Topo

Viagem


Dicas do Lonely Planet: veja destinos europeus que você deve conhecer agora

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

14/06/2019 04h00

Uma das mais respeitadas marcas de guias de viagens do mundo, a Lonely Planet elegeu recentemente dez destinos europeus que merecem ser explorados no meio deste ano, quando a alta temporada de turismo no Velho Continente estará em seu auge por causa da chegada do verão.

São cidades, regiões montanhosas, locais litorâneos e zonas remotas que prometem oferecer muita diversão para os turistas.

"De passeios culturais urbanos a paisagens impressionantes, animados destinos gastronômicos e os melhores locais para fugir da multidão, há uma variedade enorme de experiências a serem aproveitadas em toda a Europa neste verão", diz Tom Hall, vice-presidente de Experiências da Lonely Planet. "Sejam os clássicos destinos favoritos com algo novo a oferecer, sejam aqueles dos quais você nunca ouviu falar, todos estes lugares devem entrar na lista de qualquer viajante".

A seguir, conheça estes destinos e saiba o que o Lonely Planet fala sobre eles.

Montanhas Tatra, Eslováquia

dimarik/Getty Images/iStockphoto
Imagem: dimarik/Getty Images/iStockphoto

Para a Lonely Planet, as Montanhas Tatra, no interior da Eslováquia, é o destino mais atraente para ser visitado neste verão europeu.

"Lá, os viajantes podem experimentar uma paisagem mítica com sinuosos picos montanhosos e impetuosas cataratas, além de ver ursos-pardos, erradicados da maior parte da Europa, mas que vivem felizes nessa região selvagem e acidentada", explica a marca .

Na área, é também possível realizar trilhas até o cume mais alto da Eslováquia, o Gerlach (que fica a mais de 2.600 metros de altitude), além de fazer passeios de barco no lago Strbské Pleso e se hospedar nas famosas "chaty" (cabanas de montanha típicas da região).

Madri (Espanha)

RudyBalasko/Getty Images/iStockphoto
Imagem: RudyBalasko/Getty Images/iStockphoto

Entre as capitais europeias, Madri foi escolhida pela Lonely Planet como o centro urbano que deve ser visitado pelos turistas nos próximos meses.

Para a marca, "a vida noturna da cidade, que sempre foi uma das melhores da Europa, segue crescendo" e "o discurso de sustentabilidade ganhou força, levando a um novo foco em pedestres, com a criação de ciclovias e a elaboração de sistemas para aluguel de bicicletas, além da construção de calçadas mais largas e implementação de novos controles de emissão de gás carbono, o que contribui para a transformação do local".

Para quem está em Madri, a Lonely Planet indica um passeio pela Calle Ponzano, "hoje uma das ruas mais descoladas da Europa, cheia de restaurantes de tapas e bares minimalistas".

Rota da Costa Ártica (Islândia)

Joseph White/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Joseph White/Getty Images/iStockphoto

Cheia de paisagens épicas (com lindas cachoeiras, geleiras e imponentes vulcões), além de importante cenário da série "Game of Thrones", a Islândia é, atualmente, um dos destinos da moda no mundo do turismo.

A Lonely Planet, por sua vez, indica um roteiro específico para fazer na terra da cantora Björk.

É a chamada Rota da Costa Ártica, que, de acordo com a marca, "serpenteia entre 21 vilas e quatro ilhas ao longo do primitivo litoral norte da Islândia, oferecendo o melhor do país sem as multidões".

Segundo a Lonely Planet, este roteiro abriga as "impressionantes maravilhas naturais pelas quais a Islândia é merecidamente famosa, como estrondosas cataratas, geleiras colossais e fumarolas, além de infinitas oportunidades para a prática de esportes de inverno, observação de vida selvagem e aventuras na natureza. É o melhor da Islândia, mas sem tantas pessoas".

Herzegovina (Bósnia e Herzegovina)

Milena Pigdanowicz-Fidera/Getty Images/iStockphoto
Imagem: Milena Pigdanowicz-Fidera/Getty Images/iStockphoto

Parte do país balcânico Bósnia e Herzegovina, a Herzegovina está na lista de destinos quentes da Europa para este momento.

Na área, a Lonely Planet sugere passeios pela linda cidade histórica de Pocitelj (na foto), pelas trilhas que levam até Lukomir (uma tradicional e pitoresca vila nas montanhas) e pela rota de ciclismo batizada de Ciro, que atravessa belíssimas paisagens rurais da região e chega até a Croácia.

"Todos este tours são ótimas chances de ganhar uma nova perspectiva desta área tão fotogênica", informa a marca de guias de viagens.

