Topo

Viagem


Conexão longa? Nestes aeroportos você pode entrar em "city tours" gratuitos

O aeroporto de Changi promove excursões gratuitas para cartões-postais de Cingapura - Divulgação/Changi Airport Group
O aeroporto de Changi promove excursões gratuitas para cartões-postais de Cingapura Imagem: Divulgação/Changi Airport Group

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

16/05/2019 04h00

Em viagens aéreas, poucas coisas são tão enfadonhas quanto fazer uma conexão em um aeroporto desconhecido e ficar enfurnado por horas na área de trânsito à espera do próximo voo.

Mas, em alguns cantos do planeta, este problema está sendo resolvido. Hoje, passageiros em conexão podem fazer passeios gratuitos pelas cidades de pelo menos cinco aeroportos do mundo.

São tours que levam os viajantes para conhecer, em poucas horas, diversos cartões-postais de importantes metrópoles do globo, para depois devolvê-los, cheios de fotografias no celular e comprinhas na bolsa, ao terminal de embarque.

Abaixo, veja onde é possível fazer este tipo de atividade.

Istambul (Turquia)

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Ao fazer conexões de voos internacionais no aeroporto de Istambul, passageiros da companhia Turkish Airlines podem embarcar em um tour gratuito para conhecer diversas paisagens da cidade de Istambul.

Batizado de Touristambul, o passeio inclui transporte de ônibus até o centro histórico da metrópole turca e visita a locais como a região de Sultanahmet, que abriga monumentos como a Mesquita Azul e a edificação religiosa Hagia Sophia. No trajeto, os viajantes também têm a chance de provar receitas culinárias turcas.

A espera pelo próximo voo deve ter duração mínima de seis horas (e máxima de 24 horas) para o passageiro poder realizar o tour, que sai de um ponto chamado Hotel Desk e é conduzido por um guia que fala inglês.

O Hotel Desk fica na área de desembarques internacionais do aeroporto turco.

Mais informações: www.turkishairlines.com/en-tr/flights/fly-different/touristanbul/

Cingapura

Getty Images
Imagem: Getty Images

O aeroporto de Changi, que serve Cingapura, no Sudeste Asiático, tem sido eleito, nos últimos anos, o melhor do mundo pela respeitada premiação Skytrax World Airport Awards.

Além de uma infraestrutura incrível, que conta até com cinemas e jardim de borboletas, Changi oferece tours gratuitos por Cingapura para passageiros em conexão.

O passeio dura aproximadamente 2h30 e leva os viajantes a locais como a Merlion Park (zona que propicia vista privilegiada para os modernos arranha-céus da cidade-Estado) e o Gardens by the Bay, com esculturas gigantescas em forma de árvore que poderiam ser um cenário para o filme "Avatar".

Os passageiros podem se inscrever no tour na área de trânsito dos terminais 2 e 3 do aeroporto de Changi.

Mais informações: www.changiairport.com/en/discover/recommended-itineraries/free-singapore-city-sights-tour.html

Taipé (Taiwan)

Getty Images
Imagem: Getty Images

O Aeroporto Internacional de Taiwan Taoyuan é outro aeroporto onde passageiros em trânsito têm a chance de embarcar em city tours gratuitos.

A inscrição nos passeios, organizados pela entidade Tourism Bureau of Taiwan, pode ser realizada no centro de serviços turísticos (Tourism Service Center) das áreas de desembarque dos terminais 1 e 2 do aeroporto.

As excursões duram cerca de 4 horas e têm roteiros variados: um deles leva os viajantes para admirar as modernas paisagens de Taipé (a capital de Taiwan), incluindo a região de Ximending (repleta de lojas e restaurantes) e o arranha-céu Taipei 101 (à direita na foto), que, com quase 510 metros de altura, já foi o edifício mais alto do mundo.

A espera pelo próximo voo deve ter duração mínima de sete horas (e máxima de 24 horas) para o viajante poder fazer a excursão. Mas vale lembrar: brasileiros precisam de visto para entrar em Taiwan (e, consequentemente, fazer o tour).

Mais informações: eng.taiwan.net.tw/tour/index.htm

Narita (Japão)

atosan/Getty Images
Imagem: atosan/Getty Images

No aeroporto de Narita, que serve a cidade japonesa de Tóquio, guias voluntários levam passageiros em trânsito para excursões por cartões-postais da cidade de Narita e arredores.

Um deles, que tem duração de três horas, vai até o Narita-san Shinshoji (na foto), lindo templo budista cuja construção terminou no ano de 940 d.C e que, reza a lenda, traz sorte para as pessoas que o visitam.

No trajeto, o público ainda passa pela fotogênica via Omotesando, com casinhas tipicamente nipônicas que, hoje, abrigam lojas vendendo comidinhas japonesas, saquê e artesanatos. E, em determinados dias do ano, é possível participar de uma cerimônia do chá dentro de uma das edificações típicas da área.

Os guias explicam a história do lugar em inglês. O passageiro só tem que arcar com o custo do transporte até lá - que, segundo o aeroporto de Narita, pode sair por 500 ienes (aproximadamente R$ 18).

Brasileiros precisam de visto para entrar no Japão.

Mais informações: www.narita-transit-program.jp

Seul e arredores (Coreia do Sul)

SeanPavonePhoto/Getty Images/iStockphoto
Imagem: SeanPavonePhoto/Getty Images/iStockphoto

Passageiros em trânsito também têm a chance de fazer tours a partir do Aeroporto Internacional de Incheon, que serve Seul, a capital sul-coreana.

Veículos levam gratuitamente os viajantes, a partir do aeroporto, para locais como a região de Myeong-dong (um dos principais centros comerciais da cidade, cheio de lojas vendendo os mais variados tipos de produtos), o mercado Namdaemun (ótimo lugar para provar comidas típicas do país asiático) e o Palácio Gyeongbokgung, do século 14 e que foi usado pela dinastia Joseon.

Os turistas terão que pagar ingressos para entrar em determinado locais.

É possível se inscrever nas excursões nos terminais 1 e 2 do aeroporto.

Mais informações: www.airport.kr/ap_cnt/en/trn/tour/trtour/trtour.do

Doha (Catar)

Getty Images
Imagem: Getty Images

A companhia aérea Qatar Airways também oferece tours para passageiros em trânsito - mas, desta vez, são passeios pagos.

As excursões estão disponíveis para viajantes que estejam fazendo conexão no Aeroporto Internacional de Hamad, que serve a cidade de Doha, capital do Qatar (e que hoje é um importante ponto de conexão para voos internacionais no mundo).

Uma delas, que custa US$ 20 (cerca de R$ 80) por pessoa e tem duração de 2h45, visita atrações de Doha como o Souq Waqif (mercado cortado por vielas por onde se espalham lojinhas com produtos do Oriente Médio) e o Corniche, um calçadão à beira das águas do golfo Pérsico e em cuja área estão cartões-postais como o lindo Museu de Arte Islâmica (na foto), que tem sua arquitetura assinada pelo chinês-americano I.M. Pei, responsável pela pirâmide do museu do Louvre, em Paris.

O passeio pode ser reservado no balcão da Discover Qatar Tours na ala A no aeroporto.

Mais informações aqui.

Mais Viagem