PUBLICIDADE

Topo

Direitos da mulher

Advogada de Weinstein ataca credibilidade de acusadoras em julgamento por estupro em NY

Harvey Weinstein - STEPHANIE KEITH/AFP
Harvey Weinstein Imagem: STEPHANIE KEITH/AFP

13/02/2020 21h24

Uma das advogadas de defesa de Harvey Weinstein atacou a credibilidade das mulheres que acusam o ex-produtor cinematográfico de abusos sexuais e pediu que os jurados o absolvam nos argumentos de encerramento do julgamento em Nova York, nesta quinta-feira.

Weinstein, 67, se declarou inocente diante das acusações de agressão sexual contra a ex-assistente de produção Mimi Haleyi em 2006 e de estupro de Jessica Mann, que à época era aspirante a atriz, em 2013.

A advogada de defesa de Weinstein Donna Rotunno começou pedindo que os jurados usassem o bom senso ao avaliar as evidências apresentadas no julgamento.

"Historicamente, vocês são a última linha de defesa neste país para a imprensa excessivamente zelosa, para a perseguição excessivamente zelosa", afirmou a advogada.

O júri deve ouvir o argumento final da promotoria na sexta-feira. O julgamento começou há mais de um mês.

O processo é um marco para o movimento #MeToo, no qual mulheres fizeram acusações de má conduta sexual sobre homens poderosos nos negócios, no showbusiness, na imprensa e na política.

Desde 2017, mais de 80 mulheres acusaram Weinstein de má conduta sexual.

O ex-produtor, que esteve por trás de filmes incluindo "O Paciente Inglês" e "Shakespeare Apaixonado", nega ter feito sexo sem consentimento.

Direitos da mulher