Topo

Como emagreci

Histórias inspiradoras de quem mudou a silhueta


Como emagreci

Claudio perdeu 79 kg para "entrar" em camiseta do SPFC e ver filha crescer

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Amanda Preto

Colaboração para o VivaBem

12/09/2019 04h00

Como passa muitas horas na estrada, o motorista de caminhão Claudio Lima Santos, 36 anos, não costumava se exercitar nem fazia escolhas saudáveis à mesa. Obeso e com mais de 170 kg, ele foi alertado pelo médico que corria grande risco de morrer precocemente. A seguir, Claudio conta como mudou hábitos e emagreceu:

"Apesar de estar acima do peso há anos, a vontade de emagrecer surgiu realmente quando ganhei uma camisa oficial do São Paulo Futebol Clube, meu time do coração. Era maior que o tamanho extragrande e mesmo assim não serviu em mim.

Decidi que entraria naquela camiseta e então iniciei a jornada da mudança. O primeiro passo foi ir ao médico para avaliar minha saúde e traçar um plano para começar a me exercitar. Para minha surpresa, no consultório recebi um diagnóstico assustador.

Estava obeso mórbido, com 173 kg. Todos meus exames de rotina estavam foram dos níveis considerados saudáveis para meus 30 e poucos anos.

O médico me pressionou e alertou que eu era uma bomba prestes a explodir, e isso aconteceria logo se não modificasse meu estilo de vida

A notícia me deixou desanimado por alguns dias, fiquei abalado de verdade. Mas, durante um dia de folga, minha filha me abraçou chorando e disse: 'Pai, emagreça, não quero que você morra!'. Não poderia deixar essa luta de lado, pois me veio o desespero de não conseguir ver minha filha se tornar adulta. Assim, recuperei meu foco para cumprir a meta de entrar na camiseta do Tricolor.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Sou motorista de caminhão e passei a fazer caminhadas após minha jornada no trabalho, que muitos dias é longa. Também realizei algumas alterações por conta própria no meu cardápio, como diminuir o consumo de doces, refrigerantes, massas, frituras. Aos poucos, os resultados foram aparecendo e consegui perder peso suficiente para vestir a camiseta do meu objetivo --mas lembre-se que ela era XXG, portanto, ainda tinha muita gordura a eliminar.

Passada essa primeira conquista, ensaiei alguns trotes alternados com a caminhada. Isso me animou a procurar uma nutricionista para auxiliar o processo de emagrecimento de forma mais assertiva.

Assim fiz e tracei um novo desafio: correr a São Silvestre. Isso foi em janeiro de 2015, então, tinha muito tempo para me preparar para a prova que acontece no último dia de cada ano. Com foco no treino e na alimentação, as mudanças apareciam mês a mês. Meu corpo, visivelmente mais magro, me proporcionava dias mais saudáveis, o que me deixava ainda mais animado a treinar e não desistir.

Finalmente chegou o grande dia da São Silvestre e concluí os 15 km do percurso em 1h48min. Foi muito difícil, porque era minha estreia no mundo da corrida, mas uma experiência maravilhosa e extremamente gratificante.

Chorei ao cruzar a linha de chegada da São Silvestre, porque para estar ali precisei enfrentar várias barreiras. E ainda senti que poderia ir muito mais além

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Foi nesse momento que compreendi que poderia dividir os meus treinos e os avanços do meu processo de emagrecimento para que outras pessoas e companheiros de profissão pudessem se inspirar. Com os quilos que se foram, vieram a popularidade nas redes sociais e o apoio dos meus seguidores, o que só me motivou a manter ainda mais o foco na atividade física e na boa alimentação.

Enfim, tudo mudou: as roupas, o corpo, a autoestima, os interesses. Mais do que estar com uma boa forma física, tenho plena consciência de que eu sou o principal agente responsável por todos os novos rumos que desejo para minha vida.

Atualmente estou com 94 kg e corro todos os dias entre 5 km e 10 km; nas minhas folgas, costumo fazer um treino longo de 21 km, mas já cheguei a percorrer 31 km. Desde então, somo três São Silvestres e duas meia maratonas (21,097 km). Meu sonho é correr uma maratona (42,195 km) em 2020. Não posso deixar de agradecer a todos que me apoiam desde que decidi mudar minha vida".