Topo

Viagem


Viagem colorida: inspire-se em destinos vibrantes e "instagramáveis"

Do UOL

29/10/2019 13h00

Viajar tem a magia de descobrir paisagens e cantinhos encantadores que não são comuns nos lugares onde vivemos.

E em tempos onde as fotos resumem as experiências de viajantes, estes destinos coloridíssimos são dicas para quem quer registrar as férias sem precisar usar nenhum filtro de aplicativos de imagens.

Ilha de Burano, na Itália

iStock
Imagem: iStock

Com casinhas que margeiam estreitos canais, o lugar conhecido como "a ilha da renda" (com artesanato como tradição desde o século 16) é um dos destinos inesquecíveis no quesito cor.

A ilha fica a cerca de 45 minutos de Veneza indo de vaporetto (embarcação maritma). A lenda diz que as casas eram pintadas pelos pescadores para que eles pudessem avistá-las de longe quando estivessem no mar.

Bo-Kaap, na África do Sul

iStock
Imagem: iStock

Com ruas repletas de casas coloridas, Bo-Kaap é um dos bairros mais antigos da Cidade do Cabo, com alguns imóveis sobreviventes do século 18.

O local, encravado nas encostas da Signal Hill, ganhou vida com descendentes de escravos e imigrantes muçulmanos.

A cor das fachadas dos imóveis veio após o fim do apartheid como símbolo da diversidade racial.

Chefchaouen, no Marrocos

iStock
Imagem: iStock

O local é conhecido pela cor de edificações (e até ruas) com o azul como a cor predominante, que surgiu como uma tradição do povo judeu na década de 30.

Eles coloriam as casas para reproduzir a visão do paraíso e lembrar que o céu e Deus estão acima de tudo. A segunda teoria conta que o azul remete à cor de objetos sagrados no Velho Testamento.

Chefchaouen contém inúmeras vielas, escadarias, com muitas casas charmosas e lojinhas que atraem a atenção dos turistas.

Santa Catarina Palopo, na Guatemala

iStock
Imagem: iStock

Localizado às margens do Lago Atitlán, os habitantes que até então viviam da agricultura e da pesca, estão se voltando para o turismo para movimentar a economia local. Assim vários cafés e lojas de artesanatos estão sendo abertos para atrair turistas.

Um dos destaques da cidade são as pinturas com motivos da cultura local, como figuras geométricas de pássaros e vulcões, com combinação de cores específicas.

Nyhavn, em Copenhagen

iStock
Imagem: iStock

O belo canal de Nyhavn, do século 17, é hoje um centro de entretenimento em Copenhagen. No passado, era um local frequentado por marinheiros, num ambiente com abundante consumo de álcool e prostituição.

Atualmente, é uma área repleta de cafés, bares, restaurantes, com ambientes de música e dança espalhadas pela região. O filme "A Garota Dinamarquesa" tem cenas em Nyhavn.

Viagem