PUBLICIDADE

Topo

Tudo sobre Hipertensão

Sintomas e tratamentos da doença


Tudo sobre Hipertensão

Água com mais sais minerais é ligada a menos casos de hipertensão

iStock
Imagem: iStock

Do UOL VivaBem, em São Paulo

01/06/2019 17h04

Resumo da notícia

  • Estudo mostrou que locais com água com mais sais, mesmo tendo maior concentração de sódio, tenham menos índices de hipertensão
  • O estudo foi conduzido com 6.487 pessoa em Bangladesh
  • A explicação pode estar nas quantidades de cálcio e magnésio na água, mas mais estudos precisam ser feitos

A hipertensão é uma doença silenciosa em grande parte dos casos e pode ser descoberta apenas em uma consulta de rotina ou um pico de pressão. No entanto, se não for tratada, pode ser a porta de entrada para outros problemas agudos, como o AVC (acidente vascular cerebral).

Um estudo da Universidade de Emory, nos Estados Unidos, quis entender o efeito da diferença de salinização da água de uma cidade em Bangladesh na pressão sanguínea de sua população. Na região, as monções e a umidade do clima afetam diretamente a quantidade de minerais na água.

Comparado com quem bebia água doce, os habitantes que ingeriam água com leve salinidade apresentaram menor pressão sistólica (menos 1,55 mmHg) e diastólica (menos 1,26 mm Hg) em média. A pressão arterial sistólica é a aferida durante o batimento cardíaco, enquanto a diastólica é a pressão entre os batimentos cardíacos.

A explicação encontrada foram os minerais que estavam mais presentes na água. Ao mesmo tempo em que o sódio era mais alto, o que geralmente aumenta a pressão arterial, o cálcio e o magnésio também estavam em maior concentração. Estes dois últimos pareceram ter efeito contrário e baixar a pressão de quem ingere.

"Garantir concentrações boas de cálcio e magnésio na água potável pode ser uma importante intervenção de saúde pública e nutricional para assegurar o cumprimento das necessidades diárias desses macro-minerais essenciais, pois as evidências sugerem que, globalmente, as concentrações desses minerais estão diminuindo na dieta", conclui o estudo, publicado no Jornal da Associação Americana do Coração.

No entanto, será preciso conduzir mais estudos para confirmar este efeito da água rica em minerais. Esta pesquisa foi feita com 6.487 pessoas.

O que o estudo concluiu

  • Tanto o alto teor de sódio quanto o baixo teor de cálcio ou magnésio na água pode aumentar a pressão sanguínea e os riscos de hipertensão da população
  • Adicionar cálcio e magnésio à água potável pode ser uma estratégia útil para reduzir a hipertensão quando as fontes de água potável têm baixos níveis desses minerais.
SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Tudo sobre Hipertensão