PUBLICIDADE

Topo

Viagem


O que comem os turistas que viajam na 1ª classe das companhias aéreas

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

15/08/2018 04h00

A comida costuma ser um dos grandes incômodos de viajar na classe econômica dos aviões. As refeições, nestes espaços, frequentemente não são muito apetitosas. Tudo muda, porém, se você estiver no exclusivo mundo da primeira classe: lá, receitas da alta culinária vêm servidas em belíssimos pratos e acompanhadas por vinhos finos, queijos excelentes e sobremesas de dar água na boca. 

Sonha em comer como um rei em uma viagem aérea? Abaixo, conheça suculentas refeições servidas na primeira classe de cinco das principais companhias aéreas do planeta (estes cardápios mudam constantemente. Os pratos citados na matéria nem sempre estarão disponíveis nos voos).

Leia também

Qantas

Divulgação/Qantas
Imagem: Divulgação/Qantas

A companhia aérea australiana Qantas opera diversos voos de longuíssima distância (como rotas que ligam a cidade de Sydney, na Austrália, aos Estados Unidos) e, durante estas viagens, busca entreter os passageiros com comida de alta qualidade (até na econômica a comida costuma ser bem gostosa). Os pratos da primeira classe são desenvolvidos pelo chef Neil Perry, que afirma querer que os viajantes tenham, nos aviões, "uma experiência gastronômica tão memorável quanto uma ida a um restaurante". 

Em voos que conectam a América do Norte à Austrália, por exemplo, os passageiros da Qantas podem degustar, de entrada, iguarias como caviar, tartare de atum e salada de papaia verde com carne de pato. 

Já entre os pratos principais, há receitas como salmão grelhado com alho, tomates cereja e massa feita com tinta de lula (na foto acima), além de bife com skordalia (uma espécie de purê grego feito com alho). Acompanham também queijos finos e, ao final, são servidas sobremesas como crostata de morango com creme de baunilha. 

Conhaque Martell Cordon Bleu, uísque Chivas Regal 18 anos e vinhos australianos de altíssima qualidade estão entre as bebidas à disposição dos viajantes. 

Air France

Divulgação/Air France
Imagem: Divulgação/Air France

Seguindo a tradição francesa, a companhia aérea Air France capricha nos pratos servidos na primeira classe de seus voos. Até setembro deste ano, por exemplo, as receitas deste nobre espaço das aeronaves será assinada pelo chef francês Régis Marcon, dono do aclamado restaurante Le Clos des Cimes (em Saint-Bonnet-le-Froid, no centro-sul da França) e estrelado pelo guia Michelin.

Neste período, por exemplo, os passageiros da Prémiere (como é chamada a primeira classe da Air France) terão a chance de degustar pratos como torta de creme de pato servida com cogumelos, pernil de vitela com purê de maçã gratinado acompanhado de cogumelo porcino e vieira trufada servida com lagostim. 

Até setembro, as sobremesas (na foto acima) serão de autoria do chef pâtissier Philippe Urraca, que chega com três doces: uma torta de maçã, um creme de frutas e bolinhos de limão para serem servidos a bordo. "Escolhi sobremesas clássicas francesas para as quais trago um toque moderno, para produzir doces simples com sabores sutis e delicados", conta ele. 

Singapore Airlines

Divulgação/Singapore Airlines
Imagem: Divulgação/Singapore Airlines

Baseada em Cingapura, no Sudeste Asiático, a Singapore Airlines foi eleita neste ano, pelo famoso prêmio Skytrax World Airline Awards, como a melhor companhia aérea do mundo. De quebra, também faturou o título de "melhor primeira classe do planeta". 

E, no mais nobre espaço dos seus aviões, a empresa mima os viajantes com receitas da alta culinária de diversos países do mundo. Pratos como lagosta à thermidor (na foto acima), filé de vitela e confit de pato costumam figurar entre os destaques dos menus (e tudo servido em pratos de porcelana).

Para desenvolver seus cardápios, a Singapore juntou chefs aclamados dos principais centros gastronômicos do mundo, como o italiano Carlo Cracco (dono do restaurante Cracco, em Milão, e com duas estrelas Michelin), o francês Georges Blanc (também estrelado) e Yoshihiro Murata (dono dos restaurantes Kikunoi, presentes em Tóquio e Kyoto e que estão entre os mais premiados do Japão). 

As seleções dos vinhos da primeira classe, por sua vez, estão a cargo de alguns dos especialistas na bebida mais célebres do planeta, como o australiano Michael Hill Smith e o britânico Oz Clarke. 

Emirates

Divulgação/Emirates
Imagem: Divulgação/Emirates

Baseada em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a companhia aérea Emirates é famosa por ter uma das mais luxuosas e caras primeiras classes do mundo, onde os passageiros viajam dentro de verdadeiros quartos (na foto) e, a bordo, têm acesso até a chuveiro.

Na hora das refeições, este alto padrão se mantém. Atualmente, em voos da empresa que conectam Dubai ao Brasil, os viajantes encontram, no cardápio, receitas como carne de cervo grelhada com cranberries, carpaccio de filé mignon, bochechas de vitela assadas, pato com ragu de cereja e salmão salteado com aroma de erva cidreira. 

Entre as sobremesas, há opções como mousse de chocolate branco e geleia de framboesa em base de pão-de-ló de pistache. 

Além disso, os passageiros da primeira classe da Emirates podem curtir uma seleção de cinco vinhos tintos, quatro brancos e champanhe, incluindo a célebre marca Dom Pérignon. Drinques como bloody mary, cosmopolitan e manhattan também fazem parte do menu, assim como uísque 21 anos.

Etihad

Divulgação/Etihad Airways
Imagem: Divulgação/Etihad Airways

Vizinha da Emirates (sua base é Abu Dhabi, ao lado de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos), a Etihad é outra companhia aérea que tem uma primeira classe que ultrapassa os padrões de ostentação, com acomodações que também são verdadeiros quartos. 

Como acontece em outras empresas, o cardápio da Etihad muda de acordo com a época e o voo, mas costuma trazer receitas que poderiam muito bem ser encontradas em restaurantes de alta cozinha. 

Entre elas, já foram servidos pratos como ravioli ao molho arrabiatta e abobrinhas com azeite de trufas, tortellini de queijo de cabra e receitas com carne de cordeiro e pato. O chef a bordo também pode criar um prato especial para o passageiro, que não está exposto no menu.

Vinhos, champanhe e uísque 21 anos (como o famoso Royal Salute) são oferecidos aos clientes. E, como sobremesa, há opções como tartelete de framboesa e uma grande variedade de sorvetes finos.

Viagem