PUBLICIDADE

Topo

Fernando Guerreiro

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Consistência, ritmo, força... 5 pontos importantes para você correr melhor

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Fernando Guerreiro

Fernando Guerreiro é formado em educação física e especializado em treinamento funcional. Atleta amador, já completou ultramaratonas e triatlos, e é também head coach da We Move Brasil, equipe de treino especializada em desenvolver um estilo de vida saudável e transformador.

Colunista do VivaBem

20/09/2021 04h00

Semana passada, falei sobre como os tênis com placa de carbono podem ajudar atletas velozes a correrem mais rápido. Lá, deixei claro que essa tecnologia não beneficia a maioria dos atletas amadores e, como os calçados são caros, para correr melhor muitas vezes vale muito mais investir em alguns cuidados básicos no treino —-que são gratuitos e só dependem do seu esforço. Hoje, vou comentar sobre eles.

1 - Tenha consistência e consciência no treino

A corrida é um esporte extremamente justo. Os resultados conquistados quase sempre são proporcionais ao esforço e regularidade no treino. Se você treinar cinco vezes por semana, por exemplo, vai ter resultados muito melhores do que se treinar três —obviamente, para isso acontecer, o treino tem que ser bem planejado e elaborado por um profissional de educação física.

Além disso, é importante ter a consciência de que os resultados não vêm da noite para o dia. Dependendo do nível do atleta, é preciso meses e às vezes anos de consistência e disciplina nos treinos para evoluir. A falta de consciência sobre isso pode trazer uma pressão e cobrança por resultados imediatos, que você ainda não está pronto para atingir. Não deixe o senso de urgência destruir a sua evolução.

2 - Descubra e respeite seu ritmo

Evite comparar os resultados do seu treino com o de outras pessoas —e até de copiar o treino delas. Cada corredor tem seu objetivo, sua capacidade física, sua velocidade e sua experiência na corrida.

O treino deve ser individualizado e você deve respeitar o que foi determinado: nada de acelerar para tentar ultrapassar aquele cara que passou correndo mais rápido, por exemplo, pois isso pode atrapalhar o seu treino. Você pode ficar cansado antes da hora e não completar a distância planejada. Ou ficar dolorido demais e perder o treino do dia seguinte.

Descobrir e respeitar seu ritmo é a chave para você ser constante na corrida. Cada sessão trará a você a sensação de conquista e crescimento. Porém, se estiver executando um treino que não é ideal para sua temporada, logo você se frustrará ou se lesionará.

3 - Faça exercícios educacionais

São exercícios chaves para você melhorar seu ritmo e sua técnica. Podem ser feitos no momento do aquecimento ou como um treino paralelo, em outro dia. Praticar exercícios educacionais de corrida promove melhor consciência do seu corpo e gesto motor, trará melhor postura e técnica. Isso naturalmente melhora sua performance e diminui o gasto energético, reduzindo a fadiga ao correr, o que permitirá a você forçar mais nos treinos.

Eu já mostrei aqui na coluna 5 exercícios educativos que podem ajudar você a correr melhor.

4 - Faça exercícios fortalecimento

Se os educacionais são chave, os exercícios de fortalecimento são como as peças do quebra-cabeça se encaixando: você começa a descobrir durante o seu treino de corrida os músculos que doem mais, as regiões do corpo que sofrem com fadiga excessiva, e esses são sinais de que você deve fazer um treino de fortalecimento específico.

Esse trabalho de força (musculação, treino funcional etc.) é importante para o corpo suportar as exigências da corrida e você evoluir, tornando-se capaz de fazer treinos cada vez mais fortes.

Um cuidado aqui é com a carga e o volume do treino. Lembre-se que o treino de força não pode atrapalhar os treinos de corrida —ninguém melhora na corrida fazendo musculação cinco vezes na semana e correndo uma, por exemplo.

5 - Respeite o descanso e alimente-se adequadamente

Se você acha que descansar é igual a ser preguiçoso, cuidado. Seu corpo precisa de descanso para recuperar as fibras musculares que foram estressadas no treino. Se você não quer ter um dia totalmente off na semana, invista em outras atividades bem diferentes da corrida (nadar, por exemplo).

A alimentação também é importante. Cuidado com o pensamento de que já que treinou você pode comer tudo o que quiser —sim, você tem liberdade para isso. Porém, seu corpo precisa dos nutrientes certos para se recuperar. Uma alimentação de má qualidade pode não oferecer os nutrientes que o corpo precisa e comprometer sua evolução. Consulte-se com um nutricionista, que irá elaborar um cardápio adequado para suas necessidades e objetivos.

Esses cinco pontos ajudarão você a se manter focado no seu objetivo e se exercitando de forma consciente e consistente, o que vai diminuir os riscos de lesões e aumentar sua performance.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL