PUBLICIDADE

Topo

Viagem

Roteiros nacionais


Guia de Tiradentes: explore uma das mais belas cidades coloniais do Brasil

Vista de Tiradentes com destaque para a Matriz Santo Antonio - Alberto Lopes
Vista de Tiradentes com destaque para a Matriz Santo Antonio
Imagem: Alberto Lopes

Mari Campos

Colaboração para o UOL

11/01/2020 04h00

Herdeira do ciclo do ouro brasileiro, Tiradentes é uma das cidades históricas mais bem preservadas do Brasil.

Após o final de seus dias de glória, a cidade só começou a florescer para o turismo nos anos 80, limitou a circulação de carros, proibiu os grandes ônibus de excursão de trafegarem no centro histórico e hoje atrai (e apaixona) turistas do país e do mundo.

Em clima de "volta no tempo" das ruas estreitas com calçamento de pé de moleque, charretes, igrejas barrocas, casario colonial foi incorporado pelas pousadas, restaurantes, lojas de design e museus. E tudo isso com o paredão da Serra de São José sempre à vista, que além de emoldurar cenário, também é base para passeios de aventura.

Casario colonial atrai turistas de todo o mundo à pequena cidade mineira de Tiradentes - Agência Brasil
Casario colonial atrai turistas de todo o mundo à pequena cidade mineira de Tiradentes
Imagem: Agência Brasil

Outro chamariz da localidade é seu rico e variado calendário de eventos, com festivais que vão do design à gastronomia, além de grandes encontros de comunidades como a de motociclistas.

A vida noturna, que pode ser bem animada durante tais festejos, sabe ser também romântica com a iluminação branda e amarelada que o centro histórico adotou.

O QUE FAZER

Para explorar o centro histórico, calce sapatos confortáveis e aventure-se pelas adoráveis ruas, vielas, ladeiras e becos da cidade sem pressa. Algumas das ruas mais estreitas escondem o casario mais bonito.

IGREJAS

Matriz Santo Antonio, em Tiradentes - Alberto Lopes
Matriz Santo Antonio, em Tiradentes
Imagem: Alberto Lopes
Das muitas igrejas de Tiradentes, belas e riquíssimas em história, a Igreja Matriz de Santo Antônio (R. Padre Toledo, 2 - Centro) e a Nossa Senhora do Rosário dos Pretos (R. Direita, s/n - Centro) são imperdíveis.

Vale também subir a colina até a igreja São Francisco de Paula (Praça São Francisco de Paula), que já serviu de cenário para diversas produções do cinema e da TV - e de onde se tem uma das mais espetaculares vistas da cidade e da Serra de São José.

PASSOS

Mas vale a pena prestar atenção também nos "passos" da cidade, ou "passinhos" (como são chamados localmente), que são pequenas capelas construídas no século 18 em diferentes cantos do centro histórico, com lindas portas coloniais coloridas. Cada um deles retrata um dos passos da paixão de Jesus Cristo e eles são abertos somente durante a Semana Santa.

MUSEUS

Ganham destaque na cidade os museus Sant'Ana (R. Direita, 93, R$ 5, quarta a segunda), que reúne diferentes imagens de Santa Ana, mãe de Maria, na antiga prisão da cidade, com emocionante curadoria; o Museu da Liturgia (R. Jogo de Bola, 15, R$10, quinta a segunda), único na América Latina com esta temática, reúne mais de 400 peças dos séculos 18 ao 20, além de diversas instalações audiovisuais e multimídia; e o Museu Casa Padre Toledo (R. Padre Tolêdo, 158, R$ 10, terça a domingo), onde aconteceram diversas reuniões durante a Inconfidência Mineira.

É também imperdível a visita ao Instituto Mario Mendonça (Praça das Mercês, 149, grátis, segunda a sábado), que reúne obras de artistas como Di Cavalcanti, Volpi, Iberê Camargo, Cândido Portinari e Tarsila do Amaral, além enorme acervo de obras do próprio Mário Mendonça, com temática sacra. A visita é gratuita mas é obrigatório reservar antes.

