PUBLICIDADE

Topo

Paola Machado

Seu ano começou cheio de promessas? Está na hora de estabelecer metas reais

iStock
Imagem: iStock
Paola Machado

Paola Machado é formada em educação física, mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutora em ciências da saúde (foco em fisiopatologia da obesidade e fisiologia da nutrição) pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre exercícios, nutrição e saúde. CREF: 080213-G | SP

Colunista do UOL

02/02/2021 04h00

Mês de fevereiro chegou e muitas pessoas começam a ter agora a sensação de que o "ano começou". Logo, muitos planos começam a pairar na mente: o começo de uma dieta, a retomada dos exercícios físicos (mesmo que esteja em casa pela pandemia), a leitura de um livro, o início de um curso, enfim, são muitas as coisas que você realmente desejou...

Só que para muitos estes desejos ficaram para trás, às vezes pela falta de prioridade ou pela dificuldade em estabelecer objetivos reais. Para outros, a dificuldade vem em renunciar as suas preferências, entre tantas outras justificativas ou explicações. Você sabe que não precisa se acostumar com esta sensação de "impotência", não é mesmo?

Com a pandemia, a rotina de grande parte das pessoas mudou drasticamente, o que fez aumentar os casos de depressão, ansiedade, ganho de peso, entre outras questões.

Falando de dietas, muitas pessoas acabaram por transferir as frustrações e preocupações nos alimentos, comendo sem limites e buscando conforto nas refeições, porém, com o início do ano e com a chegada da vacina, o aumento da esperança e positividade vem e, com ela, aquela vontade de investir novamente na saúde e no bem-estar.

Tenho percebido no consultório que grande parte das pessoas buscam o emagrecimento, mas o que falaremos agora se aplica a qualquer campo da sua vida. Te proponho um desafio um pouco diferente e que sirva de inspiração para dar o primeiro passo.

Feche os seus olhos e pense com muita determinação em qual peso e/ou forma física pretende chegar; reflita sobre esta imagem e aproveite a sensação que este "imaginar" te causa —curta este momento, mas a seguir reconheça por que você não chegou nem perto.

Não falo isto para que você se sinta frustrado, mas simplesmente para não seguir o mesmo caminho, traçando uma nova rota a partir de agora e, principalmente, aprendendo com as experiências anteriores.

Após fechar os seus olhos e pensar firmemente no seu desejo, abra-os e escreva numa folha em branco tudo o que deve fazer para alcançar o seu desejo (sim, você sabe, acredite!).

Quando o assunto é alimentação, sabemos quais são os nosso maiores deslizes ou dificuldades, mas normalmente é difícil pararmos e refletirmos a respeito, por isso é importante fazer este "exercício" num momento só seu, traçando metas realistas para que consiga de maneira mais clara persegui-las de forma obstinada, sendo verdadeiro com você e com os seus pensamentos.

Pense que a grande aliada que temos em todos os grandes desafios é a nossa motivação, para isto ela deve ser cultivada. Entenda que ao longo do processo você certamente passará por algumas frustrações ou insucessos e muitas vezes, recaídas, mas isso não desvaloriza a sua caminhada, pelo contrário, te faz aprender e melhorar. Não deixe de tentar nunca.

O importante é respirar fundo, gostar da trajetória e se preparar para colher os frutos. Veja se você se identifica com a situação abaixo:

"Naquele dia, Sandra acordou pensativa e assustada... Ontem, recebeu o resultado de alguns exames de rotina e se assustou ao vê-los: colesterol e triglicérides altos, cansaço, dificuldade para fazer exercícios. Poxa, pensou, mas sou tão jovem e já estou assim."

Você está na mesma situação da Sandra? Se a sua resposta é sim, pense que você tem caminhos possíveis a seguir (não existe o certo ou o errado, mas, sim, aquele que você escolhe).

O primeiro, é continuar vendo apenas as dificuldades e pedras no caminho, pensando que não consegue atingir os seus objetivos e lidar com o fracasso e frustrações mais uma vez, entrando num círculo vicioso que desmotiva e te faz ir cada vez mais fundo nessa situação, perdendo a chance de desenvolver todo o potencial que você tem e melhorar a sua saúde e qualidade de vida.

Porém, se você compreendeu a necessidade da mudança e está pensando que pode valer a pena investir nela, parabéns. Acredite nesta vontade, buscando apoio e ferramentas para atingir os seus objetivos, inclusive com profissionais que te aconselhem e te ajudem nesta caminhada.

Não deixe essa vontade passar; rapidamente busque apoio de uma equipe especializada sem o medo de ser julgado e sem se julgar, e corra atrás de suas metas persistindo cada vez mais, tomando consciência de sua capacidade.

*Colaboração da nutricionista comportamental Samantha Rhein (Unifesp).

Referências:

Esperidião, AV. et al. Rev. Psiq. Clín 35 (2); 55-65, 2008

Zak, PJ, 2018. The neuroscience of high-trust organizations. Consulting Psychology Journal: Practice and Research. 70(1): 45-58.