Topo

Viagem

Roteiros de luxo


Em visita ao Brasil: por dentro do navio que tem passagens a R$ 570 mil

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

05/02/2019 04h00

Ao entrar no navio Seven Seas Explorer, da companhia de cruzeiros Regent Seven Seas, o turista se depara imediatamente com um gigantesco lustre pendendo do teto do lobby da embarcação.

É impossível não ter a visão completamente atraída pelo luminoso objeto: ele é feito com nada menos do que 6.000 peças de cristal octogonais encaixadas à mão, que se espalham por uma estrutura com quase 4 metros de comprimento.

Esta impressionante obra de arte é uma espécie de cartão de visitas do Explorer, que já foi colocado, pelo respeitado site Cruise Critic, no topo de uma lista dos "navios de cruzeiro mais luxuosos do mundo".

Lobby do navio Explorer é decorado com um lustre feito com 6.000 peças de cristal  - Divulgação/Regent Seven Seas
Lobby do navio Explorer é decorado com um lustre feito com 6.000 peças de cristal
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

No fim de janeiro o transatlântico visitou, pela primeira vez em sua história, o Brasil, para realizar uma viagem com início no Rio de Janeiro e término na cidade de Santiago, no Chile (com desembarque no porto de San Antonio, a 100 km da capital chilena).

Enquanto esteve atracado no porto de Santos (SP), o UOL subiu a bordo para ver, de perto, toda a sofisticação de uma das mais exclusivas embarcações do mundo do turismo. 

Mármore, Picasso e passagens de meio milhão 

Em seu interior e áreas externas, o Explorer exibe um ambiente sofisticado, que só hóspeda quem é dono de uma conta bancária muito cheia: para este cruzeiro sul-americano, passagens chegaram a custar mais de R$ 570 mil - por pessoa.  

Mais luxuosa acomodação do Explorer, a Regent Suite tem 360 m² de área - Divulgação/Regent Seven Seas
Mais luxuosa acomodação do Explorer, a Regent Suite tem 360 m² de área
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

O navio tem capacidade para apenas 750 passageiros (um número bem menor do que o comportado pela grande maioria dos transatlânticos que visitam o Brasil, que chegam a levar milhares de viajantes) e oferece uma estrutura digna de um hotel cinco estrelas. 

Após passar sob o lustre, o turista tem acesso ao restaurante Compass Rose, com jogos de mesa desenhados pela Versace e garçons de gravata andando pra lá e pra cá com pratos de frutos do mar, garrafas de vinho francês e doces finos de chocolate: em uma viagem de 14 noites de duração, os hóspedes chegam a consumir mais de 900 quilos de lagosta a bordo. 

O Explorer está repleto de ambientes luxuosos, acessíveis a turistas com a banca bancária cheia - Divulgação/Regent Seven Seas
O Explorer está repleto de ambientes luxuosos, acessíveis a turistas com a banca bancária cheia
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

Do lobby também saem duas escadas que levam a outras áreas sociais: nas paredes dos corredores amadeirados do Explorer, por onde circulam principalmente turistas da terceira idade, curtindo uma aposentadoria cheia de fartura, surgem obras de arte de grande valor artístico: em exibição, por exemplo, há quadros assinados por gênios como Marc Chagall e Pablo Picasso. 

E há mais material fino decorando o navio: lá dentro, existe uma área somada de 4.600 m² de mármore, a maior parte mármore Carrara, além de espaços com colunas de mogno. 

Acomodações

Todas as acomodações do Explorer têm vista para o mar, e seus tamanhos variam entre 28 m² e 360 m². 

Algumas destas acomodações lembram verdadeiros apartamentos de luxo: a Regent Suite, a maior e mais sofisticada delas, abriga um spa privativo, duas saunas (uma seca e outra a vapor) e uma cama que custou nada menos do que US$ 150 mil.

Com acomodações luxuosas, o navio Explorer comporta até 750 passageiros - Divulgação/Regent Seven Seas
Com acomodações luxuosas, o navio Explorer comporta até 750 passageiros
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

E o preço para se hospedar neste local é tão surpreendente quanto sua estrutura: para a viagem de 28 noites que o Explorer está fazendo entre o Rio de Janeiro e Santiago, a passagem da Regent Suite custou mais de R$ 570 mil por pessoa (e foi vendida). O bilhete mais barato, para a acomodação de 28 m², por sua vez, saiu por R$ 53.289 por pessoa em suíte dupla.

Mas estes valores não são altos demais? 

"As pessoas que se hospedam no Explorer têm a experiência turística definitiva de suas vidas", diz Harry Sommer, presidente de Vendas e Marketing para o Mercado Internacional da Norwegian Cruise Line Holdings, organização que é dona da Regent Seven Seas. "Este é o navio mais luxuoso do mundo, que proporciona uma viagem inesquecível para os passageiros".

Piscina do navio Seven Seas Explorer, que acaba de passar por Santos (SP) - Divulgação/Regent Seven Seas
Piscina do navio Seven Seas Explorer, que acaba de passar por Santos (SP)
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

Sommer conta que foram vendidas praticamente todas as passagens para o cruzeiro que o Explorer está fazendo neste momento entre o Rio e o Chile, compradas tanto por brasileiros como por estrangeiros.  

Mimos incluídos

Além da hospedagem, os preços das passagens dão direito a alimentação e bebidas a bordo (incluindo bebidas alcoólicas finas, como vinhos europeus e uísques renomados), passeios em terra feitos durante as paradas do navio e a espetáculos artísticos realizados em um teatro que existe dentro do transatlântico, com capacidade para 694 pessoas.   

O Explorer tem um total de dez deques abertos aos passageiros e, em seu topo, os turistas também podem curtir uma agradável piscina. 

Atração do Seven Seas Explorer, a Regent Suite conta com spa privativo  - Divulgação/Regent Seven Seas
Atração do Seven Seas Explorer, a Regent Suite conta com spa privativo
Imagem: Divulgação/Regent Seven Seas

Mas, mesmo com bilhetes na casa das dezenas e centenas de milhares de reais, é possível gastar ainda mais dinheiro dentro do navio: a bordo há um cassino, um spa com serviços pagos à parte e lojas vendendo luxuosos produtos de grife como Armani e Dior.   

Neste ano, o Explorer tem mais viagens programadas. Uma delas começa no dia 12 de julho na cidade sueca de Estocolmo e, durante 10 noites, visita destinos como Tallinn (na Estônia), São Petersburgo (na Rússia) e Copenhague (Dinamarca).

Há passagens para esta jornada custando mais de R$ 200 mil por pessoa.

Veja como é a construção de um navio de cruzeiro

Carros e Mais

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Roteiros de luxo