PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Ronco: o que causa, quais as doenças relacionadas e como tratar

iStock
Imagem: iStock

Priscila Carvalho

Do VivaBem, em São Paulo

27/11/2020 04h00

Motivo de brigas e incômodo para muita gente, o ronco pode ser um sinal de alerta para melhorar sua qualidade de vida. O volume do ronco não quer dizer muita coisa, segundo os especialistas, mas ele pode ocorrer atrelado a muitas doenças ou simplesmente por cansaço.

Muitas vezes, fazendo pequenas mudanças no dia a dia, é possível reverter o problema e ter noites melhores de sono e não atrapalhar quem está dormindo ao seu lado na cama.

Tire as principais dúvidas sobre ronco

O que é o ronco?

O ronco é um barulho provocado pelas vibrações das estruturas de partes moles na garganta e no nariz.

O que significa roncar muito?

Roncar é normal e o barulho em si não indica uma doença ou outro tipo de problema.

Geralmente, o indivíduo pode sofrer com síndrome de apneia obstrutiva do sono, que faz com que ele pare de respirar durante o ronco e emita um som muito mais alto do que o comum.

Às vezes é tão profundo que ocorre um engasgo. Por isso é aconselhado procurar um otorrinolaringologista para tratar o quadro.

Quais doenças podem causar o ronco?

Há muitas doenças que causam o problema. Ele pode ser provocado por obesidade, ganho de peso, aumento das amídalas, rinite, sinusite e até doenças do pulmão. Por isso o ideal é investigar a causa do problema para tratá-lo de forma efetiva.

Quais são os tipos de ronco?

Não existe um tipo de ronco específico. Dentre as classificações, a pessoa pode ter um ronco normal ou apresentar apneia, que pode ter sintomas mais moderados ou intensos.

Vale lembrar que, muitas vezes, ao chegar cansada em casa, a pessoa pode roncar alto e diferente dos demais dias, mas não significa que ela sofre com algum problema.

Como é a cirurgia para parar de roncar?

Na cirurgia é retirado o excesso de tecido (popularmente chamada de carne esponjosa) fazendo com que a pessoa respire melhor. Vale lembrar que esse procedimento é indicado para quem sofre com apneia e, só em últimos casos, já que é bem invasiva.

É interessante tratar também as doenças que podem originar o ronco, como rinite e sinusite.

Tem algum remédio para parar de roncar?

Infelizmente, não há nenhum remédio para o ronco. O ideal é que a pessoa procure tratar o ganho de peso, problemas respiratórios ou use aparelhos específicos para o problema.

O que fazer para acabar com o ronco?

Existem aparelhos que permitem que o indivíduo durma melhor e não ronque à noite. São os chamados CPAP, que funcionam como uma máscara, jogando o ar para dentro do pulmão e fazendo uma pressão positiva. No entanto, ele costuma ser bem caro e difícil de se acostumar ao uso durante as horas de sono.

Caso tenha um ronco leve, a pessoa também pode optar por uma pilha de travesseiro elevada e dormir de lado, melhorando o barulho e sinais do ronco. Já se o quadro for grave e alto, vale tentar investir na perder peso.

Fonte: Fernão Costa, otorrinolaringologista da BP - A Beneficência Portuguesa de São Paulo e Gustavo Mury, otorrinolaringologista do Hospital Cema (SP).

Saúde