Topo

Viagem

Roteiros românticos


Sete lugares paradisíacos para se casar no exterior

casamento na praia - Getty Images
casamento na praia Imagem: Getty Images

Andrea Miramontes

Colaboração para o UOL

23/05/2019 04h00

Brindar a união ao descer de um helicóptero no topo da Cordilheira dos Andes, colocar a aliança em uma praia caribenha azul turquesa ou realizar uma cerimônia indígena no México são experiências que muita gente amaria viver para selar o amor.

Casar-se em um paraíso no exterior pode unir dois momentos importantes do casal em um só: cerimônia e lua de mel.

De acordo com Gabriel Cordeiro, gerente-geral da operadora BWT, o campeão da preferência das noivas tem sido o Caribe. "Os hotéis estão muito bem-preparados e oferecem vantagens aos noivos, que economizam".

Cordeiro conta que alguns hotéis cedem sem custos desde decoração até cerimônia, festa ou ainda as diárias dos noivos, dependendo do número de convidados hospedados no hotel.

Vale lembrar que, em alguns lugares é possível fazer o registro do casamento fora e validar em cartório brasileiro, enquanto em outros o casamento é simbólico, e a papelada tem que correr no Brasil.

A formalidade no exterior, no entanto, pode ter valor jurídico no Brasil na hora do divórcio. "Só o fato de ter se casado fora já vale na hora da divisão de bens. Então, não adianta alegar que se casou fora e achar que no Brasil não vale nada", avisa o advogado Daniel Toledo, CEO da Loyalty Miami.

Para inspirar noivos viajantes, o UOL traz abaixo 7 destinos bem-preparados, onde é possível viver esse sonho. Em todos há especialistas em planejar festas, especialmente nos hotéis, que ajustam o ritual de acordo com o orçamento de cada um.

Divulgação/Cendino Temé
Imagem: Divulgação/Cendino Temé

Jamaica

A ilha caribenha que ficou mais conhecida por ser berço de Bob Marley rende aquele casamento à beira do mar turquesa e com cenário de florestas tropicais.

A Costa Sul da Jamaica tem um cenário rústico perfeito, que inclui falésias, praias privativas, areia branquinha e as YS Falls, oito cachoeiras famosas do destino.

Muitos resorts luxuosos fazem casamentos na ilha, com serviços personalizados e mimos aos noivos, como massagens, diárias gratuitas e espumante. Noivos também podem se casar a bordo de um catamarã.

Cordeiro, da BWT, conta que tem recebido muitos pedidos de casamentos por lá, pelas belezas, profissionalismo e natureza abundante.

De acordo com o escritório de turismo do país no Brasil, para se casar de forma legal por lá, e não só simbólica, é preciso fazer uma solicitação de licença ao governo local.

Depois da licença concedida, 24h após chegar ao país é possível se casar. Ao retornar ao Brasil, o certificado de casamento chega depois de 4 a 8 meses. É possível antecipar esse tempo, porém, pagando taxa extra.

A solicitação da licença e mais informações podem ser obtidas pelo e-mail customerservice@moj.gov.jm.

Divulgação/Denis Island
Imagem: Divulgação/Denis Island

Seychelles

O arquipélago paradisíaco no Oceano Índico tem se tornado cada vez mais um sonho de consumo de viagens por brasileiros.

São 115 ilhas com praias de mar transparente e clima tropical o ano todo. Luxo não falta, com hotéis e restaurantes maravilhosos, cobiçados por noivas de todos os cantos.

Hotéis estrelados providenciam tudo para noivos, em cerimônias ao estilo "pé na areia" à beira do oceano Índico.

No destino, 50% de tudo está sob proteção ambiental. O lugar é conhecido como o paraíso das tartarugas gigantes, que estão em extinção.

De acordo com o escritório de turismo do país, para se casar formalmente é preciso levar a documentação exigida e pagar as taxas.

Divulgação/André Fernandes
Imagem: Divulgação/André Fernandes

Ushuaia

Casar-se no fim do mundo com direito a helicóptero que pousa no topo de uma montanha das Cordilheiras do Andes pode virar uma das experiências mais marcantes da vida.

