Topo

Viagem


Turquia tem cidade subterrânea feita para abrigar milhares de pessoas; veja

Aberta a turistas, Derinkuyu fica na região da Capadócia, na Turquia  - maroznc/Getty Images/iStockphoto
Aberta a turistas, Derinkuyu fica na região da Capadócia, na Turquia Imagem: maroznc/Getty Images/iStockphoto

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

06/09/2019 04h00

Pessoas de todo o globo viajam até a Capadócia, na Turquia, para admirar suas lindas paisagens do alto, em voos de balão.

Nem todo mundo sabe, porém, que a região também pode ser explorada por vias subterrâneas, em passeios que fazem o turista se sentir um Indiana Jones descobrindo um mundo perdido.

Na Capadócia existem, embaixo da terra, áreas que já funcionaram como verdadeiras cidades, capazes de abrigar milhares de pessoas.

Trechos de Derinkuyu se localizam dezenas de metros abaixo do nível do solo - Ozbalci/Getty Images
Trechos de Derinkuyu se localizam dezenas de metros abaixo do nível do solo
Imagem: Ozbalci/Getty Images

Uma delas se chama Derinkuyu e é composta por uma rede de túneis que serpenteia em diversos níveis do subsolo, chegando a dezenas de metros de profundidade.

Aberta através de um maleável terreno de origem vulcânica, sua estrutura monumental foi parcialmente feita na era bizantina, principalmente a partir do século 8 d.C., quando cristãos usaram os túneis para se proteger de invasões muçulmanas que, à época, assolavam a área.

E parece que eles estavam preparados para viver escondidos por um longo tempo.

Túneis de Derinkuyu foram usados como proteção contra invasões muçulmanas na Anatólia - traveler1116/Getty Images
Túneis de Derinkuyu foram usados como proteção contra invasões muçulmanas na Anatólia
Imagem: traveler1116/Getty Images

As entradas de Derinkuyu podiam ser fechadas para o mundo exterior com enormes rochas.

Em seu interior, além dos corredores subterrâneos, o local tem câmaras que eram usadas como quartos, capelas, locais para estocagem de alimentos e água, escolas e até depósito de vinhos.

Calcula-se que toda esta estrutura seria capaz de abrigar aproximadamente 20 mil pessoas.

Aberto a visitas

Parte deste mundo oculto é, atualmente, aberto a visitas turísticas (mas não é recomendado para quem tem claustrofobia).

Ao entrar no local, o público pode ter a impressão de que está se embrenhando em uma caverna, em uma incursão em uma área troglodita.

Calcula-se que o refúgio de Derinkuyu poderia comportar até 20 mil pessoas - Tolga TEZCAN/Getty Images
Calcula-se que o refúgio de Derinkuyu poderia comportar até 20 mil pessoas
Imagem: Tolga TEZCAN/Getty Images

Hoje iluminado com luz elétrica, Derinkuyu abriga corredores estreitos e ambientes onde é possível vislumbrar suas antigas funcionalidades. Lá, por exemplo, há até um espaço cruciforme que foi usado como igreja.

Escadas conectam diferentes níveis da cidade subterrânea e, no tour, os visitantes aprendem sobre os fascinantes sistemas de ventilação que foram implantados na rede de túneis.

Na Capadócia, turistas também podem realizar lindos voos de balão - kotangens/Getty Images/iStockphoto
Na Capadócia, turistas também podem realizar lindos voos de balão
Imagem: kotangens/Getty Images/iStockphoto

E não foi apenas durante as invasões muçulmanas que o local foi utilizado como refúgio. Habitantes da região, por exemplo, também o usaram no século 14, durante as incursões bélicas de hordas comandadas por Tamerlão.

Derinkuyu fica a aproximadamente 40 km da cidade Göreme, onde há agências turísticas que realizam os passeios subterrâneos.

Kaymakli é outra antiga cidade no subsolo que pode ser visitada na região.

Mundo subterrâneo na Austrália
A Austrália também abriga uma espécie de cidade subterrânea (e onde, atualmente, vivem pessoas).

Trata-se de Coober Pedy, um centro urbano de aproximadamente 2.000 habitantes onde existem casas, igrejas e até hotéis embaixo da terra.

Igreja subterrânea da cidade de Coober Pedy, na Austrália - fotofritz16/Getty Images
Igreja subterrânea da cidade de Coober Pedy, na Austrália
Imagem: fotofritz16/Getty Images

Esta infraestrutura foi construída como maneira de evitar o intenso calor que, frequentemente, assola a região.

Coober Pedy fica em uma área desértica do território australiano e, durante o verão, a temperatura na superfície pode chegar a 45º C. No subterrâneo, o clima é bem mais ameno.

A cidade cresceu ao redor de um grande centro de exploração de opala, um mineral utilizado na confecção de joias.

E hoje, por causa de seu exotismo, virou atração turística no país dos cangurus.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Viagem