PUBLICIDADE

Topo

Ágar-ágar ajuda a emagrecer? Entenda melhor o que é este alimento

O ágar-ágar pode ser encontrado em cápsulas (como na foto) ou em pó, para uso culinário - iStock
O ágar-ágar pode ser encontrado em cápsulas (como na foto) ou em pó, para uso culinário Imagem: iStock

Marcelle Souza

Colaboração para o UOL VivaBem

21/09/2018 04h00

Já faz um tempo que o ágar-ágar é queridinho dos veganos, por ser um ótimo substituto da gelatina comum (que tem origem animal). Mas agora o produto, que é derivado de algas, tem ganhado novos entusiastas. Tudo isso por causa da sua versatilidade na culinária, dos benefícios à saúde associados ao alimento e até a promessa de que ele ajuda a emagrecer. Mas será que é isso mesmo?

Para começar, vale entender melhor o que é o ágar-ágar: um produto com aspecto gelatinoso extraído de algumas espécies de algas, que pode ser encontrado em lojas de produtos naturais. A versão em pó é mais usada em preparos culinários, enquanto o produto em cápsulas é mais concentrado e, por isso, pode ser utilizado como suplemento alimentar.

Segundo as especialistas, o item traz benefícios à saúde porque tem fibras, sais minerais (como fósforo, ferro, potássio, cloro e iodo) e possui uma quantidade de proteínas também.

VEJA TAMBÉM:

Ágar-ágar ajuda a emagrecer?

Sozinho, o ágar-ágar não ajuda no emagrecimento. Segundo a nutróloga Marcela Voris, as fibras fazem com que o ágar-ágar ajude quem busca esse objetivo, pois diminuem a absorção de gordura pelo corpo. Além disso, elas atuam estendendo a sensação de saciedade e melhorando o trânsito intestinal, dois efeitos interessantes para quem está de dieta.

Mas só ingerir fibras não adianta: é preciso que o hábito seja acompanhado de prática de exercícios, ingestão adequada de água e uma dieta equilibrada. 

O efeito da saciedade se dá porque parte das fibras é processada no intestino, onde elas formam uma espécie de gel com muitas bactérias importantes para a nossa flora intestinal. Outro ponto importante é que uma dieta rica em fibras (que, entre os alimentos, pode estar o ágar-ágar) está associada ao controle do açúcar e do colesterol no sangue.

Mas eu preciso tomar necessariamente o ágar-ágar para ter esse benefício?

Ágar-ágar em pó - iStock - iStock
Ágar-ágar em pó, para uso culinário
Imagem: iStock

De modo geral, todos os alimentos que possuem fibras têm efeito sobre a saciedade e o trânsito intestinal, além do controle das taxas de açúcar e de colesterol no sangue. Entre eles, estão os grãos e cereais integrais (como arroz, aveia e trigo), os vegetais (por exemplo, agrião, alface, espinafre, rúcula, escarola, couve e abobrinha) e as frutas (como ameixa, maracujá, mamão, melancia e laranja), entre outros.

Além do mais 100 gramas de ágar-ágar em pó possuem 0,5 g do nutriente, de acordo com a tabela nutricional do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). Um pacote contém 6 g do produto, ou seja, 0,03 g de fibras. Já a quantidade de fibras da cápsula varia conforme o fabricante, mas não chega a ter mais de 2 g a cada quatro cápsulas.

Enquanto isso, você encontra quantidades equivalentes e até mesmo maiores de fibras em outros alimentos, como:

  • 2,4 g em 10 unidades de framboesas (38 g)
  • 4,6 g em duas colheres (sopa) de aveia (30 g);
  • 10,5 g em duas colheres (sopa) de chia (25 g).

Lembrando que as fibras da chia também se inflam e formam um gel quando estão em contato com a água, o que é benéfico para o trânsito intestinal. Mas isso só ocorre nos alimentos fibrosos quando acompanhados de boas quantidades de água, ou a fibra pode ter o efeito contrário e causar constipação.

De que forma posso usar o ágar-ágar na culinária?

Gelatina de ágar-ágar com kiwi - iStock - iStock
Imagem: iStock

Como tem função semelhante à gelatina comum, o ágar pode ser usado para preparar coberturas para bolos, cremes, geleias e até queijos vegetais, entre outras receitas. Ele também precisa ser dissolvido em água quente, mas não é preciso levar o ágar-ágar para geladeira, em seguida, para que a mistura endureça.

Outra dica importante é usá-lo com moderação, já que normalmente basta uma pequena quantidade do produto para obter o efeito desejado (veja o exemplo na receita abaixo).

Para a saúde, é bom substituir gelatina por ágar-ágar?

As nutricionistas afirmam que essa substituição vale a pena, porque a gelatina costuma ter altas concentrações de corantes, conservantes e açúcares, que não estão presentes no ágar. Além disso, o segundo tem mais nutrientes e boa concentração de fibras, como já dissemos.

Fontes: Marcela Voris, médica nutróloga da Abran (Associação Brasileira de Nutrologia); Ana Ceregatti, nutricionista clinica especialista em alimentação vegetariana; Astrid Pfeiffer, nutricionista e membro da SBV (Sociedade Vegetariana Brasileira); e Viviane Pereira, nutricionista do Mundo Verde.

Receitas com ágar-ágar

  • Divulgação

    Gelatina de frutas com ágar-ágar

    Essa receita da nutricionista Astrid Pfeiffer é simples de fazer e você pode escolher as frutas que preferir, desde que estejam maduras, para terem um sabor mais doce Leia mais

  • iStock

    Geleias naturais com ágar-ágar

    A culinarista e nutricionista Taise Spolti ensina duas geleias naturais feitas com ágar-ágar, que podem ser feitas com as frutas da estação Leia mais