PUBLICIDADE

Topo

Larissa Cassiano

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

'Esqueci o anticoncepcional, e agora?' Calma, veja o que pode ser feito

Priscila Barbosa
Imagem: Priscila Barbosa
Conteúdo exclusivo para assinantes
Larissa Cassiano

Larissa Cassiano é médica ginecologista e obstetra, especializada em gestação de alto risco pela USP (Universidade de São Paulo). Fez residência médica na Maternidade de Vila Nova Cachoeirinha (SP), uma das maiores do Brasil, referência em parto humanizado no SUS e em gestação de alto risco.

Colunista do UOL

24/08/2021 04h00

Atire a primeira pedra quem nunca esqueceu o anticoncepcional, ainda que apenas por algumas horas. Utilizar medicações por um longo período, como é o caso dos anticoncepcionais, mesmo com o hábito pode ser possível que vez ou outra o esquecimento aconteça, mas e aí, o que fazer nesse momento?

Antes de tudo, é relevante dizer que aqui seguirão informações gerais, que nenhum método contraceptivo é 100% eficaz, o esquecimento aumenta a possibilidade de falha e independente dos dados, cada ciclo deve ser avaliado individualmente, isso é extremamente importante.

  • Anticoncepcionais orais

A inibição da ovulação tende a ocorrer no primeiro ciclo de uso da medicação. Por conta disso, o início do uso deve ser feito no primeiro dia do ciclo, ou seja, primeiro dia da menstruação. Podendo ser iniciado do segundo ao quinto dia, porém neste caso o preservativo deve ser associado até o sétimo dia de uso.

Se o esquecimento ocorrer dentro de 12 horas, o medicamento deverá ser tomado o mais rápido possível e o seguinte deverá ser mantido no horário, mesmo que isso signifique tomar 2 comprimidos no mesmo dia e no período de 7 dias o preservativo deve ser associado.

Alguns fabricantes preconizam que no caso de esquecimento de um comprimido por mais de 24 horas, dois comprimidos devem ser utilizados e os demais devem seguir normalmente. Neste caso consultar a bula e o ginecologista são as melhores formas para o uso correto.

Já os esquecimentos superiores a 24 horas na primeira semana do anticoncepcional com relações sexuais na semana anterior ao esquecimento podem resultar em gestação, neste caso converse com o ginecologista.

Se ocorrer vômito ou diarreia até 4 horas após tomar o anticoncepcional, os demais devem ser utilizados sem atraso e o preservativo deve ser associado.

  • Adesivo

É composto por 3 adesivos que devem ser trocados a cada 7 dias com pausa de uma semana sem adesivo. O primeiro deve ser iniciado nas primeiras 24 horas do primeiro dia do ciclo.

Em caso de esquecimento na primeira semana do adesivo, a proteção não é garantida e um novo ciclo deve ser iniciado.

Se esquecer o adesivo entre a semana 2 e 3 por um ou dois dias, o próximo deve ser aplicado imediatamente sem a necessidade de métodos adicionais.

Acima de dois dias, a proteção não está garantida, um novo ciclo deve ser iniciado com associação de outro método de barreira por 7 dias.

  • Anel contraceptivo

Deve ser utilizado nas primeiras 3 semanas do ciclo seguido de uma semana de pausa sem o anel.

Se o período sem o anel for superior a 7 dias, um novo anel deve ser inserido imediatamente e durante 7 dias outro método deve ser associado.

Caso ocorra algum problema ou em caso de retirada do anel por mais de 3 horas, ele deve ser recolocado imediatamente e outro método deve ser associado por 7 dias.

  • Injeção anticoncepcional mensal

Deve ser aplicada a cada 30 dias. Em caso de esquecimento da nova aplicação superior a 3 dias, a eficácia fica comprometida e o preservativo deve ser associado.

  • Injeção anticoncepcional trimestral

Deve ser aplicado a cada 90 dias, nos casos de esquecimento por até 14 dias a sua eficácia se mantém, porém, após esse período, é necessário associar outros métodos como preservativo.

Apesar de todas as orientações é sempre importante conversar com o seu ginecologista. Em caso de dúvida sobre a eficácia, associe outro método como preservativo ou diafragma.

Lembrando que o esquecimento está associado a redução da eficácia e algumas situações de esquecimento que fogem à regra talvez não tenham uma resposta exata sobre que caminho seguir ou a taxa de eficácia, nesses casos associar outro método e reiniciar em um novo ciclo pode ser uma opção.

Gostou deste texto? Comentários, críticas e sugestões podem enviar email para dralarissacassiano@uol.com.br.

Referências:

Contracepção injetável trimestral / Progestin-only injectable contraception. Panisset, Karen; Giordano, Mario Vicente; Giordano, Luiz.

Femina ; 43(suppl.1): 27-30, 2015.

Finotti, Marta Manual de anticoncepção / Marta Finotti. — São Paulo: Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), 2015.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL