PUBLICIDADE

Topo

Negra Li: 'Solteira e com a libido lá em cima tive que me satisfazer"

De Universa

04/03/2022 04h00

Estar sozinha após anos de relacionamento pode parecer assustador para muitas mulheres. Mas existe um outro lado, que é a redescoberta do próprio prazer e do autoconhecimento. Para a cantora Negra Li, a separação após 14 anos de casamento, aos 40, foi uma virada de chave.

Em conversa com a sexóloga Ana Canosa e a jornalista Bárbara dos Anjos Lima, no podcast Sexoterapia desta quarta-feira (2), a cantora revelou que veio de uma família evangélica, onde falar sobre sexo era um tabu, e se casou aos 27 anos sem ter conhecido a liberdade sexual. Quando se viu sozinha após a separação, decidiu experimentar e conhecer o próprio corpo. "E foi aí, ficando sozinha, e com a libido lá em cima, que pensei: eu não vou sair por aí procurando alguém para me satisfazer, eu vou ter que me satisfazer. Comecei a me tocar, mas gostei mais dos brinquedos", revelou. (a partir de 9:16 no vídeo acima)

Adepta dos sex toys, Negra Li conta que o processo de reconstrução e autodescoberta foi longo. No início, foi difícil se libertar das pressões e dos olhares julgadores. "As pessoas não conseguem acreditar que uma mulher solteira, separada, pode ser feliz, e muito feliz", desabafou. (a partir de 16:26)

A cantora contou que foi inspirada por mulheres mais jovens, livres e com menos tabus, para começar a explorar seu corpo e se sentir mais livre para falar de sexo. "Fui olhando as mulheres hoje em dia, com 20 anos e poucos anos já falando com essa liberdade. Quando eu vejo entrevistas da Anitta, o jeito que elas falam de uma forma tão espontânea, tão gostosa e tão leve sobre a vida sexual, sobre o sexo, tão sem julgamento, isso também me ensinou. As mulheres de 20 estão ensinando as novas mulheres de 40", afirma (a partir de 12:26)

Negra Li ainda deu dicas para as mulheres que desejam ter uma relação séria consigo mesma: "Se você comprar uma lingerie para você mesma, você se olhar, você se amar, você vai ter prazer consigo mesma. Uma das minhas melhores noites foi comigo mesma", finaliza. (a partir de 25:17)

O Sexoterapia pode ser acompanhado ao vivo, todas as quartas-feiras, às 19h30, na página principal do UOL, no Youtube de Universa e no Tik Tok de Universa —na sequência, a versão em áudio estará disponível também nas plataformas de podcast. Nesta 9ª temporada, o foco está nas convidadas: a cada programa receberemos uma nova famosa para uma conversa sobre sexualidade e relacionamentos.

Os podcasts de UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Sexoterapia em plataformas como Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music, Youtube e TikTok —nestes dois últimos, também em vídeo.