Ao lado da cidade de Tiradentes , o ecoturismo domina a Serra de São José - Dalton Cipriani
Ao lado da cidade de Tiradentes , o ecoturismo domina a Serra de São José
Imagem: Dalton Cipriani

TRILHAS

A Serra de São José é cenário para diversas trilhas de duração e nível de dificuldade diferentes. Agências de turismo, como a Estrada Real, promovem distintos tours guiados pela Serra, além de diversos outros passeios na cidade e região.

MARIA FUMAÇA

Maria Fumaça, em Tiradentes - Alberto Lopes
Maria Fumaça, em Tiradentes
Imagem: Alberto Lopes
Aos finais de semana (e também às quintas-feiras em alguns períodos do ano) uma Maria Fumaça liga Tiradentes a São João del Rey em um lindo passeio de 40 minutos. Os horários não são fixos, então vale consultar no site oficial a tabela vigente para a sua visita. Na estação em Tiradentes, a Maria Fumaça é girada manualmente por funcionários para mudar o sentido da rota de 12 quilômetros pela Estrada de Ferro Oeste Minas. Vale sentar à direita do trem para não perder as montanhas da Serra de São José ladeando o passeio.

MAIS ATRAÇÕES

Vale espiar também o Largo das Forras, de onde partem os passeios de jardineira, e o icônico chafariz de São José.

ONDE FICAR

As pousadas de charme, instaladas em casarões coloniais ou novas construções que reproduzem a beleza da arquitetura colonial, são marca registrada de Tiradentes. Em todas elas, espere farto café da manhã mineiro e delicados chás da tarde incluídos na diária).

Casario colonial do centro histórico é aproveitado por pousadas de charme e comércio de Tiradentes, em Minas Gerais - Agência Brasil
Casario colonial do centro histórico é aproveitado por pousadas de charme e comércio de Tiradentes, em Minas Gerais
Imagem: Agência Brasil

Na entrada da cidade, a Pequena Tiradentes tem um dos mais famosos cafés da manhã de Tiradentes.

No centro histórico, há diversas opções de hospedagem de qualidade, das pousadas mais clássicas às mais moderninhas: Solar da Ponte, Armazém26 e Alma Serra.

Mais afastadas do centro, outras pousadas de charme investem pesado em boa mesa e serviço para conquistar os clientes:

Solar da Serra, que tem a piscina mais bonita da cidade, com vista panorâmica para Tiradentes e a Serra, e Aromas da Montanha, com varanda perfeita para o pôr do sol e serviço superpersonalizado, com apenas dez quartos.

ONDE COMER

Prato do restaurante Viradas do Largo, em Tiradentes - Divulgação
Prato do restaurante Viradas do Largo, em Tiradentes
Imagem: Divulgação

Tiradentes é terra de mesa farta e boa comida. E a quantidade de excelentes restaurantes na cidade só aumenta a cada ano, com opções para qualquer tipo de orçamento ou paladar.

Tradicional comida mineira:

Estalagem do Sabor

R. Min. Gabriel Passos, 280, terça a domingo.

Ora Pro Nobis

Tv. do Chafariz, 2, terça a domingo.

Viradas do Largo

R. do Moinho, 11, terça a domingo.

Cozinha criativa:

Tapioca Maria Bonita

Rua Direita, 232, quarta a domingo

Mia

R. Direita, 176, terça a domingo.

UaiThai

Mistura as culinárias mineira e tailandesa no seu menu.

R. Padre Tolêdo, 157, terça a domingo.

Casazul

Mexicano

(R. da Cadeia, s/n, terça a domingo.

Cultivo

Vegano

R. Jogo de Bola, 2-28, terça a domingo.

Via Destra Ristorante

Italiano

R. Direita, 156, terça a domingo.

Premiados:

Pacco&Bacco

R. Direita, 166, segunda a sábado.

Angatu

R. da Cadeia, 38, quarta a domingo.

Tragaluz

R. Direita, 52, quarta a segunda.

ONDE COMPRAR

Foi-se o tempo em que Tiradentes era lugar apenas para comprar doces mineiros. A veia criativa da cidade trouxe um verdadeiro boom de bons lugares para levar para casa não apenas itens gastronômicos da melhor qualidade como também roupas, calçados e peças de decoração.

