Suga colesterol, extrai açúcar e reduz risco de câncer: os benefícios do tremoço para a saúde

Por Thais Szegö

O tremoço, apreciado desde o Império Romano, é uma leguminosa rica em proteínas e fibras, proporcionando saciedade.

iStock

Encontrado geralmente em conserva, deve-se ter cautela devido ao possível alto teor de sódio.

iStock

Rico em fibras (7,5g a cada 100g), auxilia na formação do bolo fecal e facilita o trânsito intestinal.

iStock

As fibras aumentam a saciedade, contribuindo para a redução do consumo alimentar, e o tremoço é baixo em calorias (90 calorias em 100g).

iStock

Com baixo índice glicêmico, ajuda a evitar picos de glicose, sendo benéfico para controlar o nível de glicose no sangue.

iStock

Combate o excesso de LDL, o colesterol "ruim", possivelmente alterando a produção hepática dessa substância.

iStock

Rico em proteínas, estimula a formação de tecidos, sendo uma opção para vegetarianos.

iStock

Antioxidantes presentes no tremoço combatem os radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce.

iStock

Antioxidantes demonstraram atuar contra tumores, oferecendo possível proteção contra câncer.

iStock

Combinação de diminuição do colesterol, antioxidantes e ácidos graxos insaturados favorece a saúde do coração.

iStock

Rica em cálcio, contribui para o desenvolvimento e manutenção do esqueleto, beneficiando ossos e dentes.

iStock

Vitaminas do complexo B no tremoço oferecem energia extra, melhorando a memória e combatendo a depressão.

iStock

O tremoço deve ser cozido e em conserva para evitar intoxicação, sendo vendido geralmente pronto para consumo.

iStock

A casca, rica em fibras, atua como probiótico, mas pode causar gases, e a salmoura usada na conserva é rica em sódio.

iStock

Pode ser consumido como aperitivo ou substituir outras leguminosas. A farinha de tremoço é uma opção versátil e saudável em diversas receitas.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 10 de novembro de 2023.