PUBLICIDADE

Topo

Paola Machado

Usar joelheira faz bem ou mal à saúde dos joelhos? Veja o que é mito

iStock
Imagem: iStock
Paola Machado

Paola Machado é formada em educação física, mestre em ciências da saúde (foco em fisiologia do exercício e imunologia) e doutora em ciências da saúde (foco em fisiopatologia da obesidade e fisiologia da nutrição) pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). Atualmente, atua como pesquisadora, desenvolvendo trabalhos científicos sobre exercícios, nutrição e saúde. CREF: 080213-G | SP

Colunista do UOL

06/10/2020 04h00

Dores nos joelhos são queixas comuns, sendo um dos principais motivos que levam as pessoas a procurarem por assistência médica. O joelho pode ser lesionado de várias formas por ser vulnerável ao trauma direto ou indireto, além de ser sobrecarregado por excesso de carga ou uso inadequado.

O uso de joelheiras pode ser considerado bastante comum, afinal, você certamente já viu algum atleta ou até mesmo alguém no seu dia a dia fazendo uso delas.

Mas antes de investir em uma como a solução dos problemas, é importante entender os mitos em torno do seu uso.

O que é mito sobre o uso de joelheiras

1. Usar joelheira é sempre maléfico aos seus músculos

Mito. Não se preocupe até que a ciência prove o contrário. Vários estudos demonstram que, na realidade, a utilização da joelheira é muito bem-vinda em pacientes que apresentam dores nos joelhos.

2. A joelheira é a solução de todos os meus problemas no joelho

Mito. Um dos seus papéis mais importantes é no que diz respeito à cinesiofobia (medo do movimento) —já falamos sobre ela na semana passada— Quem sente dores, geralmente fica inseguro em realizar atividades básicas da rotina e atividades esportivas.

Informação importante: a ciência comprova que todo quadro de dor costuma gerar o que chamamos de inibição artrogênica, mas o que seria isso? De forma resumida, é uma inibição muscular causada por um processo inflamatório ou de quadro doloroso articular.

3. A joelheira pode ser um adjuvante no meu tratamento

Verdadeiro. O tratamento padrão-ouro em casos de osteoartrose ou dor anterior no joelho é o fortalecimento muscular, principalmente do quadríceps e grupos musculares do quadril. Para se ter ideia, Raone Daltro, fisioterapeuta especializado em ortopedia, explica a linha de tratamento desses pacientes para a melhora do quadro álgico: "É preciso um ganho de ao menos 35% da força do quadríceps e 45% para garantir ganho na capacidade funcional. A joelheira pode auxiliar em reduzir a dor ou medo, permitindo esse trabalho de força".

4. Usar joelheira no caso de osteoatrose diminui a dor de forma permanente

Depende. Há evidências que com a joelheira há considerável redução de dor se comparado aos pacientes que não a usam. Lembre-se que o tratamento envolve o fortalecimento muscular adequado.

5. Há uma joelheira ideal para ser utilizada?

Não existe um modelo ou marca de joelheira ideal, o mais importante é que ela não tenha o orifício no meio. Estudos comparando o uso de joelheiras com orifício e sem, já apontam melhores efeitos na dor e na capacidade funcional na velocidade de caminhada entre os pacientes que utilizavam a joelheira sem o orifício.

A joelheira pode ser benéfica quando bem indicada. Lembre-se que cada caso é um caso e que é preciso um profissional de fisioterapia para avaliar sua articulação. As joelheiras são apenas coadjuvantes de um tratamento mais completo e amplo.

*Colaboração Dr. Raone Daltro, fisioterapeuta e professor da Clínica La Posture e Dra. Renata Luri, fisioterapeuta e doutora pela Unifesp.

Referências:

- Alshaharani. M. S, et al. Comparison of protonics? knee brace to sport cord on knee pain and function in patients with patellofemoral pain syndrome: a randomized controlled trial. J Sport Rehabil. V.30, 2019.

- Priori. L. B, et al. Two Weeks of Wearing a Knee brace compared with minimal Intervention on kinesiophobia at 2 and 6 weeks in people with patellofemoral pain: A randomized controlled trial. Arch Phys Med Rehabil; V.101, n.4. 2020.

- Nemitalla. M. C, et al. Effects of a Knee Brace With a Patellar Hole Versus Without a Patellar Hole in Patients With Knee Osteoarthritis: A Double-Blind, Randomized Controlled Trial. Sage Journals. V.30, 2019.

- Sinclair. J. K, et al. Influence of a knee brace intervention on perceived pain and patellofemoral loading in recreational athletes. Clin Biomech. V.37, n.7, 2016.

-Sprouse RA, McLaughlin AM, Harris GD. Braces and Splints for Common Musculoskeletal Conditions. Am Fam Physician. 2018 Nov 15;98(10):570-576. PMID: 30365284.

- Thoumie. P, et al. Effect of unloading brace treatment on pain and function in patients with symptomatic knee osteoarthritis: the ROTOR randomized clinical trial. Sci Rep. V.8, 2019.

- Wilson. N. A, et al. Effect of bracing on dynamic patellofemoral contact mechanics. The Journal of Rehabilitation Research and Development. V.47, n.6, 2010.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL