PUBLICIDADE

Topo

Edmo Atique Gabriel

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

10 situações do cotidiano que podem fazer a sua pressão cair

A chamada pressão baixa pode causar tontura e um tremendo mal-estar - iStock
A chamada pressão baixa pode causar tontura e um tremendo mal-estar Imagem: iStock
Edmo Atique Gabriel

Professor livre-docente na Unilago (União das Faculdades dos Grandes Lagos), palestrante, especialista em cirurgia cardiovascular com aprimoramento em centros como Harvard Medical School e Cleveland Clinic e pós-graduado em nutrologia médica pela Abran (Associação Brasileira de Nutrologia).

Colunista do UOL

06/02/2021 04h00

Existem diferenças nítidas entre as pessoas quanto a alguns parâmetros, como estatura, peso, flexibilidade e força. Alguns destes parâmetros podem ser modificados e aprimorados, enquanto outros são constitucionais como é o caso da estatura.

Da mesma forma, analisando alguns aspectos não tão tangíveis do nosso corpo, como sensibilidade a dor, adaptação a modificações de temperatura e capacidade de suportar tempo prolongado em jejum, notamos que existe muita variabilidade entre as pessoas.

Algumas sensações podem aparecer conjuntamente e indicar uma queda súbita da pressão arterial. Suor frio, visão turva, sensação de desmaio e náuseas constituem, quando associados, uma situação clássica de hipotensão arterial ou queda dos níveis pressóricos.

Certos hábitos ou circunstâncias do nosso dia a dia podem desencadear este conjunto de sintomas e consequentemente indicar que a pessoa está experimentando por alguns minutos as agruras da hipotensão arterial.

Acredito que todos nós, sem nenhuma exceção, já vivenciamos alguma das situações descritas abaixo e realmente sentimos muito mal-estar, imaginando que fôssemos desmaiar. São situações do cotidiano, aparentemente inofensivas, que acarretam bastante incômodo devido ao impacto nos níveis de pressão arterial.

Situação 1

Exame de sangue - kukhunthod/IStock - kukhunthod/IStock
Imagem: kukhunthod/IStock

Seu médico solicita uma série de exames bioquímicos e você precisa cumprir um período de 10 a 12 horas de jejum até a hora da coleta de sangue. No momento da retirada do sangue, você se impressiona com a seringa, agulha e aquele ambiente frio da sala de coleta. Começa a transpirar profusamente, um suor gélido, além de sentir fraqueza, visão turva e sensação de desmaio.

Situação 2

Você está enfrentando um dia de trabalho muito intenso, não consegue se alimentar, abdicando do café da manhã e do almoço. No final do dia, começa a sentir muita tontura, vontade excessiva de ficar deitado, tremores e falta de disposição física. A memória e o raciocínio tornam-se lentos e confusos.

Situação 3

Dor na privada/ Força para ir ao banheiro/ Prisão de ventre - iStock - iStock
Imagem: iStock

Você enfrenta quase que diariamente uma condição muito desagradável chamada constipação intestinal ou "intestino preso". Este problema está presente em muitas pessoas, em decorrência de hábitos alimentares, fatores hormonais e aspectos psicológicos. A constipação intestinal costuma afetar principalmente o sexo feminino. Na ânsia de fazer o intestino funcionar, as pessoas executam esforços evacuatórios bem intensos e quase desmaiam durante estas tentativas frustradas.

Situação 4

Você está dentro de um avião que acabou de decolar. Você sente que o avião está subindo para atingir a altitude de cruzeiro mas, durante este percurso, o piloto executa muitas manobras para desviar de nuvens e encontrar a direção certa. Você apresenta transpiração gélida, as mãos pálidas e umedecidas e náusea.

Situação 5

Montanha-russa Takabisha, ao lado do Monte Fuji, no Japão - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Você resolve visitar um parque de diversão e se aventurar em alguns equipamentos que fazem subir e descer muito acentuadamente, mudam a posição do corpo subitamente, executam movimentos como girar rapidamente e ficar de ponta-cabeça. Em meio a todos estes movimentos, você vivencia sensações desconfortáveis como tonturas, fraqueza e sensação de desmaio.

Situação 6

Você se aventura em uma partida de futebol com os amigos, ao meio-dia, sob um sol escaldante. Num determinado momento, você decide correr uma distância longa em alta velocidade para tentar alcançar a bola. Após este esforço, você sente tudo girando ao seu redor, palidez e mal-estar intenso.

