Suga açúcar do sangue e elimina colesterol: os benefícios do alho para saúde

Por Chloé Pinheiro

O alho, apreciado na medicina popular, possui benefícios comprovados por estudos científicos, contendo compostos fitoquímicos sulfurados e não sulfurados.

Istetiana/Getty Images

A alicina, responsável pelo odor característico, e flavonoides são destacados, junto com o mineral selênio, conferindo propriedades antioxidantes aos bulbos de alho.

ZenShui/Laurence Mouton/Getty Images/PhotoAlto

Estudos indicam que o consumo diário de alho reduz entre 10% e 15% do colesterol total e/ou LDL em adultos, sendo coadjuvante em tratamentos convencionais.

iStock

Pesquisas mostram que o alho impacta positivamente os níveis de glicose, sugerindo melhorias no transporte de glicose e redução de complicações do diabetes.

iStock

O alho, conhecido como vasodilatador, está associado à redução da pressão arterial, embora mais estudos sejam necessários para confirmar totalmente esse efeito.

iStock

A ação antioxidante do alho beneficia o endotélio das artérias, reduzindo marcadores de aterosclerose e controlando a agregação plaquetária, fatores protetores para a saúde cardiovascular.

iStock

Estudos observacionais sugerem que compostos sulfurados do alho podem estar associados à redução do risco de câncer, embora mais pesquisas sejam necessárias para compreender completamente esse benefício.

iStock

Apesar de algumas propriedades antimicrobianas, não há evidências suficientes para afirmar que o alho previne ou cura gripes e resfriados.

iStock

Recomenda-se consumir um dente de alho por dia, cru, triturado ou picado, para aproveitar os benefícios. O uso em suplementos também é eficaz, mas deve ser discutido com um profissional de saúde.

ZenShui/Laurence Mouton/Getty Images/PhotoAlto

O alho pode ser indigesto para algumas pessoas, e seu excesso pode afetar a coagulação sanguínea. Consultar um profissional de saúde é essencial, especialmente em situações pré ou pós-operatórias.

iStock

Além do alho, outros alimentos, como cebola, alho-poró, cebolinha, brócolis e couve-flor, oferecem benefícios semelhantes. A diversificação na alimentação é essencial para a saúde.

Paolo Martinez Photography/Getty Images

O consumo seguro de alho in natura, crua, é de cerca de 10 g. Suplementar deve ser feito com orientação profissional. A transformação da alicina pelo calor em receitas tradicionais mantém benefícios.

Ferñando Prado/Unsplash

O alho, apesar de seu sabor marcante, oferece uma variedade de benefícios à saúde comprovados por estudos científicos, tornando-se uma adição valiosa à dieta quando consumido de maneira equilibrada e consciente.

Istetiana/Getty Images

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 23 de novembro de 2023.