Topo

Viagem

Roteiros nacionais


Dia da Consciência Negra: passeios bate-volta para fazer nas capitais

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

18/11/2019 04h04

O Dia da Consciência Negra, no dia 20 de novembro, cairá em uma quarta-feira neste ano. Ou seja, serão apenas 24 horas de folga bem no meio da semana, o que impede a realização de viagens muito longas.

Este tempo, entretanto, é suficiente para você realizar um belo passeio pela capital do seu Estado (desde que, logicamente, ela esteja entre as cidades brasileiras que aderem ao feriado, que não é nacional).

A seguir, veja roteiros turísticos que podem ser feitos em um período de um dia nas principais capitais do país onde haverá folga no próximo 20 de novembro.

Rio de Janeiro (RJ)

Getty Images
Imagem: Getty Images

A capital fluminense é uma cidade que, em menos de 24 horas, consegue encantar facilmente os visitantes com suas belezas.

Comece seu dia curtindo o sol na praia do Leblon e fazendo uma agradável caminhada pelo calçadão que leva à praia de Ipanema e ao Arpoador, de onde se tem uma visão incrível do Morro Dois Irmãos.

De lá, caminhe mais um pouco até Copacabana, parando no famoso Forte de Copacabana e admirando, do local, a panorama da mais famosa praia carioca.

Em todo este trajeto, dê vários mergulhos no mar e, depois de voltar ao seu hotel para se trocar, se mande para o Cristo Redentor ou o Pão de Açúcar - que oferecem vistas inesquecíveis da Cidade Maravilhosa.

O final do dia pode ser celebrado com um chope bem gelado em algum boteco típico da Lapa ou de Santa Teresa, duas das regiões mais boêmias do Rio de Janeiro.

São Paulo (SP)

Getty Images
Imagem: Getty Images

Apesar de seu tamanho monstruoso e trânsito infernal, a capital paulista tem atrativos que podem ser conhecidos em um período de um dia.

Na parte da manhã, vale a pena fazer uma longa caminhada pelo centrão da Pauliceia, onde você irá admirar cartões-postais como o Theatro Municipal, o Viaduto do Chá, a Praça da Sé e o Largo São Bento.

Na hora em que a fome bater, caia para a (relativamente próxima) região da Liberdade, point para provar deliciosas receitas orientais que os paulistanos tanto amam.

Dali, com o metrô, é fácil chegar à Avenida Paulista, onde se localizam o Masp, o lindíssimo (e pouco explorado) Parque Trianon e diversos shopping centers.

E o final da tarde merece ser passado no Parque do Ibirapuera, com suas áreas verdes capazes de fazer qualquer um esquecer que está em uma das maiores metrópoles do planeta.

Quer curtir um happy hour depois de tudo isso? Vá, então, para a região de Pinheiros, que concentra uma infinidade de bares e restaurantes para todos os tipos de público.

Florianópolis (SC)

Getty Images
Imagem: Getty Images

Há previsão de sol para o próximo dia 20 de novembro. Isso significa que é necessário aproveitar algumas das lindas praias que existem na capital catarinense.

A praia do Santinho, por exemplo, localizada na parte norte de Floripa, tem mar agitado que atrai surfistas, o horizonte marcado por dunas e uma extensa areia fofa onde você vai querer se esticar e passar o dia inteiro pegando um bronze.

Para um pouco mais de glamour, vá a Jurerê Internacional, praia frequentada por jovens bonitões e rodeada por restaurantes, barzinhos e lojas chiques.

A cidade também abriga a linda região histórica de Santo Antônio de Lisboa, com monumentos como a Igreja Nossa Senhora das Necessidades (erguida por volta de 1750) e ótimos restaurantes de comida portuguesa. É um ótimo lugar para a hora do almoço.

E, para curtir um visual incrível da cidade, visite o Mirante do Morro da Lagoa, com vista privilegiada para a Lagoa da Conceição e parte da praia da Joaquina.

Belo Horizonte (MG)

Getty Images
Imagem: Getty Images

Apesar de ser uma das maiores metrópoles do Brasil, a cidade mineira não perde seu clima de cidade agradável e, em alguns aspectos, bem tranquila.

Prove isso ao realizar um passeio na linda região que circunda a Lagoa da Pampulha: é lá que fica, por exemplo, a célebre Igreja São Francisco de Assis, com projeto assinado por Oscar Niemeyer.

