PUBLICIDADE
Topo

Cultura e lazer

Viva a cidade. Saboreie experiências.


Cultura e lazer

Fora do centro: Bares e rolês para curtir uma noite plural na Zona Sul

Yuri Ferreira

Colaboração para o Urban Taste, em São Paulo

26/07/2018 04h00

O centro e os lugares hypados de São Paulo têm seus atrativos para concentrar as atenções da noite paulistana, mas fora da região também dá para curtir rolês bacanas. A Zona Sul, maior região em extensão da cidade, surpreende com a forte presença alemã no bairro Colônia, com os índios guarani de Parelheiros e com a bucólica Ilha do Bororé, localizada no meio da represa Billings.

À noite o território também tem seu valor: de um bar rastafári até um espaço de resistência cultural, a pluralidade de opções para aproveitar a boemia na Zona Sul pode surpreender os desavisados, acostumados a regiões como a Augusta e a Vila Madalena. Fomos atrás de quatro estabelecimentos legais para desfrutar, explorar novos endereços e dar uma fugida do centro.

Kombuca

Divulgação
Imagem: Divulgação

Pela manhã, é um lava-rápido, mas quando cai a noite na região de Santo Amaro, o espaço vira um dos maiores fervos culturais e gastronômicos da Zona Sul. O Espaço Kombuca é o principal food park da região, e o fato de carros serem lavados lá durante o dia não interfere em nada. Todos os dias, o Kombuca é point para beber e petiscar uma porção "chique". O cardápio fixo dispõe de cervejas tradicionais, caipirinhas e outros drinques, e de hambúrgueres mais sofisticados, como o altamente recomendado Gorg?s (R$ 24). No brioche de parmesão, o hambúrguer artesanal de 150 gramas feito na casa se combina ao queijo gorgonzola derretido, à rúcula e ao bacon (sempre muito crocante). Outro ponto importante é a charmosa decoração: mesas ao ar livre e uma frondosa árvore no centro.

Vai lá:
Avenida Engenheiro Alberto de Zagottis, 791, Jurubatuba.
Quarta, quinta e domingo, das 18h às 0h.
Sexta e sábado, das 18h à 1h.
Telefone: (11) 5521-3699

Pantcho's House Burger

Divulgação
Imagem: Divulgação

O Pantcho’s poderia estar facilmente na Augusta ou nos Jardins, mas fica bem no meio do Grajaú. Aliás, já disseram para os donos, Ricardo "Pantcho" e Regiane, que eles não deveriam estar ali. Engano de quem disse, porque estamos falando da mais famosa hamburgueria do Grajaú, que conta com a cerveja Graja Beer (R$ 16,90), produzida no bairro. O lugar também tem drinques como o Magner’sCollins (R$ 23,90, verificar disponibilidade), feito com gin, limão e cidra Magners. Quem não estiver a fim de beber pode ir de milk-shake e provar o ChocoKit (R$ 18,90), feito de Kit Kat. Para acompanhar as bebidas, o carro-chefe da casa é o Gato Rei (R$ 27), lanche no pão artesanal com bacon, queijo prato, cebola refogada e maionese especial.

Vai lá:
Avenida Manuel Alves Soares, 404, Parque Colonial.
Quarta a sexta, das 12h às 16h e das 18h às 23h30.
Sábado e domingo, das 12h às 23h30.
Telefone: (11) 2589-0467

Rasta Bier

Divulgação
Imagem: Divulgação

Com reggae nas caixas de som, e dezenas de pôsteres do Bob Marley espalhados pelas paredes, dá para fingir que se está em Trenchtown, capital da Jamaica, enquanto curte o melhor da noite regueira paulistana. Drinques temáticos que levam as cores da bandeira jamaicana (verde, amarelo e vermelho), como o Rasta Fire (R$ 20), shot flambado com licor de canela e absinto, e os saborosos vinhos frutados de produção própria (R$ 8 a dose, R$ 25 a garrafa) estão entre os principais atrativos do lugar, com música ao vivo todos os dias. Outro chamariz são os lanches, como o famoso X-Larica (R$ 17), que soma os ingredientes de todos os outros sanduíches da casa: pão de hambúrguer, dois ovos, bacon, dois hambúrgueres bovinos, alface, molho da casa, queijo prato, queijo chedar, cebola e calabresa.

Vai lá:
Rua Antônio Hélio de Azevedo Marques, 72, Interlagos.
De terça-feira a domingo, das 18h às 00h.
Telefone: (11) 94796-0340

Galpão Cultural Humbalada

Divulgação
Imagem: Divulgação

Diferentemente dos bares citados acima, o Galpão Cultural Humbalada não é um espaço gastronômico diferenciado, com surpreendentes cervejas e hambúrgueres gourmets. Trata-se, na verdade, de um dos principais rolês de resistência cultural e de pertencimento dentro da quebrada. O Humbalada foi uma maneira da Cia. Humbalada de Teatro sobreviver em meio ao caos da cidade e criar um lugar na periferia em que se fale de negritude, questões LGBT e feminismo. Foi palco do Periferia Trans e de diversos festivais que tratam da juventude periférica da Zona Sul de São Paulo. É um espaço de reflexão, conscientização e também de diversão bem no coração do Grajaú, distrito mais populoso da cidade. Todas as semanas o Humbalada tem festas, saraus e apresentações de peças de teatro, além de ter um bar no seu interior. É legal ficar de olho na programação do Galpão nas redes sociais.

Vai lá:
Avenida Grande São Paulo, 282, Parque Brasil.
Programação e mais informações no Facebook.
Telefone: (11) 5661-6534

Cultura e lazer