Bari (Itália)

RudyBalasko/Getty Images/iStockphoto
Imagem: RudyBalasko/Getty Images/iStockphoto

Localizada no sul da Itália, às margens do mar Adriático, a cidade portuária de Bari foi considerada por muito tempo um destino pouco atrativo (e um tanto decadente) da Europa.

Mas, para a Lonely Planet, isso está mudando.

"Bari está revigorada", informa a marca. "Seu revitalizado centro histórico dita o tom do ambiente, enquanto as lojas fechadas foram substituídas por restaurantes familiares. Espaços culturais estão reabrindo, desde o ornamentado Teatro Piccinni até os antes condenados hotéis históricos, como o Oriente".

"É um renascimento fruto de uma década de mudanças".

Shetland (Reino Unido)

chert61/Getty Images/iStockphoto
Imagem: chert61/Getty Images/iStockphoto

As ilhas Shetland ficam no extremo norte do Reino Unido, em pleno mar do Norte.

Para ir até lá, os turistas têm que passar uma noite em uma balsa que sai da cidade de Aberdeen, na Escócia.

"Viajantes que empreendem essa jornada são recompensados com incríveis trilhas litorâneas, uma abundante vida selvagem e famosos restaurantes de 'fish and chips' [o célebre prato britânico de peixe com batatas fritas], além de uma ou duas boas doses de uísque, cortesia dos orgulhosos e simpáticos nativos", diz o Lonely Planet.

Na área, é possível admirar animais como lontras e até orcas.

Lyon (França)

ventdusud/Getty Images/iStockphoto
Imagem: ventdusud/Getty Images/iStockphoto

Terceira maior cidade da França, mas um tanto ofuscada por Paris, Lyon não faz parte do roteiro de muitos turistas que visitam o país de Édith Piaf.

Ledo engano: trata-se de um centro urbano vibrante, onde estão alguns dos melhores museus e restaurantes do território francês.

"Pronta para virar a nova queridinha dos visitantes internacionais, Lyon entra nos holofotes globais ao sediar, neste mês de julho, a final da Copa do Mundo de Futebol Feminino", informa a Lonely Planet. "Linda, obcecada por comida e culta, a cidade também recebeu recentemente o reconhecimento da União Europeia por seus esforços em desenvolver um turismo acessível e sustentável".

Lá, não deixe de fazer uma caminhada pelas margens do rio Ródano e pela área de Vieux Lyon, o fabuloso centro histórico desta metrópole.

Liechtenstein

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

A Lonely Planet também indica um país inteiro como destino europeu que deve ser visitado nos próximos meses.

Trata-se de Liechtenstein, uma pequena nação localizada entre a Áustria e a Suíça.

"Dê a volta em um país inteiro em apenas um fim de semana graças à trilha de Liechtenstein", recomenda a Lonely Planet. "Criada como parte das comemorações de 300 anos desde que Liechtenstein se tornou uma nação soberana, essa rota cênica de 75km serpenteia por picos e pastos, passando pelas 11 municipalidades do país".

A capital Vaduz, por sua vez, abriga cartões-postais como o Castelo de Vaduz, que é a residência oficial de Hans-Adam 2º, o príncipe de Liechtenstein.

Vevey (Suíça)

Scott Wilson / Alamy Stock Photo
Imagem: Scott Wilson / Alamy Stock Photo

A Lonely Planet avisa: "Vevey abrirá mais garrafas de vinho do que nunca quando o festival Fête des Vignerons, que acontece apenas uma vez a cada 20 anos e dura três semanas, chegar à cidade, neste mês de julho".

Além disso, "os visitantes podem forrar o estômago em um dos diversos restaurantes de qualidade locais, que oferecem desde menus degustação com 20 pratos a um fondue bom e barato, e, depois, gastar todas as calorias nadando no lago".

Ístria (Croácia)

Enrico14 / Shutterstock
Imagem: Enrico14 / Shutterstock

Com um dos litorais mais lindos da Europa, a Croácia se tornou, há tempos, um dos destinos de verão mais concorridos do Velho Continente.

Para os próximos meses, a Lonely Planet sugere que o turista explore a região croata da Ístria.

"É um local que oferece muita história. Comece o passeio pelo imponente anfiteatro romano de Pula e os mosaicos de Pore?, listados como Patrimônio da Humanidade pela Unesco", indica a marca de guias de viagem.

A Lonely Planet também informa "que a Ístria tem praias, tours gastronômicos de bicicleta na primavera, festivais de música no verão e excursões para colheita de trufas no outono. O aumento de opções de voos europeus faz desta península em formato de coração um destino cada vez mais acessível".

Mais Viagem