Após uma caminhada nesta área verde, você pode ir até a região central de BH para explorar o Mercado Central, recheado de lojas vendendo delícias mineiras, como queijos, doce de leite e cachaças.

Não muito longe dali fica o Parque Municipal Américo Renné Giannetti, com árvores centenárias, lago e alamedas para uma bela caminhada.

Tampouco deixe de ir à fotogênica Praça da Liberdade (adornada por palmeiras imperiais) e ao Parque das Mangabeiras (um pouco mais afastado), que oferece mirantes excelentes para o cenário urbano de Belo Horizonte.

E a cidade é também célebre por causa de seus inúmeros botecos: alguns dos melhores deles estão na boêmia região da Savassi.

João Pessoa (PB)

Getty Images
Imagem: Getty Images

A capital paraibana é um dos mais agradáveis centros urbanos do Nordeste: um lugar que ainda preserva um clima pacato e uma atmosfera ideal para quem quiser relaxar durante uma folga do trabalho.

Lá é possível começar o dia admirando o primeiro nascer do sol do Brasil continental, a partir da Ponta do Seixas (um evento imperdível na cidade paraibana).

Depois, é só continuar passeando pelas praias locais, como Cabo Branco, Tambaú e Manaíra (as três são conectadas por um calçadão).

Na área, não faltam quiosques para provar a água de coco da Paraíba, considerada, por muitos, a melhor do Brasil.

E, se o mar cansar, vale muito a pena ir até o centro histórico, no qual se destaca o Centro Cultural São Francisco (que remonta ao século 16 e abriga lindas igrejas de estilo barroco-rococó) e o Largo de São Frei Pedro Gonçalves, onde fica o Hotel Globo, hoje um espaço cultural com um mirante ao ar livre para o rio Sanhauá.

À noite, a orla da praia de Tambaú costuma ficar bem animada: volte lá para tomar algumas caipirinhas e saborear petiscos.

Goiânia (GO)

Getty Images
Imagem: Getty Images

A cidade está longe de ser a mais turística das capitais do Brasil, mas guarda atrativos bem legais para um passeio de um dia.

Entre os destaques da cidade estão suas lindas áreas verdes, como o Parque Vaca Brava (no nobre Setor Bueno) e o Bosque dos Buritis, cheio de lagos.

No coração da urbe, a Praça Doutor Pedro Ludovico Teixeira (também conhecida como Praça Cívica) abriga o Palácio das Esmeraldas, sede do governo goiano e um belo exemplar da arquitetura art déco que marca esta área da cidade.

E, para ainda continuar na pegada arquitetônica, visite o Centro Cultural Oscar Niemeyer, com diversas edificações projetadas por Oscar Niemeyer.

Na hora de comer, não deixe de provar o arroz com pequi, um fruto do cerrado de sabor e aromas fortíssimos que é extremamente típico por aqui.

Manaus (AM)

Getty Images
Imagem: Getty Images

A cidade é muito usada como porta de entrada para longas viagens pela selva amazônica, mas merece um pouco mais do tempo do turista.

Seu grande cartão-postal é o famoso Teatro Amazonas (na foto, inaugurado no final do século 19 e, talvez, o mais lindo edifício desta metrópole).

A edificação pode ser admirada durante uma caminhada pelo centro de Manaus, onde também se localiza o Palacete Provincial (também do século 19 e com uma bela arquitetura eclética).

Logicamente, há diversas áreas verdes interessantes na cidade, como o Jardim Botânico (recheado de espécies amazônicas) e o Bosque da Ciência, com quase 13 hectares e animais da fauna amazônica.

A partir de Manaus, turistas fazem passeios de barco para ver de perto o encontro das águas dos rios Negro e Solimões. Atividade imperdível.

Cuiabá (MT)

Getty Images
Imagem: Getty Images

A capital do Mato Grosso é outra cidade que não lidera o ranking de destinos mais visitados do Brasil, mas que possui atrativos bem interessantes.

Um deles é a Casa do Artesão, lugar muito popular para comprar lindos artesanatos típicos, além de doces regionais.

Já para ter belas visões do rio Cuiabá, vá até a região de São Gonçalo Beira Rio, que também abriga bons restaurantes para provar pratos de peixes pantaneiros.

E há ainda lindos edifícios lá, como a Catedral Basílica do Senhor Bom Jesus (que tem uma história que remonta ao século 18) e o Palácio da Instrução (com um belíssimo estilo neoclássico), que podem ser admirados em um passeio a pé pela região central da cidade.

Roteiros nacionais