas de açúcar ou a pasta de amendoim deve ser preparada em casa.

iStock
Imagem: iStock

Pudim de chia
A chia é rica em fibras solúveis, o que pode gerar mais saciedade, importante para quem precisa reduzir a quantidade de alimentos no controle de peso, além de reduzir níveis de colesterol e triglicérides. Preparações culinárias que são isentas de açúcar e que utilizam chia como ingrediente são ideais para controlar os triglicérides. O pudim de chia é uma opção saudável para esses casos.

iStock
Imagem: iStock

Muffins integrais
Os muffins são fontes de carboidratos. Mas para quem tem triglicérides altos podem ser utilizadas receitas de muffins integrais, com aveia em flocos, fibra de trigo, desde que sejam isentos de adição de açúcar. Atenção para as coberturas e recheios: opte por frutas ou chocolate amargo.

iStock
Imagem: iStock

Maçã assada com canela
Fácil de preparar, a maçã assada com canela pode ser uma forma saudável e gostosa de variar o sabor da fruta. Pode acompanhar iogurte natural, que agregará proteínas e cálcio. A banana também pode ser assada com canela.

iStock
Imagem: iStock

Chocolate amargo
Para quem ama chocolate, uma boa notícia: a versão amarga pode ser consumida desde que com moderação. Lembrando que o chocolate com maior concentração de cacau terá menor teor de açúcar. Opte pelo chocolate com mais de 60% de cacau. Consuma esporadicamente.

iStock
Imagem: iStock

Picolé de frutas
Para os dias quentes, os picolés são uma ótima pedida. Mas o ideal para quem está de olho nos triglicérides são os de frutas. Livres de leite e preparados com água, eles têm menos gorduras e há opções com redução de açúcar e menos calorias.

iStock
Imagem: iStock

Salada de fruta com iogurte
É recomendado o consumo de três a quatro porções de frutas ao dia, com casca e bagaço para aproveitar vitaminas, minerais, fibras e antioxidantes. Escolha as que são ricas em fibras como ameixa, mamão e laranja. Para variar o cardápio, inclua iogurte desnatado com chia salpicado para aumentar os nutrientes e dar mais sabor. Consuma no café da manhã ou lanche da tarde.

Melhor evitar

iStock
Imagem: iStock

Barrinhas de cereal
No tratamento de triglicérides elevados, na maioria dos casos, a barrinha de cereal industrializada não é recomendada. Isto porque se usa em sua composição ingredientes como glicose de milho, dextrose, maltodextrina, que são açúcares.

iStock
Imagem: iStock

Sorvete de massa industrializado
Sorvete de massa pode ter como ingrediente gordura vegetal hidrogenada, portanto rica em gordura trans, relacionada ao aumento de risco de doenças cardiovasculares. Além disso, o sorvete necessita de grande quantidade de açúcar na sua preparação para ter o paladar adocicado. É melhor deixar essa opção apenas para ocasiões especiais e sempre que possível escolher as versões com menos açúcar e gordura.

iStock
Imagem: iStock

Frutas em calda
Esse tipo de alimento não é recomendado, pois contém grande quantidade de açúcares usados durante o seu preparo. Sendo assim, ao ser consumido aumentará ainda mais a concentração de triglicérides no organismo.

iStock
Imagem: iStock

Docinhos refinados
Comer doces como sonhos, bomba de chocolate, roscas doces em excesso e de forma frequente é prejudicial ao organismo, pois eleva os níveis de glicemia e com o tempo trará consequências metabólicas, aumento no risco de doenças cardiovasculares, além do ganho de peso.

Armazenamos gordura em nosso corpo na forma de triacilglicerol. Quando o triacilglicerol está circulante na corrente sanguínea também pode ser chamado de triglicérides elevados. Assim, o nível elevado de triglicérides significa elevação de gordura no sangue, e pode ser estimulado pelo consumo excessivo de açúcar, associado também ao sedentarismo. Por isso, esses alimentos açucarados devem ser evitados.

iStock
Imagem: iStock

Biscoitos recheados
Além de alta concentração de açúcar, os biscoitos recheados possuem gordura vegetal hidrogenada, fonte de gordura trans, relacionada ao aumento de risco de doenças cardiovasculares. Quem está controlando os triglicérides deve passar longe dessa guloseima.

Alimentação