Topo

Como emagreci

Histórias inspiradoras de quem mudou a silhueta


Como emagreci

Ela não curtia malhar, mas fez treino virar hábito e secou 20 kg

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Thamires Andrade

Colaboração para o UOL VivaBem

27/12/2018 04h00

Andressa Romaneli sempre esteve acima do peso e nunca gostou de praticar atividade física. Cansada de viver sem pique para nada, ela resolveu dar uma chance para a academia. Aos poucos, foi tomando gosto pela malhação e começou também a cuidar da alimentação. Resultado: de forma saudável, perdeu 20 quilos e mais de 20% de gordura corporal. Acompanhe aqui a história dela.

"Fui gordinha na infância e na adolescência. Minha genética contribuía e também tinha a questão dos hábitos em casa --meus pais não eram muito de comer alimentos saudáveis e era difícil encontrar salada no almoço, por exemplo. Cresci comendo batata frita, biscoito recheado e hambúrguer. O fato de estar sempre acima do peso me levou a ser sedentária, pois não tinha disposição para fazer exercício. 

Virei adulta e me casei mantendo esses mesmos hábitos: comendo besteiras e nunca me exercitando. Quando meu marido foi transferido para os Estados Unidos por causa do trabalho e me mudei para lá, engordei ainda mais. Naquele país é fácil se alimentar só de coisas calóricas e, como tudo era novidade, queria experimentar tudo o que via no supermercado. Cheguei a pesar 76 kg e acumular 38% de gordura corporal. 

VEJA TAMBÉM:

Meus encontros nos fins de semana com os amigos eram regados a drinques alcoólicos e frituras. Isso quando eles não queriam sair e beber durante a semana também. Resolvi que não dava mais; precisava emagrecer.

Mesmo sem tomar uma atitude, me incomodava estar acima do peso. Até que tive um clique: era muito nova para estar sempre sem disposição para nada.

Me matriculei em uma academia, onde comecei a fazer exercícios aeróbicos. Também assistia a aulas em vídeo na internet e ia criando minhas séries. Aos poucos, fui começando a gostar de malhar. Aquela sensação boa pós-treino não me deixava desanimar, mas faltava ver resultados no corpo. Foi então que percebi que tinha que comer melhor se quisesse fazer valer meu esforço e iniciei a dieta.  

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Mais uma vez, recorri às redes sociais para aprender sobre alimentos saudáveis e como introduzi-los na minha rotina. Claro que não acertei logo de cara, mas só de cortar o fast food de todo fim de semana e passar a comer comida de verdade, feita em casa, fui notando mudanças. Mesmo quando meu marido pedia hambúrguer, eu seguia na dieta. Nessa época, aprendi a preparar vários pratos saudáveis e descobri que eles podem muito bem ser gostosos também. 

Fui evoluindo devagar e vi que eu realmente queria mudar de vida. Tem gente que tira carboidrato e outros nutrientes do cardápio, mas eu não quis fazer nada radical. Foquei em comer alimentos que vêm da terra, sem pesar ou restringir nada, e isso já fez diferença. 

Passei a gostar cada vez mais do meu corpo. Incorporei os hábitos saudáveis de vez na minha rotina quando voltamos para o Brasil, há pouco mais de um ano. Logo que cheguei, procurei uma nutricionista para orientar as quantidades adequadas de proteína, carboidratos e gorduras boas que eu deveria comer. Também comecei a praticar musculação e a mudanças foram acontecendo: diminuí meu percentual de gordura corporal (que chegou a 16%) e ganhei massa magra. Ao todo, emagreci 20 kg

Arquivo Pessoal
Imagem: Arquivo Pessoal

Minha saúde também melhorou. Sempre tive colesterol alto e, comendo certo e treinando, suspendi a medicação que usava. Hoje tenho muita disposição e percebi que nosso corpo é mesmo como um carro: ele vai desempenhar de acordo com o combustível que você coloca nele. Se você consome alimentos gordurosos e pesados, vai ficar menos disposto e mais preguiçoso. 

Como fui tirando gradualmente do cardápio os alimentos gordurosos que comia, hoje não sinto falta de coisas que amava, como pizza

Durante a semana, minha dieta é regrada; no fim de semana, sigo comendo saudável, porém sem me preocupar tanto com quantidades. Se sentir vontade de comer batata frita, por exemplo, eu como. E volto às escolhas mais leves na refeição seguinte. Acredito que é preciso ter equilíbrio. Minha tentação ainda são os doces, então aproveito sábado ou domingo para tomar um sorvete. 

Quando você deseja mudar de vida, começando uma dieta e uma rotina de atividade física, não dá para pensar muito a respeito. Tem que levantar da cama, se vestir e ir para a academia sem demorar, para não correr o risco de desistir e ficar frustrada. Com dedicação e força de vontade, é possível alcançar resultados que antes você não imaginava."

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: do dia 27 de dezembro de 2018 ao dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo 
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Como emagreci