Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Pensamento acelerado: veja formas de ajudar sua mente a dar uma acalmada

iStock
Imagem: iStock

Diego Garcia

Colaboração para o VivaBem

08/10/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Uma mente agitada geralmente está no passado ou no futuro, então, fazer atividades que te tragam para o momento presente irá ajudar
  • Praticar algum hobby, assim como a realização de exercícios físicos regulares ajuda a manter a mente equilibrada e os pensamentos em ordem
  • Em casos em que a situação começa a fugir do controle, buscar ajuda de um profissional de saúde mental é imprescindível

Vivemos um paradoxo em nossa realidade: quanto mais corremos para ganhar tempo, menos tempo temos para as tarefas que precisamos de fazer. Talvez isso seja um dos motivos para nossos pensamentos dispararem e transformar nossa mente em um turbilhão: estamos cada vez mais preocupados e agitados, o que traz sintomas como ansiedade, irritação, insônia, medo do futuro, entre outros. Isso, além de afetar a nossa saúde, afeta também a saúde de nossas relações.

Desacelerar a mente é um exercício que deve ser feito constantemente. Se conseguir separar poucos minutos por dia para isso, já fará a diferença: melhora da concentração, menos cansaço mental, mais facilidade para tomar decisões, etc. Mas como refrear os pensamentos acelerados e acalmar a nossa mente? Veja dicas:

1. Esteja presente

Geralmente quando estamos agitados não conseguimos nos concentrar no momento presente: ou estamos pensando em algo que já passou ou estamos preocupados com o que pode acontecer no futuro, sem nos darmos conta que o futuro depende do agora. Para fazer isso, basta prestar atenção naquilo que está fazendo, por exemplo, se estiver realizando uma refeição, saboreie a comida, coma devagar, se estiver caminhando, preste atenção nos seus passos, na paisagem ao redor, nas pessoas. Uma prática que tem sido muito difundida ultimamente é o mindfulness, que consiste em uma série de técnicas para atrair a atenção para o momento presente.

2. Fique offline

Desconecte dos eletrônicos ao fazer qualquer tarefa que não os envolva. Aparelhos eletrônicos podem distrair, mas não ajudam a acalmar a mente, pelo contrário. O excesso de informações que chegam por meio de redes sociais, sites, blogs, podcasts e vídeos podem deixar a mente ainda mais estressada, além de fazer você perder tempo. Então, largue o celular, concentre-se, mantenha o foco no que estiver fazendo e faça uma coisa de cada vez.

3. Inclua uma pausa na rotina

Coloque na sua rotina uma tarefa diária em que você não precise pensar. Por exemplo, você pode utilizar alguns minutos da sua hora de almoço para observar a natureza, ouvir uma música que você goste e te relaxe ou ler um livro, por exemplo. Pode ser qualquer coisa que te distraia e que não exija que você raciocine a atividade, apenas a faça.

4. Diminua a lista de tarefas e o ritmo em que você as executa

Sabe a sensação (ou será mesmo realidade?) de que antigamente a lista de tarefas que tínhamos era bem menor e que hoje temos muito mais afazeres e não damos conta da metade? Reverta isso. Faça menos coisas e mais devagar, respeitando o seu ritmo, prestando atenção no que está fazendo para não perder o foco. Se você for analisar, a lista de atividades a fazer é sempre interminável e quem dá o limite é você.

5. Encontre-se com pessoas

Encontrar um amigo ou um familiar que gostamos é sempre agradável e uma forma de distração. Mas é importante estar inteiro nesses encontros: fale e escute enquanto estiver em companhia de pessoas que você goste. Não adianta estar presente fisicamente e não ouvi-las. Dê sua escuta e estabeleça um diálogo. A pressa, normalmente, nos leva a ter monólogos. Cada um fala de si e ninguém se escuta.

6. Adote hobbies

Fazer atividades que dão prazer é algo que reduz o estresse e mantém um equilíbrio interno, descontrai, ajuda a esquecer seus problemas, mesmo que momentaneamente, e a recuperar ou manter o bom humor. Pode ser tocar um instrumento, dançar, pintar, colecionar selos, cozinhar, praticar esportes, ler, enfim, qualquer atividade que você faça regularmente e que te faça dar uma pausa nas preocupações

7. Pratique atividades físicas

A prática regular de exercícios físicos, desde uma simples caminhada até atividades mais intensas como a corrida, por exemplo, também vai te ajudar a ter uma mente mais calma e ativa. O movimento do corpo faz com que você mantenha o foco na prática física, trazendo a sua consciência para o momento presente. Aliado a isso, o cérebro libera hormônios que provocam bem-estar e prazer, como a endorfina, a serotonina, a dopamina e a ocitocina, dependendo da intensidade da atividade.

8. Faça terapia

Busque a ajuda de um profissional para te ajudar a colocar as coisas em ordem. É comum ficamos perdidos e desorientados muitas vezes com o excesso de informações, pressões e preocupações do nosso dia a dia. Um processo terapêutico com um psicólogo te ajuda a se reencontrar e colocar as coisas de volta no seu eixo.

Fonte: Leonardo Luiz, psicólogo, psicanalista e professor de psicologia da Universidade Presbiteriana Mackenzie Alphaville e Carla Guth, psicóloga.

Mais Equilíbrio