Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Dieta plant-based diminui o risco de doenças cardiovasculares, diz estudo

Pesquisa foi publicada no Journal of American Heart Association - Getty Images
Pesquisa foi publicada no Journal of American Heart Association Imagem: Getty Images

Do VivaBem, em São Paulo

10/08/2019 11h57

Comer menos carne e alimentos derivados de animais é sem dúvida uma tendência mundial. Só no Brasil, o número de vegetarianos dobrou nos últimos seis anos e já ultrapassa os 29 milhões, de acordo com pesquisa do IBOPE divulgada no ano passado.

E a ciência acompanha o movimento: frequentemente novos estudos sobre os efeitos da alimentação vegetariana ou vegana são colocados em testes por universidades ao redor do globo.

Agora, uma análise publicada no Journal of American Heart Association fortalece a ideia já debatida de que a dieta plant-based (baseada em plantas) contribui para um coração saudável.

Como o estudo foi feito

  • A equipe examinou dados de 12.168 pessoas de meia-idade que haviam se inscrito no estudo de risco de aterosclerose (enrijecimento das artérias) e dividiu os participantes de acordo com a dieta que seguiam.
  • Os pesquisadores aplicaram três modelos de riscos proporcionais para calcular as taxas de risco e avaliar a associação entre a dieta baseada em plantas e a doença cardiovascular incidente, mortalidade por doença cardiovascular e mortalidade por outras causas.

Resultados

Os resultados revelam que os participantes que tiveram a maior ingestão de alimentos vegetais índices foram 16% menos propensos a ter uma condição cardiovascular - como um ataque cardíaco, derrame ou insuficiência cardíaca - quando os pesquisadores os compararam com adultos que consumiram uma menor quantidade de itens como verduras e legumes.
Aqueles que seguiam a dieta plant-based também apresentaram 32% menos probabilidade de morrer de uma condição cardiovascular.

"Nosso estudo sugere que comer uma proporção maior de alimentos à base de plantas e uma menor proporção de alimentos animais pode ajudar a reduzir o risco de ter um ataque cardíaco, derrame ou outro tipo de doença cardiovascular ", disse Casey M. Rebholz, principal autor do estudo, de acordo com o site Medical News Today.

Rebholz enfatiza, no entanto, que a dieta dos participantes do estudo foi medida há anos e os alimentos podem ter sofrido alterações desde então - o que poderia mudar resultados para o momento atual.