Topo

Corrida


Corrida

É melhor correr com ou sem meia? O que fazer para evitar bolhas nos pés?

Meias de algodão deixam o pé úmido e sujeito a bolhas durante a corrida; melhor evitar - iStock
Meias de algodão deixam o pé úmido e sujeito a bolhas durante a corrida; melhor evitar Imagem: iStock

Alexandre Sinato

Colaboração para o UOL VivaBem

31/12/2018 04h00

Escolher um bom tênis para corrida é um passo fundamental para todo atleta, do iniciante ao mais experiente. No entanto, de nada adianta investir no pisante se não houver um cuidado especial com os pés. Uma meia confortável, que não cause bolhas ao longo da prova ou treino de corrida, é tão decisiva quanto a mais avançada tecnologia de amortecimento. 

VEJA TAMBÉM:

Pode parecer só um detalhe, mas caprichar no conforto dos seus pés em uma atividade que depende diretamente deles é uma regra básica. Cada um deve optar pelo tecido com o qual se sinta melhor, mas um deles é considerado vilão por muitos corredores na batalha contra as bolhas: o algodão.
 
Tecido muito comum nas meias usadas no dia a dia, o algodão é confortável para as situações rotineiras, mas pode virar um problema na corrida. Como o material absorve bastante água, fica molhado facilmente e demora a secar, deixando a pele úmida e, portanto, criando a situação perfeita para o surgimento de bolhas.
 
As bolhas são causadas pelo atrito repetitivo da pele com algum tecido. Quando se soma umidade ao atrito, esse efeito é potencializado.
 
Acrescente a isso os movimentos repetitivos da corrida, o calor dentro dos tênis e a duração total da atividade e pronto: o que era uma meia confortável pode se transformar quase numa "lixa", principalmente para quem transpira muito.
 
O mesmo se aplica a quem prefere calçar os tênis sem meia. Geralmente, o forro dos tênis não é uniforme e macio como a superfície da meia. Assim, o atrito dos pés com esse material (e com objetos estranhos que podem entrar no calçado, como grãos de areia e pequenas pedras), podem acabar machucando a pele.
 
Para evitar esse desconforto, ao escolher o tênis, é aconselhável procurar modelos cujo forro não tenha -- ou tenha poucas -- costuras e seja amigável com a pele, oferecendo o mínimo de atrito possível. As palmilhas também devem ser confortáveis, considerando que o pé ficará úmido com o suor ao longo da corrida. 

Vaselina e bandagens

Mas se as bolhas insistem em surgir independentemente do tipo de meia e de tênis, existem recursos extras para evitar o incômodo. As duas saídas mais comuns usadas pelos corredores são a vaselina e as bandagens.
 
A vaselina é indicada para as áreas do pé onde normalmente ocorre maior atrito (laterais dos dedos, calcanhar) e, com isso, risco mais alto de as bolhas aparecerem. No caso das bandagens, modelos comuns com as pontas colantes, geralmente usadas para curativos simples, são aliados de quem precisa proteger determinada região do pé.
 
De qualquer forma, não há fórmula mágica para prevenir bolhas. Como em muitas situações da corrida, é importante que cada um identifique qual a opção que melhor se encaixa na sua rotina.
 
Meias com finalidade esportiva, por exemplo, costumam funcionar para muitos corredores. Elas geralmente são feitas de tecidos sintéticos, como a poliamida, mais respirável e que não encharca tanto. Peças com elásticos que impedem que a meia seja engolida para dentro do tênis também são uma boa.
 
Por outro lado, há quem corra com a meia de algodão e se sinta adaptado a esse modelo, assim como aqueles que se exercitam sem meia e não sofrem com bolhas. O importante é testar todas as opções e descobrir a que melhor se adequa às suas características.
 
Fontes: Ricardo Nahas, médico do esporte e coordenador do Centro de Medicina da Saúde e do Esporte do Hospital 9 de Julho; Thais Guerreiro, dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica; Rodrigo Lobo; diretor-técnico da Lobo Assessoria Esportiva

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: do dia 27 de dezembro de 2018 ao dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo 
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube