PUBLICIDADE

Topo

Edmo Atique Gabriel

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Você já sentiu fraqueza? Não deixe para lá e saiba o que pode ser

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Edmo Atique Gabriel

Professor livre-docente na Unilago (União das Faculdades dos Grandes Lagos), palestrante, especialista em cirurgia cardiovascular com aprimoramento em centros como Harvard Medical School e Cleveland Clinic e pós-graduado em nutrologia médica pela Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

Colunista do VivaBem

28/08/2021 04h00

Acredito que seja impossível alguém dizer que nunca sentiu fraqueza. Pode ser que esta sensação de fraqueza tenha sido interpretada de formas muito variadas, como sendo um mal-estar, um estado de prostração ou uma sensação de paralisação dos músculos. De qualquer forma, não seria nada absurdo reunir todas estas percepções num cenário único de fraqueza.

A questão crucial seria na verdade destrinchar este cenário e efetivamente conseguir vislumbrar tantas vertentes que podem conduzir a uma sensação simples e comum de fraqueza. Desta forma, poderíamos conceituar a fraqueza como sendo qualquer situação na qual as forças físicas e mentais tornam-se escassas ou até ausentes.

Entendam bem isto: sentir fraqueza pode ser uma sensação no âmbito físico, como quando não conseguimos forças para subir uma escada, ou no âmbito mental, quando nossa memória e raciocínio falham de forma ostensiva.

Vocês conseguem se lembrar das circunstâncias que cercaram sua sensação de fraqueza mais recente? Onde você estava, o que estava fazendo, qual era o período do dia, você acordou cansado(a)? Vejam que inúmeras variáveis podem estar influenciando esta sensação de fraqueza.

Na tentativa de buscar respostas lógicas para as fraquezas simples e as fraquezas complexas, trago para vocês algumas situações. Procurem refletir e avaliem em quais destas situações vocês já se enquadraram.

Situação 1

Você resolve emagrecer e mudar seu estilo de vida. Para isto, você foca na prática intensa de atividades físicas, períodos prolongados de jejum e dietas muito restritivas. Embora seja uma questão muito individual, muitas pessoas podem não suportar toda esta restrição e esforço físico e acusar a falta de um suporte energético mais consistente.

Situação 2

Você está apresentando problemas hormonais, sobretudo relativamente a sua tireoide, mas não se atenta a esta possibilidade e não faz a dosagem periódica dos hormônios tireoidianos no sangue. O hipotireoidismo, condição caracterizada pela queda do nível de hormônios tireoidianos, pode refletir-se num estado de profunda indisposição e prostração diante de todas as demandas da nossa rotina.

Situação 3

Quando o coração fica "fraco", a gente vai sentir fraqueza também. Considerando que nosso coração funciona como um motor que bombeia sangue para todo nosso corpo, não há como sentir fraqueza mediante a falha deste motor. Situações como infarto do coração, arritmias e insuficiência cardíaca podem contribuir para esta sensação de fraqueza.

Situação 4

Perder o apetite pode estar relacionado com alguma infecção em atividade. No caso de uma pneumonia bacteriana por exemplo, ocorre a liberação de grande quantidade de toxinas em nossa circulação, as quais prejudicam nossa digestão e também agem em nosso cérebro inibindo nosso apetite natural. Sem uma alimentação mínima diária, não tem como ficar disposto e produzir adequadamente.

Situação 5

Começar a perder peso muito rápido e sentir muita fraqueza, mesmo aparentemente mantendo seu padrão alimentar. Diante deste cenário, devemos pensar em alguma doença que esteja consumindo nossas reservas. O câncer sempre será o protagonista e o principal suspeito neste cenário.

Situação 6

A insônia e a fraqueza convivem muito bem; a questão é que quem tem estes dois problemas não consegue conviver bem no seu dia a dia e executar minimamente suas atividades laborais e físicas. O sono reparador garante o descanso, a renovação das energias e promove uma melhor imunidade. Quem enfrenta a insônia, precisa buscar tratamento, não somente pela intensa fraqueza que se exacerba, mas principalmente pelos riscos de desenvolver doenças graves e debilitantes.

Situação 7

Em meses de calor intenso, fazer atividade física ao ar livre exige muita hidratação e uma alimentação bem consistente. Isto porque o calor excessivo provoca desidratação e queda da pressão arterial (hipotensão), deixando as pessoas com sensação de fraqueza durante a maior parte do dia.

Situação 8

Uma mulher pode apresentar muita fraqueza quando ocorre mudanças em seu ciclo menstrual, principalmente se a perda de sangue for acentuada e prolongada.

Situação 9

Deficiência de vitaminas e alguns micronutrientes, como o zinco e o selênio, pode comprometer nosso metabolismo, dificultando as reações químicas necessárias para produzir energia ao corpo. Isto gera fraqueza e prostração para executar atividades profissionais e físicas.

Situação 10

A fraqueza está mais relacionada aos movimentos que o corpo faz contra a gravidade. Observem bem isto: quando levantamos um peso estando na posição horizontal (deitado), notem que o movimento torna-se mais difícil e gera fadiga muito precocemente. Uma pessoa que fica pendurada em uma barra de ferro e, portanto, tenta não tocar no chão pelo maior tempo possível, começa a sentir fadiga ou mais fraqueza por estar lutando contra a força da gravidade. Assim, vejam que a fraqueza também pode ser uma manifestação de uma luta contra a força da gravidade.

Procure ajuda médica

Quem sente fraqueza, seja ela física ou mental, não deveria permitir que este quadro se prolongue e se torne extremamente limitante.

Num primeiro momento, deve-se tentar compreender quais as circunstâncias que envolvem esta sensação de fraqueza e tentar fazer uma autoavaliação quanto a alguns hábitos de vida, como padrão de alimentação, qualidade do sono, intensidade das atividades físicas etc.

Após esta primeira etapa de análise, será fundamental uma avaliação médica para excluir a existência de doenças e, caso alguma seja diagnosticada, iniciar de imediato o tratamento.

Sentir fraqueza não é sinônimo de estar cansado pura e simplesmente, pode ser algo mais sério, mais comprometedor, e somente uma abordagem precoce poderá resultar na contenção efetiva deste processo.

Não tenham medo nem vergonha de manifestar que estão sentindo fraqueza e de buscar ajuda, explicações e tratamento para inibir a progressão e piora deste quadro.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL