Topo

Viagem


Medo de acidentes aéreos? Conheça o "aeroporto mais perigoso do mundo"

O aeroporto de Tenzing-Hillary fica no Nepal e possui uma pista desafiadora para os pilotos - Olga_Gavrilova/Getty Images
O aeroporto de Tenzing-Hillary fica no Nepal e possui uma pista desafiadora para os pilotos Imagem: Olga_Gavrilova/Getty Images

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

29/08/2019 04h00

Para muitos aventureiros, a desafiadora subida ao Everest começa com uma assustadora descida no aeroporto de Tenzing-Hillary, no vilarejo de Lukla, no Nepal.

Viajantes aterrissam nesta pista de pouso para iniciar, dali, uma caminhada rumo à montanha mais alta do mundo.

Mas é um começo de jornada que requer uma boa dose de coragem.

O aeroporto de Tenzing-Hillary tem uma pista curta, estreita e está cercado por montanhas - LUKASZ-NOWAK1/Getty Images
O aeroporto de Tenzing-Hillary tem uma pista curta, estreita e está cercado por montanhas
Imagem: LUKASZ-NOWAK1/Getty Images

O aeroporto de Lukla é considerado, por muita gente, como o mais perigoso do mundo. Em 2010, ele foi chamado, pelo canal televisivo "History Channel", de o "aeroporto mais extremo" do planeta.

E é bem provável que a maioria dos passageiros (mesmos os corajosos dispostos a encarar o Everest) sinta um enorme frio na barriga ao pousar ou começar um voo por lá.

Situada em uma altitude de aproximadamente 2.860 metros, sua pista de aterrissagem tem apenas 527 metros de extensão (para efeito de comparação, uma das pistas do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, tem 3.700 metros de comprimento).

Pista do aeroporto de Tenzing-Hillary, no Nepal, vista da perspectiva da cabine de um avião - Ilaria Cazziol/Getty Images/iStockphoto
Pista do aeroporto de Tenzing-Hillary, no Nepal, vista da perspectiva da cabine de um avião
Imagem: Ilaria Cazziol/Getty Images/iStockphoto

Um de seus extremos se encontra com o começo de um despenhadeiro e, o outro fica junto a um paredão. Ao redor, há um terreno extremamente acidentado, com vales e enormes encostas.

A pista é também parcialmente inclinada e muita estreita: há diversas casas e outras construções perto da pavimentação e são escassas as áreas para manobras terrestres (apenas aviões de pequeno porte podem operar no aeroporto e qualquer erro do piloto pode gerar um acidente grave).

E toda a região é dominada por enormes montanhas do Himalaia, o que aumenta os riscos de acidentes na hora da aterrissagem ou da decolagem.

Uma das pontas da pista do aeroporto nepalês fica junto a um despenhadeiro - je33a/Getty Images/iStockphoto
Uma das pontas da pista do aeroporto nepalês fica junto a um despenhadeiro
Imagem: je33a/Getty Images/iStockphoto

Além disso, o local é constantemente assolado por mudanças climáticas súbitas.

Densas camadas de névoa, por exemplo, costumam cobrir toda a área, o que atrasa e cancela diversos voos.

Acidentes e mortes

O aeroporto de Tenzing-Hillary (que leva este nome em homenagem a Tenzing Norgay e Edmund Hillary, os primeiros homens que chegaram ao topo do Everest) tem um histórico de acidentes e mortes.

Em abril deste ano, uma pequena aeronave escapou da pista durante o processo de decolagem e bateu em dois helicópteros que estavam parados em um dos cantos do aeroporto de Lukla. Três pessoas morreram.

Imagem de avião acidentado no aeroporto de Tenzing-Hillary em abril de 2019 - Andrey Rykov/Getty Images
Imagem de avião acidentado no aeroporto de Tenzing-Hillary em abril de 2019
Imagem: Andrey Rykov/Getty Images

Já em 2008, um avião se chocou com uma encosta nos arredores da pista de aterrissagem durante um pouso no meio de muito nevoeiro: 16 passageiros e dois tripulantes perderam a vida na tragédia.

E, em 2017, uma aeronave de carga também bateu ao se aproximar do aeroporto com tempo encoberto.

O aeroporto nepalês costuma ser coberto por densos nevoeiros  - Alan Currie/Getty Images
O aeroporto nepalês costuma ser coberto por densos nevoeiros
Imagem: Alan Currie/Getty Images

Mesmo assim, turistas intrépidos continuam chegando em Lukla para, depois dali, se dirigir à montanha mais alta do planeta.

O aeroporto de Tenzing-Hillary recebe voos vindos da capital do Nepal, Kathmandu. O tempo de viagem aérea entre os dois locais é de aproximadamente 30 minutos.

Visão aérea do aeroporto de Lukla, chamado de "o mais perigoso do mundo" - saiko3p/Getty Images/iStockphoto
Visão aérea do aeroporto de Lukla, chamado de "o mais perigoso do mundo"
Imagem: saiko3p/Getty Images/iStockphoto

Veja como sa?o os pousos em alguns dos aeroportos mais assustadores do mundo

UOL Notícias

Mais Viagem