Mas lá, o mais fácil é realizar o casamento simbólico para fugir da burocracia. De acordo com Mario Barros, da agência Brasileiros no Ushuaia, para uma cerimônia legal há muitas exigências e o documento emitido lá não é reconhecido pelo governo brasileiro.

Cerimônias são realizadas nos bosques coloridos ou nevados, com noivas esportistas em esquis, em frente a lagoas inacreditáveis, como é a Laguna Esmeralda, ou a bordo de helicóptero.

O passeio de helicóptero pode levar os noivos até o topo de alguns dos picos da Cordilheira dos Andes, para um brinde nas alturas pra lá de especial.

iStock
Imagem: iStock

Riviera Nayarit e Puerto Vallarta

Aquele casamento de praia cheio de flores e pé na areia é uma das especialidades dos hotéis na região mexicana à beira do Oceano Pacífico, como Riviera Nayarit e Puerto Vallarta.

Para os interessados em uma experiência verdadeiramente autêntica, há hotéis onde é possível se casar de acordo com a cerimônia da tribo de índios Huichol, tradicional e sem influências de outros povos. Entre os rituais, está o agradecimento aos deuses pela vida, ao pôr do sol e a saudação aos cinco elementos.

Para o casamento civil no México, há uma série de documentações. Muitas delas precisam de tradução para espanhol, além de visto e teste de HIV e DST.

Como os estados de Nayarit e Jalisco têm casamentos legais de pessoas do mesmo sexo, acontecem muitos casamentos LGBTs.

iStock
Imagem: iStock

República Dominicana

A estrela do país para os casamentos é Punta Cana, faixa litorânea conhecida por belas praias e resorts de luxo. Noivas que querem cerimônia pé na areia contam com a ajuda de hotéis que têm toda infraestrutura.

De acordo com René Contreras, diretor do escritório do Ministério de Turismo da República Dominicana no Brasil, para se casar formalmente por lá documentos são enviados com antecedência.

"O casal deve trazer os originais ao chegar no país. Todos os documentos devem ser legalizados e traduzidos para o espanhol por um tradutor oficial", avisa.

Aqueles que desejarem uma cerimônia religiosa têm que obter autorização de um arcebispo no Brasil e entregá-la à arquidiocese local, com uma série de documentos.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Polinésia francesa

A terra da princesa Moana é outro daqueles lugares paradisíacos muito sonhados por noivas de todo o mundo com hotéis superluxuosos de palafitas sobre o mar azul.

Casamentos são realizados com muitas flores, inclusive com as tradicionais coroas, e podem ser feitos em bangalôs sobre as águas.

De acordo com o escritório de turismo do lugar, o bangalô sobre as águas foi inventado na Polinésia, na década de 60. Hoje as cabanas têm desde piscinas particulares ao chão de vidro, perfeito para observar o mar a dois durante a lua de mel.

Polinésia Francesa é formada por cinco arquipélagos e 118 ilhas, com paisagens que incluem florestas, montanhas, vulcões e recifes de coral, para a lua de mel com mergulhos.

Como território francês, o lugar segue as regras do país para casamentos, onde não existe cartório como no Brasil. Os processos são feitos na Mairie, a prefeitura do local.

Fée des Caraibes
Imagem: Fée des Caraibes

Ilha de St Martin

A ilha dividida entre territórios francês e holandês fica no meio do Caribe e é cheia de tradições locais, para incorporar em cerimônias pra lá de charmosas de cara com o mar turquesa.

O casamento civil com a comunidade de Saint Martin é gratuito. Noivos terão que solicitar uma transcrição do casamento de sua embaixada.

O escritório de turismo francês da ilha conta que a cerimônia tradicional e mais buscada pelos noivos é celebrada por pastores ou oficiais locais. A cerimônia inclui degustação de rum, flores e caminho de conchinhas.

"A noiva caminha em direção a um arco decorado com folhagem e flores tropicais em um caminho de conchas. Músicos locais acompanham os passos da noiva até o coquetel na praia. Uma degustação de rum é organizada com pratos típicos e sabores locais. Cantores de reggae completam a experiência", conta Chantal Vernusse, Diretora da agência Fée Des Caraibes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Roteiros românticos