Reduz gordura na barriga, elimina colesterol no sangue e amplia imunidade: os benefícios do iogurte à saúde

Por Diana Cortez

Fonte de Proteínas: 200 g de iogurte natural contêm cerca de 8 g de proteínas, essenciais para a manutenção e construção de tecidos corporais e recuperação pós-treino.

iStock

Controle de Peso: O iogurte ajuda a manter a saciedade por mais tempo devido à digestão lenta das proteínas, sendo útil em dietas para perda de gordura corporal.

iStock

Saúde do Coração: O consumo regular de iogurte está associado à redução da gordura abdominal, ajudando a controlar a pressão arterial, o colesterol e a resistência à insulina.

iStock

Saúde Intestinal: Os probióticos presentes no iogurte, como Bifidobacterium e Lactobacillus, promovem um ambiente intestinal saudável, melhorando a digestão e a absorção de nutrientes.

iStock

Fortalecimento do Sistema Imunológico: Probióticos no iogurte ajudam a manter a barreira intestinal contra patógenos, reforçando a imunidade e reduzindo inflamações sistêmicas.

Getty Images

Nutrientes para os Ossos: Uma xícara de iogurte fornece quase metade das necessidades diárias de cálcio, além de fósforo, potássio e magnésio, essenciais para ossos e dentes saudáveis.

iStock

Apoio à Saúde Mental: O iogurte contém vitaminas do complexo B, que ajudam na memória, processos cognitivos e retardam o declínio cognitivo em idosos.

iStock

Recuperação Física: A combinação de carboidratos e proteínas no iogurte é benéfica para a recuperação após exercícios físicos.

iStock

Ingestão Diária Recomendada: Consuma uma porção de 200 ml de iogurte por dia para garantir a ingestão de cálcio, ou duas porções para quem não consome leite.

iStock

Versatilidade na Dieta: O iogurte pode ser consumido no café da manhã, lanche, combinado com mel, granola, frutas, ou usado como ingrediente em receitas de bolo, molhos, patês e pães.

Lucas Lima/UOL

Intolerância à Lactose: Pessoas com intolerância à lactose devem optar por iogurte sem lactose para evitar sintomas como inchaço, gases e diarreia.

iStock

Doenças Autoimunes: Produtos lácteos podem agravar sintomas em doenças como Crohn e colite ulcerativa; consulte um profissional de saúde para orientações adequadas.

iStock

Para mais informações, acesse VivaBem.

iStock
Publicado em 21 de junho de 2024.