Topo

Como emagreci

Histórias inspiradoras de quem mudou a silhueta


Como emagreci

"Um namoro me fez engordar, mas tive força para perder 16 kg e terminá-lo"

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

Thamires Andrade

Colaboração para o UOL VivaBem

20/09/2018 04h00

Desmotivada e em um relacionamento desgastado, Bruna Valle engordou 15 kg. Mas resolveu mudar de vida quando viu que estava usando roupas maiores que sua mãe. A seguir, ela revela o que fez para emagrecer:

"Desde pequena enfrentei problemas com a balança. Muito por conta da genética da minha família. Todo lado do meu pai é gordinho e grande parte da minha mãe também. Sempre tive ossos largos e pesados.

A luta contra a balança era de fases: quando engordava muito, minha mãe me levava em um nutricionista, eu passava por um processo de reeducação alimentar e emagrecia a ponto de chegar em um bom peso. Mas depois acabava engordando tudo de novo, pois comia demais.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Os doces eram a minha perdição --e ainda são! Sempre fui uma formiguinha. Por volta dos 24 anos, comecei a engordar para valer. Foi durante um relacionamento bem conturbado, que não me fazia nada bem. Fui engordando junto com meu parceiro, sem sentir. Cheguei no meu ápice: 89 kg, sendo que tenho 1,59 m de altura.

Engordei ao todo 15 kg e já estava impactando minha saúde. A ficha para mudar só caiu quando fui comprar uma roupa com a minha mãe. Peguei uma calça 44 com strech e ela não entrava. Minha mãe teve que buscar uma peça 46 e eu chorei no provador, até minha mãe vestia um tamanho menor do que eu.

O mais louco é que não me via obesa como realmente estava. Mas eu me olhei no espelho com a calça 46 justa e pensei que não podia mais viver assim. A partir daquele dia comecei a dieta Dukan, que tem foco em proteínas --hoje, não a recomendo para ninguém, pois é muito restritiva e você deixa de ingerir vários nutrientes importantes para a saúde, mas na época funcionou para mim. Já tinha tentado outros regimes que não funcionaram, mas a mudança no cardápio dessa vez deu um 'choque' e consegui perder 16 kg em oito meses.

Emagrecer foi transformador, pois vi que tinha o poder de mudar o que não era positivo na minha vida. Isso me deu coragem para terminar o relacionamento que estava saturado

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Após esse emagrecimento e romper o namoro, entrei na academia e parei com a Dukan. Fui a um endocrinologista para realizar um check-up, já que fiquei muito tempo fazendo dieta sozinha.

Passei por uma reeducação e comecei comer de forma mais equilibrada, pois a atividade física exige que o corpo esteja bem nutrido. Foi nesse período que aprendi, de fato, a gostar de comer salada e escolher as opções mais saudáveis para. 

Algumas mudanças simples no cardápio fizeram toda a diferença: larguei as frituras, caprichei nos grelhados, troquei a farinha branca por integral e apostei nos carboidratos 'do bem', como a batata-doce. 

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Depois de um tempo, comecei a ter acompanhamento com nutrólogo e segui com a reeducação que teve um impacto muito positiva na minha vida, pois parei de encarar a alimentação saudável como dieta. Passou a ser um estilo de vida. Se você sabe escolher o que comer, tudo fica mais fácil. 

Quando iniciei na academia, fazia muito aeróbico. Depois de um tempo comecei a musculação e fiquei apaixonada por malhar mais pesado. Atualmente, faço treino de força de segunda a sexta-feira e aeróbico de três a quatro vezes na semana. Como tenho um porte físico maior, sempre quero estar mais sequinha e nunca tiro os aeróbicos da rotina.

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Minha dica para quem está querendo iniciar a rotina de exercícios é buscar algo que goste mesmo. Não precisa começar já na musculação. Pode ser caminhada, corrida ou um funcional. Só de inserir algo no seu dia a dia já vai ser melhor do que ficar sedentário. 

Ao todo, perdi 24 kg nessa jornada. E hoje em dia virou natural fazer escolhas mais limpas. Se vou em um japonês, escolho os melhores alimentos possíveis no restaurante, por exemplo. É que eu penso que não vale muito a pena 'estragar' tudo que eu conquistei. Claro que se estou com muita vontade de comer algo, me permito!

UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube