PUBLICIDADE

Topo

'Limpa tudo', defumação é técnica para desimpregnar ambientes. Aprenda

Incenso, defumação: rituais para energizar ambientes têm diferentes técnicas - Patrick Daxenbichler/Getty Images/iStockphoto
Incenso, defumação: rituais para energizar ambientes têm diferentes técnicas Imagem: Patrick Daxenbichler/Getty Images/iStockphoto

Claudia Dias

Colaboração para Universa, em São Paulo

22/05/2022 04h00

A defumação é uma prática milenar que aposta na fumaça produzida pela queima de folhas, cascas, raízes, madeiras e até resina para limpar ambientes, física e energeticamente. É uma maneira mais rápida de dissipar fluidos negativos. Quem a usa acredita que são os aromas, fáceis de ser absorvidos, que agem para elevar o conforto e o bom humor, estimulando o bem-estar nas pessoas.

"Há séculos, ela é adotada por civilizações do Oriente Médio e do Mediterrâneo para equilibrar humores e influenciar a mente de maneira positiva - afinal, a defumação representa a natureza dentro dos ambientes", pontua Marcello Pereira, astrólogo psicanalítico, numerólogo e terapeuta holístico. O aroma de plantas também é aproveitado para eliminar cheiros desagradáveis, energias ruins impregnadas em paredes e cantos e até insetos indesejados em casas e apartamentos.

A seguir, como fazer a defumação corretamente nas áreas que você sente que estão mais impregnadas de energias negativas.

Use carvão

Para defumar corretamente, é necessário usar carvão em brasa, que deve ser colocado em um turíbulo (incensório pequeno, geralmente feito de metal). É dentro dele ou na parte de cima (dependendo do modelo da peça) que são jogadas as ervas secas e os outros possíveis ingredientes, escolhidos conforme o objetivo a ser alcançado.

O que usar para defumar

Quanto mais "natural" o componente, melhor será o resultado. "Evidentemente que, falando em conjunto com tradição, ancestralidade e egrégora [segundo o dicionário, para espiritualistas e afins, é a força espiritual resultante da soma das energias (físicas, mentais emocionais etc.) de duas ou mais pessoas] que se reúnem para obter esse efeito", diz Marcello. "Tudo que for natural é mais forte e eficaz".

Folhas e cascas

De acordo com o terapeuta holístico, folhas agem mais na limpeza do aspecto sutil e inconsciente, enquanto cascas atingem (principalmente) as emoções. "As raízes são bem usadas para nos conectar ao nosso espiritual e ajudam a elevar o bem-estar físico", cita.

Madeiras

Madeiras, por terem uma estrutura mais densa, acessam melhor o aspecto físico, ou seja, purificam a energia das atividades cotidianas e afetam os insetos. Já as resinas variam entre uma e outra ação, segundo o especialista.

Marcello acrescenta que "o conhecimento ancestral é o manual para utilizar a erva adequada, a fim de defumar determinado ambiente". Porém, a observação de suas funções químicas ou na natureza ajuda a identificar qual é a mais adequada para cada caso.

"O que vale é a sensação que o aroma causa em todo o ambiente e em seus habitantes, físicos ou espirituais. O aroma e o princípio ativo curador de cada erva têm funções específicas e esse deve ser o balizador para defumar corretamente", frisa.

De dentro para fora

A maneira de executar a tarefa varia com a intenção: se a defumação for para limpeza espiritual, deve ser feita sempre de dentro para fora do imóvel. "Se for para atrair bons fluidos e dinheiro, defume de fora para dentro, começando pelo hall de entrada", orienta o terapeuta.

Detalhe: a defumação deve ser caprichada nos cômodos em que as pessoas dormem ou passam a maior parte do dia, pois é ali que os pensamentos negativos mais povoam e há a necessidade de limpeza energética.

Como cada erva age na defumação

O terapeuta dá algumas sugestões e explica quais efeitos cada erva promove:

  • Alecrim: afasta inveja, defende de males indesejados, purifica a aura e protege contra magias.
  • Alfazema: suaviza o ambiente, purifica e limpa. Ainda serve como atrativo feminino e promove maior compreensão do momento atual.
  • Anis-estrelado: desperta a perseverança e atrai prosperidade. Age positivamente no humor, reenergiza o corpo e traz disposição e vitalidade.
  • Arruda: atrai bons fluidos, relaxa tensões, limpa larvas astrais e abre caminhos, trazendo força e liderança aos moradores.
  • Capim-limão: garante boa noite de sono, controla a ansiedade e acalma mente e espírito, além de espantar a melancolia.
  • Cravo-da-índia: atrai dinheiro e estimula força nos moradores. Também é ótimo para resolução de conflitos.
  • Espinheira-santa: acalma emoções, anula energias negativas e limpa acúmulos malquistos, impregnados em paredes. Da mesma forma, relaxa as pessoas e movimenta o que está estagnado.
  • Eucalipto: desperta a fartura (principalmente material) e a prosperidade, ativa o raciocínio e melhora a percepção espacial e a concentração.
  • Louro: abre caminhos, desperta a prosperidade financeira, energiza ambientes e age contra confusão mental.
  • Palha de alho: repele magias negativas e más vibrações, acalma o lado mental, purifica de maneira profunda e gera bem-estar.
  • Sândalo: estimula vibrações positivas no ambiente, expande a intuição e aumenta o estado de consciência.

Detalhe: para defumar qualquer ambiente, é importante deixar todas as janelas abertas, garantindo que as impurezas sejam desintegradas com a energia das ervas, reequilibrando e deixando o espaço agradavelmente habitável.

Energia densa demais? Aposte em uma vez por semana

Marcello Pereira explica que é possível defumar um local semanalmente, podendo a prática ser intensificada se a energia no imóvel estiver muito densa - o que é identificado, sobretudo, quando surge aquela sensação de incômodo, sem motivo aparente. Com a repetição, a expectativa é que o equilíbrio seja reestabelecido, permitindo reduzir a frequência.

Contudo, a defumação é extremamente recomendada quando houver mudança de residência. Marcello indica que seja feita antes de entrar em imóvel novo, a fim de "purificar os elementos emocionais que permanecem dos antigos donos".

Da mesma forma, sugere-se defumar todos os espaços quando for sair de uma moradia, evitando deixar as energias pessoais "paradas" no antigo imóvel. "Portanto, pode ser feita em qualquer processo de mudança: antes ou durante uma mudança de rotina, na entrada e na saída de moradores ou como estímulo para mudança de fases", reforça Marcello.

Quem pode fazer

Será que qualquer pessoa pode defumar a casa? Diz o especialista que sim. Como ele argumenta, a defumação é basicamente um processo ritualístico, que fica sempre mais forte quando é acompanhado de intenções positivas ou ritos próprios. "Assim, é sempre preferível que o dono do imóvel execute, pois sua energia potencializa o processo, já que ele sempre quer o próprio bem", afirma.

Nada impede, porém, que profissionais de confiança, que conheçam a história dos moradores e do local e respeitem a crença dos clientes, possam conduzir a tarefa, preferencialmente, terapeutas holísticos, especialistas em Feng Shui ou estudiosos da prática.

"Para realizar qualquer defumação, é importante que a pessoa esteja disposta a se entregar ao processo, unindo ao ato toda sua fé, intenção positiva e esteja em sintonia com o momento", frisa Marcello. Equilibrar-se emocionalmente antes da prática, eliminando pensamentos inadequados ou ruins, torna tudo mais fluido e eficaz.