PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Hormônio da fome induzido por estresse causa problemas de fertilidade

iStock
Imagem: iStock

Do UOL VivaBem

03/06/2019 04h00

Você sente muita fome quando está sob pressão? Não é à toa. O estresse é um dos responsáveis por aumentar os níveis da grelina, apelidada de "hormônio da fome" e produzida quando nosso estômago está vazio.

Um grupo de cientistas australianos quis entender como o estresse crônico agia nos problemas de fertilidade das mulheres. Eles suspeitavam que o aumento da grelina era uma das causas.

Durante a pesquisa, publicada pelo Jornal de Endocrinologia, eles descobriram que, quando induzido pelo estresse, este hormônio era responsável por diminuir o número dos folículos primordiais, os óvulos imaturos das mulheres.

"Como a grelina está tão ligada à fome e à alimentação, essas descobertas sugerem amplamente que nossos hábitos alimentares podem modificar os efeitos do estresse sobre a fertilidade, embora precisemos fazer mais trabalhos para avaliar isso", afirmou Sarah Spencer, uma das autoras da pesquisa, ao site da Universidade RMIT, onde a pesquisa foi conduzida.

Como chegaram a estas descobertas

Um grupo de ratas foi submetido a 30 minutos diários de estresse crônico por quatro semanas

Outro grupo permaneceu sem este estresse induzido

As ratas expostas ao estresse crônico tinham significativamente menos folículos primordiais

Porém, quando os pesquisadores bloquearam o efeito da grelina, o número de folículos primordiais era normal, apesar da exposição ao estresse

Embora este trabalho tenha sido feito apenas com em ratos, há muitas semelhanças com os seres humanos nas respostas ao estresse, bem como em muitas fases do desenvolvimento e da função reprodutiva.

"Esses achados sugerem que elevações da grelina induzidas por estresse crônico podem ser prejudiciais para a maturação do folículo ovariano", conclui o estudo.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Saúde