Compotas e geleias de Tiradentes, em Minas Gerais - Getty Images
Compotas e geleias de Tiradentes, em Minas Gerais
Imagem: Getty Images

Comidinhas:

Jane's Apple

Uma mistura de loja e café que tem o melhor café da tarde da cidade. O carro chefe da casa são as maçãs cobertas com as mais criativas misturas, mas a casa é também craque no café, nos bolos e no pão de queijo, e vende belos itens de decoração. Vai lá: R. São Francisco de Paula, 48, quarta a segunda.

Marcas Mineiras

Mistura loja de decoração e café, com belos espaços indoor e outdoor. Vai lá: R. Sra. das Mercês, 49, aberta todos os dias,

Para levar para casa:

Ouro Canastra

Vende os melhores queijos (como o premiado Queijo da Lúcia), geleias e outros quitutes mineiros

R. Direita, 205 A, todos os dias.

As lojas de roupas, acessórios e artesanato local estão espalhadas pelas casas coloniais de Tiradentes - Getty Images
As lojas de roupas, acessórios e artesanato local estão espalhadas pelas casas coloniais de Tiradentes
Imagem: Getty Images

Para peças de roupa, calçados, pequenos objetos de décor e acessórios criativos:

Ave Maria

R. Resende Costa, 4, aberta todos os dias

Daniela Karam

R. Direita, 26, quinta a terça-feira

Grata à Luz

R. Direita, 168, terça a domingo

Cervejas artesanais e cachaças:

TremBier

R. Direita, 224

Cachaçaria Mazuma

Rua São Bento, 300, quinta a terça

Com mais tempo na cidade, vale dedicar uma manhã para conhecer as lojas de artesanato mineiro do distrito de Bichinho, no município vizinho de Prados. Ali, quem viaja com crianças encontra também a Casa Torta (R. Moisés Pinto de Souza, 446, quarta a domingo, a partir de R$ 15), um espaço lúdico imperdível.

VIDA NOTURNA

Mesmo nos períodos mais pacatos, Tiradentes tem sempre ótimas opções para curtir a noite de maneira descontraída e com boa música, em pleno centro histórico. Entre elas: Templários (R. Silvio Vasconcelos, 115-137, todos os dias) e a Biroska Santo Reis (R. da Cadeia, 18, todos os dias), ambos com ótimos drinques e petiscos noite adentro.

Entrepôt du Vin, que oferece carta variada de vinhos em taça, além de boas opções em destilados também. Vai lá: R. Direita, 205, todos os dias.

COMO CHEGAR

DE AVIÃO

Tiradentes não conta com aeroporto próprio. Os dois mais próximos são o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte (Confins), a cerca de 230 quilômetros da cidade, e o Aeroporto de Juiz de Fora (Zona da Mata), a 170 quilômetros de Tiradentes.

DE ÔNIBUS OU CARRO

Mas é possível também chegar à cidade de carro ou em ônibus, a partir de várias cidades brasileiras (geralmente com baldeação compulsória na vizinha São João del Rey. São cerca de 3h30 de viagem desde Belo Horizonte e 7h desde São Paulo.

Uma vez em Tiradentes, o carro pode ser útil para visitar distritos vizinhos como Bichinho.

CIRCULANDO

A melhor maneira de conhecer Tiradentes, em Minas Gerais, é mesmo à pé - Shutterstock
A melhor maneira de conhecer Tiradentes, em Minas Gerais, é mesmo à pé
Imagem: Shutterstock
A melhor maneira de explorar o centro histórico é a pé. Para sair à noite, há ampla oferta de táxis na cidade.

QUANDO IR

Para quem quer encontrar a cidade cheia, finais de semana, feriados, festas de final de ano e as semanas dos grandes eventos - como a Mostra de Cinema em janeiro, o Tiradentes em Cena em maio, o Tiradentes Vinho e Jazz em junho ou o Festival de Cultura e Gastronomia em agosto - são os períodos mais concorridos. Mas vale saber que, por isso mesmo, os valores de hospedagem costumam subir nessa época. Entre novembro e março costuma chover mais na cidade, o que pode atrapalhar alguns passeios.

Roteiros nacionais