Topo

Viagem


Contra o estresse? Nos "quartos da raiva", você pode quebrar tudo à vontade

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

08/07/2019 04h00

Meditação, tai chi, corrida: atualmente, existem diversas maneiras para aliviar o estresse acumulado no dia a dia. Mas que tal extravasar a fúria causada pelas frustrações da vida destruindo um quarto inteiro?

Este tipo de "terapia" pode ser realizado em diversos países do mundo, em locais conhecidos como " rage rooms" (quartos da raiva).São lugares onde o público paga para destruir livremente objetos colocados em um espaço fechado.

Na AXE Rage Rooms, turistas destroem quartos inteiros com marretas - Divulgação/AXE Rage Rooms
Na AXE Rage Rooms, turistas destroem quartos inteiros com marretas
Imagem: Divulgação/AXE Rage Rooms

Uma das empresas que oferece esta experiência é a AXE Rage Rooms, localizada na cidade de Amã, capital da Jordânia.

A companhia opera em uma edificação com quatro quartos onde os clientes, com marretas nas mãos, podem destroçar objetos como para-brisas de automóveis, copos, pratos e produtos eletrônicos como televisões.

Um dos espaços da AXE, inclusive, lembra uma cozinha, com direito a uma geladeira e armários (que também exibem marcas de marretadas).

Enquanto promovem sua sessão de "descarrego" destruindo coisas, os clientes usam, como proteção contra estilhaços e afins, capacetes com viseira, macacão e luvas. E a brincadeira custa a partir de 22 dólares por pessoa.

Marretas e tacos de beisebol são usados nas sessões de destruição dentro dos "rage rooms" - Divulgação/AXE Rage Rooms
Marretas e tacos de beisebol são usados nas sessões de destruição dentro dos "rage rooms"
Imagem: Divulgação/AXE Rage Rooms

"Somos um local que basicamente dá às pessoas a oportunidade de extravasar sua raiva destruindo itens que poderiam custar uma fortuna na vida real", diz Aladdin Attari, um dos fundadores da AXE Rage Rooms. "É uma experiência que muita gente deseja ter quando está estressada no trabalho ou quando vê seu time perder no futebol. Aqui, você pode jogar os pratos contra as paredes em vez de lavá-los. E nós ainda reciclamos muitos dos materiais destruídos".

Experiências diversas

A AXE proporciona sessões de quebra-quebra diversificadas para seu público. Eles têm, por exemplo, o Freestyle Room, espaço onde os clientes podem destruir produtos eletrônicos e itens de vidro com diferentes instrumentos contundentes, como tacos de beisebol, tacos de hóquei e marretas.

Há também o Office Room, indicado para quem está estressado com a rotina profissional: o local simula um escritório, com computadores e impressoras, que, logicamente, devem ser destroçados.

Nos "quartos da raiva", os clientes podem quebrar objetos de vidro e produtos eletrônicos - Divulgação/AXE Rage Rooms
Nos "quartos da raiva", os clientes podem quebrar objetos de vidro e produtos eletrônicos
Imagem: Divulgação/AXE Rage Rooms

E o Couples Room é desenhado para casais em crise: os dois ficam em um espaço separados por uma barreira transparente e têm a chance de jogar objetos na direção do outro.

Estados Unidos e Canadá

Na cidade de Springfield, no Estado norte-americano do Missouri, também existe uma empresa que oferece "quartos da raiva". Trata-se da Rage Room Springfield.

Lá, também protegidas por máscaras e equipadas com marretas, as pessoas têm permissão para destroçar produtos diversos.

Em um dos espaços da AXE Rage Rooms, o público pode golpear uma geladeira - Divulgação/AXE Rage Rooms
Em um dos espaços da AXE Rage Rooms, o público pode golpear uma geladeira
Imagem: Divulgação/AXE Rage Rooms

Na modalidade "Bring Your Own Breakable Shit", os clientes levam objetos pessoais que desejam destruir. "Pode ser o porta-retrato com a foto do seu ex-namorado ou um presente dado por alguém que você odeia agora", informa a companhia.

O pacote "Smash Box", por sua vez, dá direito à destruição de dois pratos, três garrafas de vinho e "um item grande", que a empresa não fala qual é.

E os clientes ainda podem escolher a própria trilha sonora enquanto quebram tudo.

As brincadeiras no Rage Room Springfield custam a partir de US$ 25 por pessoa.

Clientes exaustos depois de destruir um dos espaços da AXE Rage Rooms - Divulgação/AXE Rage Rooms
Clientes exaustos depois de destruir um dos espaços da AXE Rage Rooms
Imagem: Divulgação/AXE Rage Rooms

E, na cidade de Toronto, no Canadá, opera a Rage Room - Battle Sports, que oferece sessões de destruição de 45 minutos, com direito, também, a escolha da própria trilha sonora.

Porém, apesar de os "rage rooms" serem frequentemente divulgados como solução para o estresse, psicólogos advertem que tais sessões de destruição podem aumentar a agressividade em muitas pessoas.

Segundo Kevin Bennett, em artigo escrito para a publicação Psychology Today, "quando você bate em um objeto inanimado, você está se condicionando a se tornar agressivo toda vez em que sua ansiedade aumentar. Liberar agressividade desta maneira não é uma solução de longo prazo saudável".

Mais Viagem