Topo

Como emagreci

Histórias inspiradoras de quem mudou a silhueta


Como emagreci

"Nada servia e usava roupas do meu marido. Perdi 30 kg com treino intenso"

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Priscila Carvalho

Do UOL VivaBem, em São Paulo

18/04/2019 04h00

Resumo da notícia

  • Patrícia de Moura, 37 anos, chegou a pesar 100 kg e começou a ter problemas de saúde
  • Ela se alimentava muito mal e não possui ânimo para fazer nada por causa da obesidade
  • Além disso, tinha dificuldade em achar roupas do seu tamanho e evitava sair de casa por sentir vergonha
  • Mas ela mudou os hábitos alimentares de toda a família e já eliminou mais de 30 kg. Abaixo, ela conta como foi a mudança:

"Sempre tive problemas com o peso. Mas a luta contra a balança se intensificou durante minha primeira gestação, quando engordei bastante e fiquei 40 kg acima do meu peso habitual.

Em 2017, engravidei do meu segundo filho e cheguei a pesar 100 kg. Percebi que estava começando a ficar doente por conta da obesidade. Eu pesava 100 kg e sentia dores na perna, tinha problemas de circulação. Quando fui ao médico, ele falou que essas queixas eram devido ao excesso de gordura corporal.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Apesar disso e mesmo amamentando, eu não conseguia me alimentar direito: tomava refrigerante, me enchia de lanches e, à noite, comia desesperadamente, como se aquela refeição fosse a última da minha vida.

Para piorar, ainda tinha dificuldade de encontrar roupas que servissem. Cheguei a vestir uma calça tamanho 48, de tão gorda que estava.

Ficava entristecida pelos cantos, tinha vergonha de comprar roupas e, às vezes, usava as calças do meu marido, já que nenhuma peça feminina cabia em mim

Uma vez, fui a um parque aquático e tive que comprar um maiô. Experimentei G, GG e nenhum serviu. Quando coloquei o XG, ele ficou tão apertado que falei: 'Esse modelo está pequeno'. A vendedora rebateu: "Não, a forma está certa, é você que está grande". Achei grosseiro na hora, mas não liguei muito para aquilo.

Depois de algum tempo, eu estava cada vez mais cansada e sem ânimo para fazer as coisas. Além disso, meus filhos comiam mal, não colocava frutas dentro de casa, legumes, nada.

Eu tinha o paladar muito infantil e vi que isso estava refletindo na dieta de toda a minha família. Foi aí que decidi mudar, procurei uma nutricionista para comer bem e perder alguns quilos

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
No começo do ano passado, quando estava com 97 kg, fiquei tão decidida em perder peso que comecei a praticar Strong by Zumba --um treinamento de alta intensidade com exercícios de força e explosão, como agachamento, flexão de braços, saltos. Ao som de muita música, a aula trabalha o corpo todo e pode queimar até 700 calorias. Também fazia um pouco de musculação para definir.

Fiquei muito focada: comecei a treinar três vezes por semana e levar a dieta a sério. Eu tinha o hábito de ficar muito tempo sem comer e passei a me alimentar de três em três horas. Antes, eu me enchia de carboidrato e com a orientação nutricional passei a colocar no cardápio mais proteínas. Meu menu ainda tinha frutas, alimentos integrais, nozes, farelo de aveia e muitos produtos naturais. Resultado: em seis meses perdi 30 kg. Não acreditei e fiquei muito feliz com o que alcancei.

Depois desse período, continuei a perder alguns quilos e até hoje me policio para não voltar a engordar. Atualmente, estou com 63 kg e meu foco é chegar aos 60 kg.

Recuperei minha saúde e estou megafeliz porque consigo achar roupas, vestir o que eu quero

E existe uma felicidade que não tem preço: ver meu filho mais novo gostando de legumes, frutas e perceber que toda a minha família está mais saudável. Mesmo com a rotina agitada, continuo cuidando de mim e mantendo bons hábitos.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Como emagreci