Topo

Viagem


Veja os lugares mais malucos onde você pode se hospedar pelo mundo

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

20/08/2018 04h00

Você é daqueles turistas que, durante as férias, gosta de viver experiências inusitadas? Se a resposta for sim, saiba que, ao redor do mundo, existem hotéis que oferecem um ambiente extremamente único para seus clientes. 

São estabelecimentos que funcionam em lugares que nada têm a ver com os tradicionais edifícios hoteleiros e que prometem uma hospedagem que, provavelmente, irá beirar o surrealismo. Abaixo, veja oito dos mais originais locais do planeta para passar uma noite (todos os preços citados estão sujeitos a alterações). 

Veja também

Hotel de gelo

Divulgação/Icehotel
Imagem: Divulgação/Icehotel

O Icehotel é um estabelecimento que fica no norte da Suécia. Trata-se de uma região extremamente fria, que combina com a proposta do hotel: boa parte de sua estrutura é feita de gelo, incluindo muitas de suas acomodações, que são projetadas como verdadeiras obras de arte (como pode ser visto na foto acima).

E é preciso se agasalhar bem para passar uma noite por lá: a temperatura dentro do hotel fica entre -5 e -7 graus Celsius. A diária dos quartos custa a partir de 2.354 coroas suecas (cerca de R$ 1.010). 

Depósito de grãos

Divulgação/SiloStay
Imagem: Divulgação/SiloStay

No estabelecimento SiloStay, localizado em Little River, na Nova Zelândia, turistas têm a chance de dormir dentro de enormes silos (estruturas projetadas para armazenar grãos e outros produtos agrícolas). 

Hoje, entretanto, o interior destes compartimentos oferece uma estrutura completa e confortável para os viajantes, com camas queen size, cozinha, chuveiro e até uma varanda para que os hóspedes admirem as paisagens naturais, recheadas de colinas verdejantes, que cercam o SiloStay. As diárias para passar uma noite no local custam, para dois adultos, cerca de 200 dólares da Nova Zelândia (aproximadamente R$ 520).

Ninho de pássaro

Divulgação/Treehotel
Imagem: Divulgação/Treehotel

O Treehotel fica em uma região de florestas nos arredores de Harads, na Suécia, e oferece acomodações que se localizam entre a parte superior das árvores.

Cada quarto tem uma arquitetura única e inusitada: uma delas é um cubo espelhado e outra lembra um disco voador planando no meio dos troncos. Porém, a acomodação mais original é, provavelmente, a chamada The Bird´s Nest, que, como seu nome em inglês diz, se parece com um gigantesco ninho de pássaro (na foto).

Seu interior é moderno e confortável, e, para dormir lá, turistas pagam cerca de 5.500 coroas suecas (aproximadamente R$ 2.360). 

Hotel em forma de cachorro

Divulgação/Dog Bark Park
Imagem: Divulgação/Dog Bark Park

Você já pensou em visitar o remoto e desconhecido Estado norte-americano de Idaho? Se você gosta de hospedagens inusitadas, há uma boa razão para ir até lá. 

Na região, mais precisamente na cidade de Cottonwood, fica o Dog Bark Park Inn, estabelecimento hoteleiro que oferece uma acomodação em forma de cachorro (mais precisamente um beagle com quase quatro metros de altura). Dentro desta edificação, os hóspedes têm à sua disposição uma confortável cama, ar-condicionado e uma área para tomar café da manhã.

A diária para dormir dentro do cachorro custa 132 dólares (cerca de R$ 520) para duas pessoas. 

Embaixo da terra

Charlotteinaustralia/www.flickr.com/photos/charlotteinaustralia/2797727808/
Imagem: Charlotteinaustralia/www.flickr.com/photos/charlotteinaustralia/2797727808/

Localizada no desértico centro-sul da Austrália, a cidade de Coober Pedy tem casas construídas embaixo da terra: seus moradores (que hoje são cerca de 1.800 pessoas) desenvolveram toda uma estrutura subterrânea para escapar do calor que, no verão, chega aos 45 graus na superfície desta região australiana. 

Tal característica virou um atrativo para turistas que viajam pelo país da Oceania e, atualmente, é possível se hospedar em pousadas e até campings que existem no subsolo de Coober Pedy (quase sempre exibindo um ambiente cavernoso). Uma diária no Desert Cave Hotel, por exemplo, que oferece acomodações confortáveis embaixo da terra, chega a custar 220 dólares australianos (mais de R$ 630). 

Esferas nas árvores

Kerry Maguire/Free Spirit Spheres
Imagem: Kerry Maguire/Free Spirit Spheres

Além do Treehotel, na Suécia, há um estabelecimento canadense que abriga inusitadas acomodações colocadas no meio das árvores. Trata-se do Free Spirit Spheres, localizado na região de British Columbia e que tem quartos com forma de esfera feitos de madeira e fibra de vidro.

As construções lembram enormes frutos pendurados nas árvores e, em seu interior, oferecem um ambiente aconchegante para os hóspedes, com vista privilegiada para a floresta. E as esferas balançam de maneira agradável quando o vento bate nelas. 

As diárias do local custam a partir de 299 dólares canadenses (aproximadamente R$ 900). 

Dentro do avião

Divulgação/Jumbo Stay
Imagem: Divulgação/Jumbo Stay

E que tal se hospedar em um hotel que funciona dentro da antiga estrutura de um Boeing 747? Isso é possível no Jumbo Stay, estabelecimento situado nos arredores da cidade de Estocolmo, na Suécia, e com uma acomodação que fica no espaço que foi usado como cabine de pilotos do Jumbo (na foto acima). 

"É um lugar ideal para entusiastas da aviação e para famílias com crianças", afirma o site do Jumbo Stay.

A diária para dormir na antiga cabine do comandante custa a partir de 2.000 coroas suecas (cerca de R$ 860). 

Montanha mágica

Christian Córdova/www.flickr.com/photos/ccordova/477974498
Imagem: Christian Córdova/www.flickr.com/photos/ccordova/477974498

Huilo Huilo é um destino de ecoturismo no sul do Chile que abriga extensas áreas de florestas, cachoeiras, rios e uma riquíssima fauna. E, lá dentro, é possível se hospedar em um edifício cuja arquitetura se integra perfeitamente à densa natureza da área. 

Trata-se do hotel Montaña Mágica, que lembra uma árvore de Natal ou a casa de algum personagem de contos de fadas. Quase toda sua superfície cônica é coberta for folhagem e, do seu topo, cai uma espécie de cachoeira artificial. O interior, de madeira, é extremamente confortável e quente (algo essencial para enfrentar o frio constante desta região do Chile). 

Sua diária custa cerca de US$ 250 (cerca de R$ 990).

Viagem