PUBLICIDADE

Topo

Elânia Francisca

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Camisinha externa e camisinha interna: vamos atualizar nosso vocabulário?

iStock
Imagem: iStock
só para assinantes
Elânia Francisca

Elânia Francisca é psicóloga, especialista em gênero e sexualidade e mestra em educação sexual. Realiza atividades educativas, consultoria e supervisão nas temáticas de gênero, sexualidade e direitos sexuais e reprodutivos.

Colunista do UOL

01/07/2022 04h00

As reflexões e estudos sobre sexualidade estão em constante movimento, e o ideal é que sempre se movam para a direção que contemple todas as existências e valorizem o direito ao desenvolvimento sexual saudável.

Existem pessoas que ficam preocupadas, ou até mesmo irritadas, sempre que é proposta a mudança de nomenclaturas relacionadas às sexualidades, mas é importante saber que essas mudanças estão baseadas em debates, estudos e diálogos constantes sobre as melhores formas de respeitar todo mundo.

Vocês devem se lembrar que houve um tempo em que falávamos DST (Doenças Sexualmente Transmissíveis), e hoje nós dizemos IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Essa mudança de nome foi importante para compreendermos que as infecções podem ser transmissíveis mesmo não manifestando sintoma ou sinal de adoecimento.

O mesmo acontece com o termo "pílula do dia seguinte", que chamamos de pílula ou comprimido de emergência, já que com o termo anterior muita gente acreditava que só poderia tomar o medicamento no dia seguinte ao ato sexual sem preservativo.

Então é importante saber: as mudanças de nomenclaturas sempre acontecem para melhorar nossa comunicação em sexualidade.
Dito isso, vamos nos atualizar sobre as camisinhas.

Você já deve ter ouvido os termos "camisinha feminina" e "camisinha masculina", mas é importante exercitarmos falar "camisinha interna" e "camisinha externa". Isso porque as camisinhas ditas "femininas" podem ser usadas por pessoas que têm vagina e essas pessoas podem ser homens transgênero, mulheres cisgênero, pessoas ovariadas* não-bináries e de gênero fluído.

É importante destacar que as camisinhas internas também são usadas por pessoas que desejam fazer sexo anal, dessa forma, todo mundo que tem ânus e sente prazer na penetração anal pode usar a camisinha interna.

O mesmo acontece com a camisinha dita "masculina". Não faz sentido usarmos esse termo, já que essa camisinha pode ser usada por qualquer pessoa que tem pênis, ou seja, mulheres transgênero, homens cisgênero e pessoas testiculadas** não-bináries e de gênero fluído.

Então qual é a melhor forma de falar?

Os termos mais respeitosos e coerentes para as camisinhas são:

  • Camisinha interna: para vaginas e ânus.
  • Camisinha externa: para pênis.

* Pessoas ovariadas são todas as pessoas que nasceram com útero e ovários.
** Pessoas testiculadas são pessoas que nasceram com testículos e pênis.