Topo

Tudo sobre Câncer

Sintomas e tratamentos da doença


Tudo sobre Câncer

Melanoma: células B têm papel importante na imunoterapia, diz estudo

A imunoterapia usa o sistema imunológico do próprio corpo para combater as células cancerígenas - iStock
A imunoterapia usa o sistema imunológico do próprio corpo para combater as células cancerígenas Imagem: iStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

13/09/2019 15h54

Resumo da notícia

  • Médicos descobriram que as células B desempenham um papel importante no combate ao câncer durante a imunoterapia
  • As células B são um tipo de célula do sistema imunológico que atuam junto com as células T, também conhecidas como linfócitos
  • Os médicos esperam agora mais estudos para entender melhor o papel desse tipo de célula e como ele pode ajudar no combate ao câncer

Pesquisadores da EMBL-EBI (European Bioinformatics Institute) e a Medical University of Vienna descobriram evidências que as células B —um tipo de glóbulo branco presente no sangue — podem ter um importante papel importante no processo de imunoterapia feito para combater o melanoma.

Atualmente, a imunoterapia se concentra nas células T, outro tipo de glóbulo branco também conhecido como linfócito. Os resultados, no entanto, sugerem que as células B também têm um papel importante no sucesso da imunoterapia.

De acordo com o estudo, publicado na revista Nature Communications, os pesquisadores descobriram que, no caso do melanoma, as células B agem quase como um tipo de satélite, produzindo anticorpos e enviando moléculas mensageiras que direcionam as células T para o tumor, tornando sua ação mais efetiva.

Como o estudo foi feito?

  • Os médicos analisaram um total de 41 amostras de pacientes com melanoma;
  • Eles perceberam que, quando as células B eram retiradas, o número de células T e outras células do sistema imunológico caia drasticamente no tecido do tumor;
  • Em experimentos seguintes a essa observação, eles notaram um subtipo de célula B que parecia ser responsável por "guiar" as células T e outras do sistema imunológico até o tumor;
  • Curiosamente, durante o experimento, eles perceberam que as células do melanoma parecem "forçar" as células B a se desenvolverem nesse subtipo;
  • Além disso, os médicos notaram que a presença desse subtipo de célula B aumentou o efeito positivo da imunoterapia e a ação das células T.

Por que isso é importante?

A imunoterapia usa o sistema imunológico do próprio corpo para reconhecer e combater o câncer. Existem diversas formas de imunoterapia, mas apenas alguns poucos pacientes se beneficiam dela.

No caso do melanoma, que é um câncer de pele particularmente agressivo, a imunoterapia é focada nas células T, que conseguem matar as células cancerígenas diretamente enquanto recrutam mais células no processo.

Com a nova pesquisa, a imunoterapia pode começar a focar também nas células B para aumentar as chances de sucesso no tratamento.

Os médicos reforçam que o verdadeiro papel dessas células imunológicas ainda não é totalmente conhecido e ainda mais pesquisas são necessárias para uma compreensão maior. Mas acreditam que o impacto que elas têm no tratamento contra o câncer é maior do que pensavam anteriormente.