Situação 7

médicos; cirurgia; medicina - iStock - iStock
Imagem: iStock

Você é médico e, como sua especialidade é cirurgia, costuma enfrentar procedimentos que duram mais de 6 horas, permanecendo praticamente de pé e na mesma posição por todo este tempo. Além de tudo isso, por estar paramentado e em condições assépticas, não consegue se alimentar, ingerir líquidos e inclusive inibe suas necessidades fisiológicas. Ao longo deste período prolongado em posição estática, algumas sensações incômodas aparecem como tonturas, visão turva e muita fraqueza.

Situação 8

Você está dormindo, são 3 horas da manhã e de repente o telefone começa a tocar. Você acorda subitamente e, ao atender, recebe a notícia de um acidente grave envolvendo um familiar. Você entra em estado de choque e começa a transpirar profusamente, sentir dor de estômago, náuseas e sensação de desmaio.

Situação 9

Você costuma sentir palpitações no coração e alguém te falou ou você leu em algum lugar que os médicos utilizam uma massagem no pescoço para acalmar os batimentos. Mesmo não sendo médico(a), mesmo sem saber o que está fazendo, você resolve fazer por conta própria esta massagem na região frontal do pescoço. À medida que faz esta manobra, começa a sentir um mal-estar estranho, parecendo que está perdendo a força e consciência.

Situação 10

Você tem o hábito de levantar bruscamente da cama ou do sofá, ou também agachar e levantar muito rapidamente. Toda vez que executa algum movimento semelhante a estes, sente que tudo ao seu redor começa a girar, sua visão fica turva, sente náusea e tem de se apoiar em alguma superfície para não cair.

Entenda como prevenir-se

A estabilidade do fluxo sanguíneo dentro de nossas veias e artérias depende de alguns fatores como nossa alimentação, hidratação, posição de nosso corpo, nível de estresse físico e emocional. As estruturas orgânicas que controlam nosso equilíbrio estão relacionadas também a estabilidade de nossa pressão arterial. E quando se destaca o conceito de equilíbrio, devemos ter em mente tanto a questão postural como a questão fisiológica.

Uma mudança intensa em nossa postura corpórea, causada pelo chacoalhar de um avião, por um equipamento de diversão ou até mesmo por um ato precipitado de "pular da cama", pode ocasionar a queda acentuada de nossa pressão arterial e alguns sintomas muito limitantes como transpiração gélida, fraqueza, tontura e mal-estar.

Situações de estresse físico, como durante um esforço evacuatório intenso ou uma atividade física sem preparo alimentar e hídrico, e de estresse emocional, como durante a coleta de sangue para exames bioquímicos ou quando se recebe uma notícia muito marcante, podem ocasionar também quedas consideráveis nos níveis pressóricos.

As dez situações descritas acima representam algum tipo de efeito negativo sobre a estabilidade do fluxo sanguíneo em nosso corpo, sobretudo o fluxo comunicante entre coração e cérebro. Deste eventual desequilíbrio de fluxo, resultam os sintomas como tontura, náuseas, fraqueza e sensação de desmaio.

Algumas pessoas são mais propensas ou mais sensíveis a esta queda dos níveis pressóricos, mediante esforços físicos, estresse e mudanças na posição corporal. Em geral, não é uma situação grave ou alarmante, mas seria prudente compartilhar estas ocorrências com seu médico e buscar algumas orientações preventivas.

Normalmente, não há necessidade de utilizar medicamentos para prevenir estas ocorrências desagradáveis. Medidas relativamente simples como não negligenciar os limites de nosso corpo, no tocante a necessidade de nutrientes, água e vitaminas, pode ser o primeiro passo na prevenção desta queda súbita e acentuada da pressão arterial.

Além disso, ao conhecer os limites de seu corpo, seria interessante evitar deslocamentos ou mudanças muito acentuadas da postura corporal, incluindo as circunstâncias mais usuais do cotidiano como agachar e levantar da cama.

Também seria prudente não realizar massagens na região frontal do pescoço e evitar traumas nesta região, pois neste local estão presentes estruturas que comunicam o coração e o cérebro e participam do controle do equilíbrio corpóreo.

Enfim, precisamos compreender que esta sensibilidade a quedas acentuadas da pressão arterial varia muito entre as pessoas e também conhecer quais os fatores desencadeantes desta ocorrência. Dessa forma, fica mais fácil prevenir por meio de hábitos simples e também por um periódico apoio de especialistas da área da saúde.

Para saber mais sobre a saúde do coração, me acompanhe no Instagram: @edmoagabriel.