Topo

VivaBem


VivaBem

Após uva e melancia, pesquisadores criam tomate sem sementes

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

01/09/2017 13h28

Pesquisadores da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da Universidade de São Paulo (USP), fizeram uma descoberta que poderá facilitar a produção, processamento e consumo de tomates: eles encontraram uma molécula que permite sua frutificação sem a necessidade de sementes e sem alterar a morfologia dos frutos. Algumas variedades de uvas e também as melancias sem caroço que encontramos no supermercado já passam por um tratamento desse tipo.

Versão final do produto - Eder Silva/Reprodução/Jornal da USP
Versão final do produto
Imagem: Eder Silva/Reprodução/Jornal da USP

No caso do tomate, o experimento consistiu na manipulação de uma molécula de RNA (microRNA159), envolvida originalmente na transição da flor para o fruto. Ao mexer com essa partícula, os cientistas conseguiram criar um processo de frutificação do tomate que não culmina no aparecimento de sementes.

A descoberta pode ser posteriormente utilizada para gerar frutos sem sementes em outras culturas ou espécies. Além disso, a boa notícia é que não foi necessária a introdução de agentes químicos--como hormônios--para impedir a formação dessas estruturas.

Mais VivaBem