Topo
ANÁLISE

Covid-19 e vacinas: aumento de casos não significa ineficácia dos imunizantes

Mais Roberto Kalil
1 | 25
Roberto Kalil

Colunista do VivaBem

24/05/2021 04h00

Tenho recebido muitas dúvidas sobre o tema 'vacinação contra covid-19'. As mais comuns são: 'se tomei a primeira dose de um laboratório, posso tomar a segunda de outro?', 'se já tomei a segunda dose, porque ainda devo manter as medidas protetivas?' ou, ainda, 'as vacinas são realmente efetivas?'.

Vale ressaltar que as vacinas aprovadas pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) são extremamente eficazes. Os protocolos de aprovação são rígidos. Mas, como se sabe, nenhuma garante 100% de proteção contra a transmissão do vírus - o que não quer dizer que o aumento de casos signifique ineficácia dos imunizantes.

Estas e outras perguntas são respondidas neste vídeo que gravei com o infectologista, professor titular do departamento de moléstias infecciosas e parasitárias da Faculdade de Medicina da USP e pesquisador, Esper Kallas.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Comunicar erro

Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Covid-19 e vacinas: aumento de casos não significa ineficácia dos imunizantes - UOL

Obs: Link e título da página são enviados automaticamente ao UOL