PUBLICIDADE

Topo

Verônica Laino

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Quatro atitudes e um suco que vão ajudar você a reduzir o inchaço

iStock
Imagem: iStock
Verônica Laino

Verônica Laino é formada em nutrição pela USP (Universidade de São Paulo), pós-graduada em Nutrição Clínica e Esportiva Funcional e coach de emagrecimento. Trabalhou em clínica particular por sete anos e hoje dedica seu tempo aos seus coachees e a? produc?a?o de conteu?do online, mi?dias sociais e eventos, como forma de alcanc?ar cada vez mais pessoas e ajuda?-las a levar uma vida pra?tica, sauda?vel, balanceada e gostosa.

Colunista do VivaBem

23/03/2021 04h00

Você é do tipo que já acorda inchado ou percebe o problema mais no final do dia? Em dias mais quentes sente que o inchaço piora? Essa retenção excessiva de líquidos pode causar desconforto, indisposição e até dores, principalmente nos membros inferiores.

Uma coisa que precisamos entender é que, em média, 70% do nosso corpo é água —fundamental para processos como a regulação da temperatura corporal, o funcionamento correto dos órgãos, a eliminação de toxinas, a lubrificação de mucosas, condução de nutrientes etc. Quando a água não consegue ser bem absorvida pelo corpo, acaba retida em locais que não deveriam, causando o famoso inchaço.

O maior erro das pessoas que sofrem com essa retenção é reduzir o consumo de líquidos, pois partem do princípio que já têm muito líquido no organismo, só que isso apenas agrava o problema.

Primeiro temos que lembrar que nosso cérebro, intestino e músculo dependem da água para funcionar, se você simplesmente para de beber água na tentativa de reduzir o inchaço, o organismo para de funcionar direito, então o foco nunca é beber menos água, e sim entender a causa deste inchaço.

Movimente-se no dia a dia Para quem passa o dia inteiro sentado, o ideal é fazer pequenas pausas ao longo do dia para levantar e dar uma caminhada, pode ser o simples fato de levantar da cadeira e ir até a cozinha pegar um copo de água ou uma xícara de chá. Isso vai ajudar seu corpo a drená-lo melhor. Coloque um despertador para tocar de hora em hora, assim você não vai se esquecer de fazer essas pausas.

automassagem - iStock - iStock
Imagem: iStock

Faça uma massagem Se mesmo assim perceber que o inchaço insiste, uma drenagem linfática pode ser ótima opção, pois estimula os gânglios linfáticos e ajuda a liberar o líquido retido. Essa drenagem pode ser feita em casa, após o expediente de trabalho com uma automassagem, que além reduzir o estresse vai ajudar o corpo a eliminar os líquidos. Existem diversos vídeos de fisioterapeutas que te ajudam a fazer estes movimentos no corpo.

Alimente-se bem Outro ponto importante é observar se você está fornecendo para seu corpo os nutrientes necessários para que ele consiga levar a água que bebemos todos os dias até os órgãos corretos —e com isso não deixar esta água ser acumulada de forma negativa no nosso corpo. Um bom consumo de legumes, verduras e frutas é essencial. Precisamos consumir em torno de 400 g por dia, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde).

feira - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Claro que alguns alimentos, por conterem mais água na sua composição, podem ajudar ainda mais. Na salada, tente incluir pepino, aipo e chuchu, que têm efeito diurético, ajudando a reduzir a retenção.

Já no café da manhã ou nos lanches intermediários, aposte nas frutas e evite o consumo de farinha branca. As frutas mais indicadas são a melancia, melão, abacaxi, morango e kiwi. Você pode fazer um suco com a fruta ou ainda comê-la picada, acompanhada de sementes como a de girassol e a de abóbora, que também ajudam a reduzir a retenção de líquidos.

Ainda falando na alimentação, é importante lembrar que assim como temos alimentos que melhoram, existem alimentos que pioram muito o quadro. O primeiro nutriente com que devemos nos preocupar é o sódio, que pode estar escondido em muitos alimentos e não apenas no sal. Por exemplo: muitas pessoas não temperam a salada com sal, mas usam aqueles molhos industrializado para temperar salada, que contêm uma quantidade enorme de sódio. Fique atento em alimentos como: temperos prontos industrializados, molhos prontos, salgadinho de pacote, comida congelada e o molho de soja (shoyu) e ultraprocessados em geral. Estes alimentos fazem com que o consumo de sódio ultrapasse o valor ideal do dia e, com isso, você acaba retendo mais líquidos.

Pratique exercícios Por fim, não podemos esquecer do exercício físico, pois ele ajuda a melhorar a circulação sanguínea e com isso reduz a retenção de líquidos. Se puder, priorize atividades como caminhada, corrida, natação, hidroginástica e musculação.

Um bom pré-treino seria um suchá, que e a combinação do chá com o suco de vegetais, assim você ajuda ainda mais o corpo para eliminar estas toxinas.

Suco de beterraba - iStock - iStock
Imagem: iStock

Suchá diurético e vasodilatador

Ingredientes

  • 1 xícara de chá de cavalinha
  • 1/2 xícara de gelo
  • 1/2 beterraba pequena
  • 1 fatia grossa de melancia

Modo de preparo

Bata todos os ingredientes no liquidificador e consuma em seguida. O ideal é tomar a bebida 20 minutos antes do treino.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL