PUBLICIDADE

Topo

Dadá Coelho lembra relação abusiva: 'Me deu 5.000 balões, mas me agrediu'

De Universa

25/02/2022 04h00

"A estrada para o inferno dos relacionamentos abusivos está pavimentada de boas intenções". A frase da atriz e comediante Dadá Coelho é fruto de sua própria experiência com o "love-bombing", demonstrações exageradas de amor. Dadá foi a convidada desta semana do podcast "Sexoterapia" e, no episódio que foi ao ar nesta quarta-feira (23), contou que sofreu violência de um ex-marido no mesmo dia em que foi surpreendida por 5.000 balões coloridos, no dia de seu aniversário.

A agressão aconteceu quando Dadá tinha 35 anos e morava no Maranhão, logo após a surpresa emocionante. O marido partiu para cima dela quando foi questionado sobre uma troca de mensagens pelo celular. Ela conta que o parceiro também tentava dissuadi-la a mudar de ideia, pois havia decidido se mudar para o Rio de Janeiro, para se tornar atriz. Na época, ela era jornalista e trabalhava com produção. "Isso é um processo que tem a ver com essa falsa conquista, com essa falsa lua de mel. É o narcisista que vai criando esse personagem para manipular a mulher, para tê-la perto, porque não consegue reconhecer a sua capacidade", afirma (veja no vídeo acima a partir de 10:44)

A atriz fez uma reflexão sobre o terrorismo emocional que sofria na relação, disfarçado pelo ato de amor exagerado, com a surpresa dos balões. "Depois eu fui entender que, na verdade, ele percebeu que eu já ia dar um passo maior, que eu queria me dar uma resposta como profissional, como artista, e não ia ser ali, sendo tão somente mulher dele que eu ia conseguir" (19:04).

Casada atualmente com o ator e diretor Paulo Betti, Dadá conta que a agressão é uma cicatriz que carrega consigo e que demorou para conseguir falar no assunto. "Essa coisa da violência tem isso, você vira página, mas não arranca a página", desabafa. "É quase como se você levasse isso para os seus próximos relacionamentos, é uma cicatriz difícil assim que você tem, colada em algum lugar no seu coração, do seu sexo. Eu eu nunca toquei nesse assunto, mas acho que a gente tem que advertir as mulheres, sabe". ( veja a partir de 18:18)

O Sexoterapia pode ser acompanhado ao vivo, todas as quartas-feiras, às 19h30, na página principal do UOL, no Youtube de Universa e no Tik Tok de Universa —na sequência, a versão em áudio estará disponível também nas plataformas de podcast. Nesta 9ª temporada, o foco está nas convidadas: a cada programa receberemos uma nova famosa para uma conversa sobre sexualidade e relacionamentos.

Os podcasts de UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Sexoterapia em plataformas como Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music, Youtube e TikTok —nestes dois últimos, também em vídeo.