PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Tentando engravidar? Pesquisa diz a hora que o esperma tem melhor qualidade

Uma tática para engravidar é o horário: o sêmen produzido antes das 7h30 tem maior concentrações de espermatozoides - iStock
Uma tática para engravidar é o horário: o sêmen produzido antes das 7h30 tem maior concentrações de espermatozoides Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

16/07/2018 19h27

Quando o assunto é ter filhos, muitos casais fazem mandingas para conseguir engravidar. Antes de seguir conselhos um tanto doidos como pular três vezes ou plantar bananeira, que tal dar uma chance para a ciência?

Pesquisadores da Universidade de Zurique, na Suíça, relataram que os espermatozoides podem ter hora certa para funcionar com sucesso.

Veja também:

Você consegue acordar cedo? De acordo com o estudo, publicado no jornal científico Chronobiology International, o sêmen produzido antes das 7h30 mostra concentrações de espermatozoides significativamente maiores, além de uma contagem total e porcentagem de espermatozoides com morfologia normal maior do que no sêmen produzido em outros horários do dia.

E até a estação do ano importa. Analisando as variações sazonais, os biólogos reprodutivos encontraram um aumento significativo na qualidade dos espermatozoides na primavera. “E notamos uma redução significativa no verão”, disseram ao site IFL Science!.

Os resultados foram constatados após análise de 12.245 amostrar coletadas de 7.068 homens, todos pacientes do departamento de endocrinologia reprodutiva do Hospital Universitário de Zurique, entre 1994 e 2015.

A ideia é usar os resultados para melhorar a taxa de sucesso tanto em concepções naturais quando em procedimentos de inseminação. Mas é necessário fazer algumas ressalvas. Como a pesquisa avaliou apenas espermatozoides de homens que vivem em uma região do mundo, os resultados precisam ser confirmados em grupos mais diversificados.

Além disso, os autores admitem que os resultados podem ter sido impactados por diferenças nos estados de saúde e estilo de vida dos homens, como obesidade e tabagismo, por exemplo, uma vez que esses dados não foram coletados. 

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube

Saúde