PUBLICIDADE

Topo

Viagem

Roteiros internacionais


Flórida oferece turismo selvagem e encontro com jacarés de mais de 3 metros

Já imaginou ver bem de perto os famosos aligátores? Na Flórida selvagem isso é possível  - Damon On Road/Unsplash
Já imaginou ver bem de perto os famosos aligátores? Na Flórida selvagem isso é possível Imagem: Damon On Road/Unsplash

Andrea Miramontes

Colaboração para o UOL

09/02/2020 04h00

Esqueça a Flórida das compras e parques de diversão. O Estado norte-americano, queridinho dos brasileiros, também oferece roteiros em que a vida selvagem é protagonista.

São várias as reservas naturais e áreas preservadas com animais nativos e nada de zoológicos ou cativeiros. Aqui, a ideia é ver animais livres em pântanos, rios e ilhas.

Cara a cara com jacarés

O animal mais celebrado do roteiro é um dos mais antigos moradores do destino, os aligátores - o jacaré norte-americano, que pode passar dos três metros e dos 200 quilos.

Pensando nesses números, o que acha de remar ao lado destes excelentes nadadores, em rios e mangues?

Aligátor no Parque Nacional Everglades - Unsplash
Aligátor no Parque Nacional Everglades
Imagem: Unsplash

Além do famoso Parque Nacional Everglades, reserva pantanosa gigante no sul do Estado, outros lugares oferecem essa experiência.

Ilha Sanibel

O local fica a cerca de três horas de carro de Miami e abriga a reserva de animais selvagens J.N. Ding Darling National Wildlife Refuge.

Com 21 quilômetros quadrados de pântanos e trilhas, a atração tem entrada é gratuita para observar os jacarés americanos livres no maior ecossistema de manguezais dos Estados Unidos.

Vista aérea do J.N. Ding Darling National Wildlife Refuge - Divulgação/Visit Florida
Vista aérea do J.N. Ding Darling National Wildlife Refuge
Imagem: Divulgação/Visit Florida

Durante a visita, que pode ser feita a pé, de bike ou com o transporte da reserva, você pode topar com um jacaré atravessando seu caminho na estrada que corta o mangue. E não há cercas. Afinal, você está na casa deles.

Caso dê de cara com o animal, a regra é fotografar de longe e nem sonhar em chegar perto, por questões de segurança. Atraí-los com alimentos, por exemplo, pode acarretar uma multa que passa os R$ 2 mil (US$ 500).

Placa avisa sobre multa para quem alimentar os enormes aligátores - Andrea Miramontes
Placa avisa sobre multa para quem alimentar os enormes aligátores
Imagem: Andrea Miramontes

Palm Beaches

A uma hora de Miami, a região de 39 cidades é mais conhecida pelos restaurantes descolados e hotéis luxuosos, mas o lugar tem praias preservadas e é rico em vida selvagem.

A aventura a remo acontece no Riverbend Park, uma reserva natural na cidade de Jupiter, com mais de 10 quilômetros de trilhas para caminhadas e bike. O parque é cortado pelo Loxahatchee River, onde os jacarés moram.

Jacaré americano, em Loxahatchee - Divulgação
Jacaré americano, em Loxahatchee
Imagem: Divulgação

Topar com um aligátor no rio dá um gelo na espinha, mas, na verdade, os animais nem se interessam por humanos em uma área tão rica em vida selvagem. Em outras palavras, há muita coisa melhor para comer.

Passeio de caiaque para observação de aligátores e mais animais em Palm Beaches - Andrea Miramontes
Passeio de caiaque para observação de aligátores e mais animais em Palm Beaches
Imagem: Andrea Miramontes

Anfitriões mais pacíficos

Além dos aligátores, outros animais podem ser observados bem de perto na costa da Flórida é possível ver esses animais livres.

Captiva e Sanibel, onde está o parque dos jacarés, também são rodeadas por golfinhos, que podem ser vistos em famílias de mais de 10 animais brincando no mar durante passeios.

Golfinhos chegam bem perto dos humanos em Captiva - Divulgação/Visit Florida
Golfinhos chegam bem perto dos humanos em Captiva
Imagem: Divulgação/Visit Florida

Já em Punta Gorda, na região de Charlotte, os mamíferos brincalhões acompanham aos saltos os passeios de caiaque e stand-up paddle dos turistas que vão à praia de Don Pedro Island State Park. Este local, um espetáculo à parte, já que é inabitado e atrai visitantes atrás de uma bela paisagem, além de uma caça por dentes de tubarão na areia, além de conchas coloridas.

Além dos golfinhos, outro destaque é o encontro com os gigantes manatees, espécie de peixe-boi norte-americano ameaçado de extinção e que chega a três metros e pode pesar 450 quilos.

Manatees livres em Crystal River - Divulgação/Visit Florida
Manatees livres em Crystal River
Imagem: Divulgação/Visit Florida

Crystal River, a uma hora e meia de carro de Orlando, é um dos poucos lugares no mundo onde é possível nadar com estes animais livres, no seu habitat. Como em todo turismo com animais selvagens, não pode tocar, beijar e nem alimentar.

Os impressionantes animais ainda podem ser vistos livres ao redor das águas transparentes de Peanut Island, ilhota localizada na região de Palm Beaches. A pequena ilha inabitada é rodeada de peixinhos e estrelas-do-mar, além de abrigar iguanas que se exibem tomando sol nas pedras.

Peanut Island, na região de Palm Beaches - Divulgação
Peanut Island, na região de Palm Beaches
Imagem: Divulgação

Abrigo misterioso

O local só é acessado por barco ou caiaque. São 10 minutos de remada do continente. Não há casas, mas só um curioso bunker criado pelo presidente John F. Kennedy em 1961. Trata-se de um abrigo a prova de bombas nucleares, perigo mais temido durante a Guerra Fria.

A dúvida, que dificilmente será resolvida, é uma fofoca sobre Marilyn Monroe, atriz que teve um caso com o ex-presidente. Todos querem saber se a atriz realmente usava o abrigo nuclear como esconderijo para passar noites ao lado do amante.

Roteiros internacionais