Topo

Alimentação

Ideias e informações para você comer melhor


Alimentação

Professora e alunas da USP unem ciência e culinária para falar de nutrição

A professora Betzabeth e sua aluna Luara exibem livro que inspirou nome do projeto - Crisley Santana / USP Imagens
A professora Betzabeth e sua aluna Luara exibem livro que inspirou nome do projeto Imagem: Crisley Santana / USP Imagens

Crisley Santana

Jornal da USP

28/09/2019 10h40

Parece uma cozinha, mas é um laboratório. Em meio ao perfume de temperos, legumes e frutas, alunos da FSP (Faculdade de Saúde Pública) da USP (Universidade de São Paulo) aprendem Procedimentos e Técnicas Culinárias Aplicadas à Nutrição. Por meio da disciplina, eles conhecem mais sobre os alimentos, como prepará-los e têm a oportunidade de experimentar as criações. E o conhecimento não está disponível apenas para os estudantes da USP, outras pessoas podem acompanhar o trabalho do laboratório nas redes sociais.

Betzabeth Slater Villar, professora da FSP que ministra a disciplina, decidiu dividir não só o seu trabalho, mas também uma das coisas que mais gosta de fazer: cozinhar. Ela e duas alunas, Monique Paula e Luara dos Santos, criaram a página Ciência, Cultura e Comida no Facebook. O conteúdo traz receitas, conselhos e dicas culinárias para facilitar o cotidiano na cozinha.

Na descrição da página, elas afirmam acreditar no princípio de uma alimentação adequada e saudável, "esta que, antes de um processo fisiológico, é um ato político e social que começa com a escolha dos alimentos, no que plantar e como escolher (me lembra soberania alimentar)".

A ideia de criar uma página no Facebook partiu da necessidade de atingir diferentes tipos de público, além da Universidade. "Essa geração não lê muito em papel, mas curte o uso das redes sociais", comenta Betzabeth. O nome da página, por sua vez, foi uma inspiração vinda do livro Comida & Cozinha: Ciência e Cultura da Culinária (WMF Martins Fontes), presente no laboratório.

Segundo Luara dos Santos, aluna que participa do projeto, o título do livro tem tudo a ver com proposta delas. "Queríamos falar justamente sobre a ciência da comida e um pouco sobre os processos de preparação. Toda a química e bioquímica que acontece, além da alimentação, que é um ato cultural", explica.

."No início, só era publicado o que ocorria nas aulas, como uma forma de promoção da disciplina e da faculdade. Depois de um tempo, decidimos publicar dicas para as pessoas poderem aproveitar no cotidiano", explica a estudante do curso de Nutrição. O objetivo é transformar o material teórico e técnico em algo acessível e de fácil compreensão.

A página foi criada no ano passado e possui publicações que falam sobre diferentes temas da culinária. Dicas para usar o forno microondas é um deles. "Todas as aulas são acompanhadas por uma das monitoras. Elas realizam anotações e depois produzem notas para publicar", afirma Betzabeth. Essas notas são revisadas por alunos dos cursos da pós-graduação para então serem disponibilizadas online.

O próximo passo para o projeto é a criação de uma página no Instagram. "É uma tentativa de levar esse conteúdo para mais públicos, considerando que muitos usam essa rede social. Além de podermos conhecer outras ferramentas, como os stories", esclarece Luara.

Para a professora Betzabeth, é preciso compartilhar a prática cotidiana da qual estamos afastados, a cozinha. "Isso tem gerado aumento de doenças, graças ao grande consumo de comidas processadas". Técnicas culinárias para o combate de doenças como a hipertensão, por exemplo, é um dos conteúdos programados para as próximas publicações.

Alimentação